Uma Corrida Contra o Tempo que nos Resta – Psicopatas Globalistas x Humanidade

Logo abaixo da superfície da vida diária da humanidade, duas forças totalmente opostas estão em ação: “a vontade de viver plenamente” e “a vontade de não viver, mas de perverter e destruir”. Ambos estão lutando para se tornarem a realidade dominante desta época. É uma corrida contra o [POUCO] tempo que nos resta. O relógio foi acertado pelos Psicopatas Globalistas, com a aceitação perturbadoramente passiva, ignorante e bovina de grande parte da Humanidade.

Fonte: Julianrose.info

Os Psicopatas Globalistas são obcecados pelo tempo mecânico e linear, mesmo porque sabem que ele está chegando ao seu término e uma nova era terá início. Eles acertam os seus relógios e exigem e impõem que as suas agendas de escravização da humanidade sejam implementadas no prazo que decretam.

Uma dessas agendas, o ‘The Great Reset’ é o evento de acerto do relógio mais recente, apropriada e devidamente nomeado, iniciado pelos Psicopatas Globalistas do WEF. Colocou algumas datas-chave na sua agenda para a transferência da vida orgânica para algo robótico, LGBTQ+, Transgênero, ‘Acordado’, controlado digitalmente, com o objetivo de tornar a humanidade obsoleta, conforme as ideias do arrogante historiador e ativista ateu judeu khazar, Yuval N. Harari, consultor do WEF.

Eles consideram os anos de 2025/26, 2030 e 2045/50 marcadores úteis para alcançar fases específicas desta ambição.

Conhecemos o plano de jogo dos Psicopatas Globalistas porque ele também está explicitamente definido na Agenda 2030 da ONU e na Quarta Revolução Industrial/Novo Acordo Verde de Klaus Schwab, CEO e criador do WEF – Fórum Econômico Mundial.

Do lado financeiro, para começar, uma moeda digital do banco central [CBDCs] com um programa de conformidade de crédito social para controlar o acesso dos indivíduos às suas contas bancárias e controlar seus gastos está prevista para implantação em torno de 2026. A estagnação econômica global e períodos de fome humana estão programados para se seguirem, por design intencional.

Até 2030, a agenda dos Psicopatas Globalistas afirma que o processo de digitalização e inteligência artificial (TI) terá usurpado grande parte da capacidade de pensamento emocional e racional da Humanidade; com poderes naturais de reprodução também esterilizados até à submissão pela crescente geoengenharia atmosférica, modificação da água e alimentos, uso de frequências eletromagnéticas (EMF) e programas de vacinação armados, como as vacinas mRNA da Covid e as próximas vacinas mRNA da nova pandemia sendo provocada pela armação do vírus da “Gripe Aviária” H5N1

Na mesma data, está prevista a criação de cerca de cinquenta por cento dos alimentos em laboratórios industriais. Sintético, geneticamente modificado e sem ligação com o solo e a produção de proteinas pelo cultivo de insetos, em substituição a alimentação usual.

Os insetos estão no topo da lista de substitutos de proteínas, uma vez que o leite, a carne e os ovos foram retirados do menu devido ao fato de terem sido identificados como cúmplices da louca invenção dos Psicopatas Globalistas sobre o aquecimento global.

A produção de energia deverá estar em grande parte divorciada das práticas de queima de combustíveis fósseis [carvão, gás e petróleo] nesta mesma data. Substituído pelo que considera soluções “verdes”, assumindo o poder do que resta da indústria produtiva.

Em 2045/50, os Psicopatas Globalistas veem-se no comando com a sua chamada política ‘Emissão Zero CO²’ (sem dióxido de carbono), tendo reduzido ainda mais a biodiversidade natural e as populações mundiais a uma fração dos níveis atuais, substituindo a Humanidade pela versão ciborgue AI Transhumanista, LGBTQ+, Transgênero. etc, e um raça escrava da humanidade preservada para tarefas servis inadequadas para robôs.

Esta é uma lista puramente superficial e indicativa – já que há muito mais insanidade em preparação do que a mencionada aqui. E os Psicopatas Globalistas tem um plano B, C e D caso A não se concretize (no prazo possível).

Para se lembrar ainda mais, basta verificar a descrição de Mad Schwab da Quarta Revolução Industrial e a declaração de Mad Harari “Faremos melhor que Deus”. Entretanto, na corrida contra o tempo, uma percentagem ainda pequena, mas em constante crescimento, da Humanidade está percebendo que o seu futuro neste planeta está ameaçado, como nunca esteve antes.

Informações sobre a natureza desta crise estão circulando pela internet; está em discussão em milhares de locais de conferências, residências particulares e locais de trabalho. A humanidade está se agitando e despertando, aumentando a sua consciência sobre as nefastas agendas ao ponto que os Psicopatas Globalistas estão tentando bloquear o impulso crescente da sua exposição.

Existem forças energéticas em jogo aqui que não podemos ver, mas podemos sentir. Eles neutralizam o torpor direcionado ao cérebro fabricado pelo complexo industrial militar ‘Cerebral Valley’ de Madkind e direcionado a alvos escolhidos por tortuosos agentes de ‘inteligência’ na CIA, Mossad, MI5, MI6, FBI e muito mais.

A humanidade está despertando para a realidade da sua crescente escravidão às ambições loucas da Loucura dos Psicopatas Globalistas. Este é o epicentro do confronto Vida x Morte/corrupção/perversão. E todos nós somos, quer saibamos ou não, atores ativos e/ou omissos neste drama sem precedentes.

Sim, é uma corrida contra o tempo: será que o poder do espírito desperto chegará primeiro e quebrará o código satânico dos Psicopatas Globalistas – libertando assim a humanidade da prisão desumana da sua Demência, Perversão, Loucura?

Ou será que os Psicopatas Globalistas manterão o controle sobre a saúde física e mental de um número suficiente de mortais para manter seu ímpeto opressor?

Ninguém pode adivinhar o futuro; mas todos aqueles que são capazes de tocar a campainha e saltar para o carro dos bombeiros para “combater” esse Armagedom não podem mais virar as costas ao desafio que a Humanidade enfrenta. Mas devemos voltar-nos para enfrentar e combater a ameaça de extinção que os Psicopatas Globalistas planejaram e já pôs em marcha mais acelerada em maio.

Embora existam cento e uma maneiras de aceitar o apelo à ação, existem dois princípios fundamentais que todos devemos respeitar, a fim de construir a nossa força de propósito e a nossa pureza de intenção para sermos vencedores da vida sobre a morte: uma atitude nutritiva interior. de Luz e uma manifestação externa dos poderes dessa Luz.

Estas duas ações devem ser inculcadas em nós, para constituir o ritmo diário central das nossas vidas.

Por “manifestação exterior dos poderes da Luz” quero dizer especificamente tomar medidas em apoio à mudança social, econômica, ambiental e política para a emancipação geral da Humanidade e da natureza.

Não importa quais outras tarefas ou horários de trabalho tenhamos de manter, cada dia deve começar e terminar com um espaço dedicado à nutrição do nosso eu mais profundo e à ativação dos poderes resultantes na causa de quebrar o culto da morte do nosso opressor sobre nossas vidas.

Sempre a reflexão interna levando à ação externa, nunca apenas uma ou outra. Altamente recomendado é também um ponto durante cada dia em que nos lembramos porque estamos aqui, qual é o nosso maior papel nesta vida e como podemos manifestá-lo adequadamente. Nossa alma (humana) vive para sempre, pois é eterna. Sua jornada é eterna e a área de viagem é infinita.

Mas esta viagem para o seio da criação – e cada vez mais perto do local de nascimento da própria Vida, não se materializará apenas a partir de pensamentos positivos, meditação ou de oração.

Somente através da nossa determinação em realizar e manifestar o nosso verdadeiro eu, as nossas energias superiores – e, repito, canalizá-las em ações dedicadas à emancipação de toda a humanidade e da própria natureza em sua exuberância. Esse é o nosso passaporte para a liberdade eterna.

Portanto, não faz sentido pensar “Ficarei feliz em deixar este mundo louco e finalmente ser livre”. Isto É OMISSÃO. Tal é o grande engano perpetrado pelo autoritarismo religioso e pelos professores do escapismo espiritual, que muitos sofrem desta grande ilusão.

Até que ganhemos o poder de escapar da armadilha egoísta e sedutora da alma dos Psicopatas Globalistas, não teremos passaporte para a liberdade, nesta vida ou na vida após a morte. Sem fazer um esforço contínuo para a auto-realização pelo MÉRITO – e sem cultivar a vontade de direcionar os frutos deste processo para a manifestação da justiça e da verdade, comete-se uma forma de suicídio da alma.

Isto significa nunca escapar da roda de retornos repetidos [reencarnação] ao “status de escravo” em que esteve preso, em existências anteriores e na atual.

A agenda de extinção e escravização dos Psicopatas Globalistas conta com que não assumamos este compromisso diário para a realização da nossa verdadeira liberdade. Esta bela sensação de finalmente estar estabelecido no caminho de uma verdade profunda. Da unidade com o Núcleo Cósmico de onde viemos.

Quantas vezes alguém deve retornar a este planeta, apenas para encontrar mais do mesmo – mas ainda mais podre, permissivo e corrupto – lixo que deixou para trás na última vez? Deixar de limpar e seguir em frente significa ser apanhado num ciclo perpétuo de aprisionamento mental e físico.

Esta é uma lei universal – que no Oriente se chama Karma – da qual não há escapatória. Exceto aquele baseado no processo que descrevi, ainda que brevemente. Não há mais tempo a perder. Estamos nesta corrida contra o tempo que nos resta, e é provavelmente o estímulo mais significativo que qualquer um de nós receberá para nos treinarmos para nos tornarmos guerreiros espirituais da Luz.

Para manifestarmos aquilo que é inexpugnável aos agentes de degradação e destruição da espécie os Psicopatas Globalistas, loucos, o nosso foco deve ser tornarmo-nos totalmente preparados para a vitória. Esta é a nossa razão de ser. Por que viemos para este planeta Terra manchado por seres das trevas, mas é radiante e exuberante.

Somos irmãos e irmãs empenhados em gerar a realização global da nossa verdadeira potencialidade. Estamos capacitados desde o início com tudo o que é necessário para nos levantarmos e derrotar os Psicopatas Globalistas, servidores das trevas.

Se for apenas por falta de necessidade que desperdiçamos este potencial até agora, então esse tempo já passou.

Não tenha dúvidas sobre nossa capacidade de derrotar os Psicopatas Globalistas, servidores das trevas.. Mais de cinquenta por cento do que é necessário para vencer a nossa batalha envolve simplesmente reforçar a nossa determinação de expressar plenamente a nossa humanidade – aquela que contém as sementes da invencibilidade.

Nutrindo tudo o que é caloroso, amoroso, verdadeiro, determinado e corajoso. Enfatizo ‘corajoso’, pois os Psicopatas Globalistas, servidores das trevas. são essencialmente covardes “acordados”.

Por trás da sua fachada de pompa e poder material existe uma fraqueza debilitante, um vazio sem Deus. pois os Psicopatas Globalistas, servidores das trevas, não tem coragem, fé, empatia – escondem-se atrás do seu armamento de vigilância digitalizado e dos seus vícios e em transmitir o medo.

Basta enfrentar os Psicopatas Globalistas, servidores das trevas – e está acabado .

Armados com coragem e dotados de um determinado senso de autoconfiança – temos a melhor carta, o Ás. É hora de jogar, apostar na nossa Luz e ganharmos !


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.326 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth