browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Visão Remota confirma Base do Comando Ashtar [Federação Galáctica] oculta nas nuvens de Júpiter

Posted by on 25/12/2021

Em 17 de dezembro, o Farsight Institute divulgou os resultados de várias sessões de visão remota [RV-Remote Viewing] investigando a suposta existência de um “Comando Ashtar” e se ele tinha uma base flutuante oculta nas nuvens de Júpiter. Os resultados das sessões de visão remota, conduzidas usando protocolos científicos cegos, apoiam as alegações de vários ‘contatados’ recentes de que o Comando Ashtar existe e que sua base oculta nas nuvens de Júpiter era usada como ponto de encontro para acordos secretos alcançados entre 14 nações espaciais e várias organizações extraterrestres em julho de 2021, visando a liberação da Terra.

Visão Remota confirma a existência de Base do Comando Ashtar [Federação Galáctica] oculta nas nuvens de Júpiter

Fonte: Exopolitics.Org

O Dr. Courtney Brown [ Ph.D., Washington University, 1981, MA, San Francisco State University, 1977, AB, Rutgers University, 1974], fundador do Farsight Institute, divulgou uma declaração na imprensa e em um vídeo apresentando os objetivos das sessões de visão remota e os alvos sendo investigados. Ele explicou por que escolheu o alvo para a Parte 1 do projeto:

Informações mais recentes sugeridas por alguns autores não ligados à Farsight parecem sugerir que havia um coletivo planetário chamado Coletivo Ashtar que era composto de várias espécies de seres extraterrestres, e dizia que este Coletivo foi infiltrado pelos Reptilianos. Os mesmos Reptilianos que nós aqui no Farsight Institute encontramos como uma praga na Terra dos dias modernos. Diz-se que o Comando Ashtar se separou desse Coletivo para formar um grupo militar muito capaz que possui instalações que atualmente estão baseadas ocultadas nas nuvens de Júpiter. Estas são algumas das afirmações feitas por outros em relação ao Comando Ashtar.

Se tal instalação existir nas nuvens de Júpiter, então eles obviamente teriam a capacidade tecnológica para sobreviver com segurança neste ambiente, e o ambiente extremamente hostil ofereceria benefícios, como níveis significativos de proteção que uma instalação militar poderia desfrutar. Seria difícil encontrar a instalação sem ajuda. Qualquer abordagem à instalação seria notada e as espaçonaves de muitas raças extraterrestres poderiam nem mesmo ser capazes de sobreviver às condições atmosféricas, a fim de montar um ataque. Então, de nossa perspectiva, faz sentido que tal instalação nas nuvens de Júpiter possa existir.

Embora o Dr. Brown não tenha especificado quem os autores estavam discutindo sobre as instalações do Comando Ashtar, eles provavelmente incluíam Elena Danaan, Megan Rose e outros em nossa respectiva cobertura desta instalação e seu envolvimento em supostos acordos secretos ocorridos em julho de 2021. Eu retornarei a esta informação mais tarde.

Em seu comunicado à imprensa / vídeo , o Dr. Brown explicou que as sessões de visão remota foram conduzidas usando protocolos científicos cegos, onde os visualizadores remotos não foram informados sobre o projeto ou o alvo específico. Eles foram informados apenas de que há um alvo numérico (por exemplo, T1) ou um assunto alfanumérico (por exemplo, SA), e eles deveriam visualizá-lo remotamente. Este protocolo científico evita o problema de antecipação, por meio do qual os visualizadores remotos inserem seus próprios preconceitos e julgamentos nas sessões quando sabem algo sobre os alvos com antecedência.

Nas próprias sessões, um dos observadores remotos, Aziz Brown (filho de Courtney), ilustrou a importância dos protocolos científicos cegos quando explicou como ele formou um julgamento sobre o alvo e descobriu que isso imediatamente influenciou a sessão até que ele conscientemente retirou sua suposição. Isso exemplifica a necessidade de condições científicas cegas para sessões de visão remota, de forma que os visualizadores remotos não permitam que seus preconceitos e julgamentos se insinuem e influenciem a sessão.

Infelizmente, há muitos indivíduos, alguns com seguidores públicos significativos, alegando ver alvos remotos sem usar nenhum protocolo científico cego. Isso leva a uma grande quantidade de ‘antecipação’, impactando significativamente a precisão de seus resultados e a credibilidade geral da visualização remota como uma ferramenta de coleta de inteligência.

RELACIONADOS:

Após a conclusão das sessões envolvendo até quatro visualizadores remotos treinados e muito experientes associados ao Farsight Institute, o Dr. Brown divulgou sua conclusão sobre o projeto. Ele disse QUE:

“Com relação ao primeiro alvo, queríamos apenas saber se algo como um “Comando Ashtar” realmente existe ocultado nas nuvens de Júpiter. Até onde nossos dados indicam, sim, EXISTE. Parece ser uma instalação secreta e não parece estar envolvida na comunicação com a população da Terra. Pessoalmente, duvido muito que alguém no Comando Ashtar esteja canalizando informações para receptores humanos na Terra. Não faz sentido para eles tentarem competir com os esforços de Orion [GREYS] e Reptilianos para manipular a população humana através da disseminação de desinformação. Se estivessem interessados ​​em interagir com a humanidade em um nível mais pessoal, estariam localizados mais perto da Terra e não escondidos dentro das nuvens de Júpiter. Tanto quanto podemos discernir, eles são principalmente uma organização militar” [da Confederação Galáctica]. 

Existem algumas conclusões importantes sobre as descobertas do Dr. Brown:

  • Primeiro, o Comando Ashtar existe e tem uma base na atmosfera superior de Júpiter. 
  • Em segundo lugar, ele não acredita que os membros do Comando Ashtar estejam se comunicando diretamente com os humanos na Terra. 
  • Em Terceiro, o Comando Ashtar é principalmente uma organização militar.

Em relação à sua primeira conclusão, isso é altamente significativo. Isso significa que, além de outras organizações extraterrestres identificadas pelo Dr. Brown e suas equipes de visão remota em projetos anteriores – a Federação Galáctica de Mundos, o Império Draconiano (Reptiliano), a Aliança Orion (Greys) e o ‘Domínio’ – em órbita nas nuvens de Júpiter existe outra organização extraterrestre, militar, que monitora os assuntos humanos e o nosso sistema solar.

Ainda mais significativamente, as descobertas das sessões de visão remota confirmam as afirmações feitas primeiro por Elena Danaan , e mais tarde apoiadas por Megan Rose , de que o Comando Ashtar tem uma grande cidade / base flutuante suspensa e oculta nas nuvens no alto da atmosfera de Júpiter. Como o Dr. Brown racionalizou, isso forneceria uma base furtiva de operações para atividades em todo o nosso sistema solar e na própria Terra. 

Esta conclusão é especialmente importante quando se trata das alegações de Danaan e Rose de que uma série de reuniões envolvendo diferentes organizações galácticas e representantes de 14 nações espaciais ocorreram em julho de 2021. Eu cobri essas reuniões em artigos anteriores junto com as evidências de apoio. Os resultados do projeto de visão remota da Farsight aumentam o corpo de evidências de que tais reuniões REALMENTE ocorreram.

Em segundo lugar, o Dr. Brown é muito cético sobre as alegações de indivíduos que afirmam estar em comunicações telepáticas com membros do Comando Ashtar. Historicamente, o primeiro indivíduo que afirma se comunicar telepaticamente com o Comando Ashtar foi George Van Tassel (1952), seguido por Trevor James Constable (1958) e muitos outros. Hoje, há vários indivíduos que afirmam estar em comunicação telepática com o Comando Ashtar, e o Dr. Brown corretamente aponta que muitos deles são simplesmente artifícios de extraterrestres negativos que prestam serviço a si próprios mascarados de Comando Ashtar através de desinformação, manipulação e controle.

Seu ceticismo também se aplica às experiências de contato e comunicações telepáticas de Elena Danaan e Megan Rose? Para responder a esta pergunta, é útil apontar que Danaan diz que ela foi realmente levada para a base do Comando Ashtar e testemunhou em primeira mão e encontrou pessoal lá. Em segundo lugar, tanto Danaan quanto Rose estiveram em comunicações telepáticas com representantes da Federação Galáctica de Mundos que compartilharam informações sobre a instalação em Júpiter do Comando Ashtar. Nenhuma das duas afirma estar em contato com o próprio Comando Ashtar, muito menos canalizando informações do pessoal da sua base.

Terceiro, o Dr. Brown revela que o Comando Ashtar é uma organização militar. Isso é consistente com as canalizações originais de George Van Tassel de diferentes membros do Comando Ashtar, incluindo o próprio Ashtar [Sheran]. Em seus dois livros, A Gift From the Stars e We Will Never Let You Down , Elena Danaan descreveu as origens do Comando Ashtar e suas funções militares em nosso sistema solar hoje. Da mesma forma, Megan Rose discutiu a base do Comando Ashtar e suas funções militares em seu livro Welcome to the Future . O projeto de visão remota do Farsight Institute sobre o Comando Ashtar confirma a precisão dessas afirmações.

Concluindo, a visão remota é uma importante ferramenta de coleta de informações sobre assuntos extraterrestres e exopolítica. No entanto, deve ser conduzido usando protocolos científicos cegos para obter os melhores resultados;  caso contrário, o fornecimento antecipado pode reduzir significativamente sua eficácia. Nesse sentido, apoio o trabalho do Dr. Brown e de outros visualizadores remotos profissionais no incentivo ao uso de mais protocolos científicos em seus projetos de visualização remota.

Em termos de minha investigação em andamento das reuniões e acordos alcançados na base do Comando Ashtar em julho, os resultados do projeto mais recente da Farsight são muito significativos. Isso me dá mais confiança de que as reuniões ocorreram. Finalmente, o Comando Ashtar parece ser parte de uma aliança de organizações extraterrestres positivas ou “a serviço de outras” organizações extraterrestres que trabalham com uma Aliança Terrestre de nações exploradoras do espaço liderada pelo Comando Espacial dos EUA em eventos globalmente transformadores que acontecem nos bastidores [visando, principalmente, a mudança de paradigma de nossa civilização planetária com o fim do controle de raças extraterrestres hostis à humanidade].

Uma versão em vídeo deste artigo está disponível no YouTube e Rumble

© Michael E. Salla, Ph.D. Copyright Notice

[Nota: a conclusão completa do Dr. Brown e as próprias sessões de visão remota podem ser assistidas em seu site do Farsight Institute . Agradeço ao Dr. Courtney Brown pela permissão para incluir trechos de áudio de seu projeto de visualização remota do Comando Ashtar. Agradeço também a Elena Danaan pela permissão para incluir seu desenho do interior da base do Comando Ashtar ]

Michael Salla, Ph.D.

Artigos relacionados:


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


“Você não é deste mundo. Você não é este corpo que habita. Você não é essas emoções, esses pensamentos, esse ego com o qual se identifica. Você nem mesmo é sua vida ou morte. Quando você é capaz de se distanciar dessas coisas, então o verdadeiro você, o você gnóstico, entra no foco de sua cognição. Mais puro que o éter, mais radiante que o sol, mais puro que a neve acumulada, cheio de vida e retirado do contexto da morte, este é o eu que você é. Para ajudá-lo a saber disso, Jesus e Buddha e todos os outros grandes mensageiros de luz vieram a este mundo, fazendo o sacrifício de vir da plenitude para o vazio para trazer isso a você. Você deve saber disso, e deve fazer isso, porque sem ele você não está realmente vivo, não está realmente consciente, mas com ele, você é todas as coisas, você tem todas as coisas, e o Tudo se tornou você. Esta é a mensagem da Gnose! ”  – Richard, Duc de Palatine (1916–1977)


Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

One Response to Visão Remota confirma Base do Comando Ashtar [Federação Galáctica] oculta nas nuvens de Júpiter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.