Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

A Falsa Crise do Nitrogênio: Holanda é o Marco Zero da Agenda Global da Fome. Precipitando ‘30.000 Agricultores Fora de suas Terras’

Antes de mergulharmos nisso, é importante entender o nitrogênio e o seu papel na Terra. O ar que os seres humanos respiram é composto por 78% de nitrogênio, 22% de oxigênio e 1% de outras coisas. Os humanos respiram nitrogênio ao longo de sua existência na Terra. A maior parte do nitrogênio na atmosfera da Terra são moléculas de N2, que são principalmente inertes (quimicamente não reativas). 

A Falsa Crise do Nitrogênio: Holanda é o Marco Zero da Agenda Global da Fome. Precipitando ‘30.000 Agricultores Fora de suas Terras’

Fonte: Global Research

Óxidos de nitrogênio, como amônia (NH3) e óxido nítrico (NO), são os nitrogênios “ruins” que os psicopatas afirmam que as mudanças climáticas vão matar todos nós. Mas não ter comida vai nos matar muito mais rápido e em maior quantidade.

Os óxidos de nitrogênio são fatos naturais da vida na Terra. O óxido nitroso (N2O), também conhecido como “gás hilariante” e “whippets”, é o terceiro óxido de nitrogênio mais abundante no ar, de acordo com a Agência de Proteção Ambiental dos EUA

As fontes naturais de N2O, incluindo os oceanos e o solo sob a vegetação natural, respondem por 62% de todo o N2O. O dióxido de nitrogênio (NO2) e o óxido nítrico (NO) são os dois óxidos de nitrogênio mais prevalentes. A maior parte do NO2 vem da fumaça do tabaco, fogões e aquecedores. As principais fontes de NO são a combustão de combustíveis fósseis e a adição de fertilizantes ao solo .

É verdade que a maior contribuição humana de óxidos de nitrogênio é a agricultura. Mas um estudo de 2017 da Universidade da Virgínia e do The Organic Center descobriu que a agricultura orgânica (ou seja, usando esterco e composto como fertilizante e sem pesticidas químicos) reduz as novas emissões de nitrogênio reativo em 64% em relação à agricultura “convencional”.

No entanto, menos de 1% das terras agrícolas dos EUA e apenas 4% das terras agrícolas holandesas são certificadas como orgânicas. Enquanto isso ,corporações gigantes – Monsanto/BASF, DuPont/Dow e Syngenta/ChemChina – fabricam todos esses pesticidas venenosos e possuem todas as sementes plantadas para alimentos por meio de patentes. Essas três empresas controlam toda a indústria agrícola global.

Se as emissões de óxido de nitrogênio fossem genuinamente uma preocupação global, os poderosos da elite de oligarcas por trás desta nefasta agenda poderiam simplesmente fechar as empresas anteriores e investir na agricultura orgânica. Mas todos nós sabemos que a preocupação genuína com a humanidade não é, nunca foi e nunca será uma prioridade para essas pessoas.

Agricultores holandeses lutam contra sua extinção

O Fórum Econômico Mundial – WEF está promovendo mais um “chef de insetos”. Joseph Yoon é o fundador do Brooklyn Bugs em Nova York. Ele viaja pelo país, cozinha insetos, lagartas, etc., e os come na frente das pessoas. Yoon está no mercado desde 2017. Mas o khazar Klaus et caterva recentemente o endossaram como parte da agenda do “The Great Reset” de que “você vai comer insetos e gostar” e “não vai possuir nada e ser feliz”.

Para que a agenda dos insetos como alimento funcione, as pessoas devem estar desesperadamente famintas e ainda ter vontade de viver. Os oligarcas não apenas devem condicionar as pessoas a acreditar que os insetos são alimentos, mas também projetar a fome global que forçará as pessoas a obedecer por pura sobrevivência.

Bill Gates é um dos engenheiros-chefe desse esquema. Ele atualmente possui 242.000 acres de terras agrícolas nos Estados Unidos.

Mas os poderes ocultos por trás dessa agenda não vai permitir que os manifestantes interfiram em seus objetivos. Como os australianos antes de 2020, os holandeses não estão acostumados a ataques violentos de bandidos da polícia, como é o modus operandi nos Estados Unidos. Tudo começou durante os protestos de bloqueio do COVID no final de 2021 e início de 2022 e está piorando durante os protestos dos fazendeiros.

Policiais raramente disparam armas de fogo na Holanda. Mas eles abriram fogo contra um garoto de 16 anos que estava pacificamente sentado em um trator no início de julho. O objetivo é assustar os agricultores e seus apoiadores para que todos cumpram e obedeçam à agenda que lhes é imposta.

O fator Bill Gates

Christianne van der Wal é casada com Piet van der Wal, filho de Okke van der Wal , que faleceu em 2019 . Okke era uma das 500 pessoas mais ricas da Holanda, com a maior parte dessa riqueza proveniente dos Supermercados Boni. A empresa possui uma rede de 44 lojas na Holanda e um centro de distribuição em Nijkerk. Bouke van der Wal, irmão de Piet, está tecnicamente listado como o proprietário de Boni agora. Mas é o negócio da família.

O Picnic é um supermercado on-line holandês com 70 centros de entrega e 10 centros de distribuição na Holanda, Alemanha e França. A empresa foi fundada em 2015 por cinco famílias ricas, incluindo a família van der Wal. A Picnic atende exclusivamente pedidos de produtos e entregas online dos mesmos.

Os clientes não podem entrar em uma loja e comprar nada. A controvérsia começou em setembro de 2021, quando a Fundação Bill e Melinda Gates comprou essencialmente toda a empresa por € 600 milhões, o que era cerca de US$ 707 milhões na época. Além disso, a Picnic compra todos os seus mantimentos nos supermercados Boni.

Esses flagrantes conflitos de interesse aparentemente não importam. A “ministra do nitrogênio” do governo da Holanda, Christianne criou uma política para destruir o setor agrícola do pais, que exportou mais de 104 bilhões de euros em mercadorias no ano passado. Quando esse setor acabar, milhões de europeus serão forçados a comprar todos os seus mantimentos no Picnic/Boni, o que beneficia substancialmente a família van der Wal. E com Bill Gates no comando, isso significa muitos alimentos à base de insetos e transgênicos criados em laboratório no cardápio.

Os holandeses sabem e entendem o que está acontecendo. Dois centros de distribuição da Picnic foram totalmente queimados desde dezembro.

Etapas da aceitação do genocídio

Já se passaram alguns dias desde que publicamos novos conteúdos devido ao trabalho no livro The COVID Blog™ . Parte do processo é voltar e ler todos os posts novamente, e sentir o clima geral nos respectivos momentos.

Em junho de 2021, a maioria das histórias no blog era sobre pessoas morrendo de várias desculpas. Os poderes constituídos também ainda usava o termo “casos inovadores”, significando os chamados casos de COVID-19, apesar de terem sido injetados com as vacinas. Quatorze meses depois, raramente escrevemos histórias sobre apenas uma vítima porque não faz mais justiça ao articular o genocídio. E a narrativa inovadora foi eliminada há muito tempo, já que quase todos os chamados casos de COVID-19 agora são de pessoas “vacinadas”.

Uma história de 21 de junho de 2021 sobre 12 pacientes de asilos morrendo na Bélgica foi a primeira e única vez que este blogueiro mencionou aquele site Deagel que se tornou um tanto clichê. “Vai ser muito interessante comparar a população mundial de 2020 a 2021 a 2022”, diz a história. O arquivo Deagel é então vinculado. É claro que “previu” em 2013 que os Estados Unidos perderiam 70% de sua população até 2025.

O site nunca mais é mencionado no The COVID Blog™ porque ninguém sabe quem é o dono da Deagel. Não há literalmente nenhuma informação disponível sobre quem ou o que é o site. Ele também removeu essas previsões do site no final de 2020 ou início de 2021. Está disponível apenas nos arquivos agora. Além disso, Deagel foi mencionado em um e-mail publicado pelo Wikileaks em 2012 de uma empresa do Texas chamada Stratfor . Ele faz “inteligência global” para as já mencionadas Dow, Lockheed Martin, Raytheon [do Complexo Industrial Militar] e outros contratados militares do governo.

O raciocínio dedutivo leva à conclusão de que Deagel.com é controlado por revelações TPTB.

Dito isso, você não precisa de sites anônimos para saber que o genocídio está acontecendo, principalmente quando você o cobre desde o início. Este blogueiro sabia que muitas pessoas iriam morrer por causa da imposição das vacinas. Mas não foi até janeiro de 2022 quando a magnitude desse genocídio se tornou cristalina. Os ataques ao abastecimento global de alimentos são ocorrências quase diárias , assim como a propaganda do tipo “ você vai comer insetos e gostar ”.

A Holanda é um dos maiores produtores mundiais de alimentos.

Desta vez, no próximo ano, esse não será mais o caso. E seja por mortes pós-injeção ou pela fome, bilhões morrerão até lá também. Agora é a hora de mudar totalmente para comer apenas alimentos integrais (grãos, vegetais, carne, etc.) para fins de mitigação. Todos os alimentos processados ??agora são suspeitos. Não temos ideia do que eles estão colocando nesses alimentos industrializados. E é absolutamente nauseante não saber se você acabou de engolir grilos, larvas ou gafanhotos moídos.

Fique atento e proteja seus amigos e entes queridos.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *