browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Armas da China contrabandeadas para terroristas nos EUA são interceptadas

Posted by on 03/07/2020

A China foi pega contrabandeando 10.800 peças de armas de assalto para Louisville  por oficiais da Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA. A remessa que chegava de Shenzhen, na China, estava destinada a uma residência em Melbourne, Flórida, foi apreendida em 22 de maio. A encomenda foi manifestada como contendo 100 amostras de pinos de aço – uma prática comum usada por contrabandistas para o tráfico e contrabando de armas.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Envio de armas chinesas comunistas contrabandeadas para terroristas socialistas nos EUA foi interceptado

Fonte: http://www.whatdoesitmean.com   Zero Edge

Um novo relatório altamente confidencial do Serviço de Inteligência Estrangeira ( SVR ) da Rússiade importância especial ” que circulou hoje no Kremlin, discutiu a recente operação conduzida pelo Serviço de Segurança Federal  da Rússia (FSB) que encerrou uma rede ilícita de fabricação de armas desbaratada em São Peterburgo, na Rússia, revela que as mais de 100 armas apreendidas eram de batalhas da Segunda Guerra Mundial para restabelecer suas capacidades de combate.

A recuperação e a reintegração à capacidade de combate dessas antigas armas cujas peças especializadas foram fabricadas e fornecidas pela Shenzhen Gun&Flower Industrial Co. Ltd de Shenzhen na China e depois contrabandeadas para a Rússia.

Por ser uma entidade estrangeira, é exigido por lei ao FSB solicitar assistência investigativa do SVR -, tornou-se uma investigação que foi posteriormente acompanhada pelo Escritório do FBI em Moscou depois que os agentes do SVR  descobriram que esse fabricante comunista chines de peças de armas tinha sido visitado no final de abril deste ano por um cidadão norte americano vinculado a uma organização política socialista baseada na Flórida  chamada  United for Progress.

Essa visita a esse fabricante de peças de armas chinês aconteceu imediatamente depois que o bilionário globalista-judeu khazar George Soros pagou US$ 500.000 à United for Progress – investigação que  resultou na apreensão pelo FBI em 22 de maio de 2020, de 10.000 peças de armas de assalto fabricadas por esta empresa chinesa comunista sendo contrabandeadas para os Estados Unidos destinadas a uma residência em Melbourne – Florida .

Thomas Mahn, diretor do porto de Louisville, disse que os contrabandistas chineses tentavam conscientemente evitar a detecção e o contrabando de peças de armas de assalto para os EUA.

“A importação de qualquer tipo de munição é regulamentada pela ATF”, disse Thomas Mahn, diretor de Porto de Louisville. “Este contrabandista tentava conscientemente evitar a detecção, no entanto, nossos policiais permanecem vigilantes, garantindo que nossa comunidade esteja segura”.

O carregamento de armas de contrabandistas chineses foi capturado em um momento em que os Estados Unidos da América foram pegos pelas garras de uma guerra civil. A questão é complicada pelo fato de o grupo que lidera o movimento de agitação civil, o  Black Lives Matter, ter laços diretos com terroristas conhecidos .

Numerosos organizadores da Black Lives Matter têm laços com movimentos extremistas do passado, e não são novos movimentos que estão simplesmente lutando pelas pessoas marginalizadas hoje. A Black Lives Matter declarou  guerra à polícia  e divulgou um  plano  para as ‘patrulhas’ armadas no estilo Pantera Negra monitorando policiais nas ruas. O líder do BLM revelou em uma entrevista exclusiva que eles estão  mobilizando um braço militar altamente treinado .

De acordo com este relatório altamente classificado, em 2013 o  SVR iniciou uma investigação sobre organizações políticas socialistas financiadas pelo bilionário globalista-judeu khazar George Soros, como a United for Progress , depois que o regime [satanistas marionetes do DEEP STATE] Obama – Clinton permitiu a Richard Trumka , presidente da Federação Americana do Trabalho e Congresso das Organizações Industriais, para visitar a Federação Sindical da China, a fim de estabelecer relações bilaterais formais entre os sindicatos da China comunista e dos Estados Unidos – uma ligação internacional entre comunistas norte americanos e chineses. 

Os Sindicatos trabalhistas chineses comunistas cujos medos foram aumentados para níveis alarmantes em 2011  depois que Andy Stern , ex-chefe da poderosa União Internacional dos Empregados em Serviços , escreveu um artigo no Wall Street Journal intitulado “Modelo Econômico Superior da Chinaque pedia para a  América adotar o sistema econômico chinês comunista e viu-o declarar que:O modelo econômico capitalista de livre mercado dos EUA está sendo jogado no lixo da história “.

Em 2016 , no entanto, o presidente Donald Trump foi eleito para a presidência e, de maneira alguma, seu governo acredita que o modelo econômico de livre mercado de seu país está quase perto de ser jogado no lixo da história e, por causa disso, ele esta aceitando a assistência de investigação do SVR da Rússia sobre o que esses sindicatos socialistas estão fazendo – que permitiu que as autoridades policiais dos EUA capturassem as peças de armas contrabandeadas para a América da China comunista para serem usadas por terroristas socialistas locais dos EUA.

Na semana passada o SVR também informou o Escritório do FBI em Moscou sobre uma remessa de 13 toneladas de cabelo humano contrabandeada para os EUA retirados das cabeças das mulheres vítimas dos campos de concentração comunistas chineses apreendidas pelas forças do FBI ontem na cidade de Nova York – que foram pagas pelo sindicato International Alliance of Theatrical Stage Employees de modo que este cabelo humano poderia ser usado pelos cabeleireiros dos estúdios, para o trabalho de atores e atrizes de elite de esquerda em produções cinematográficas de Hollywood de filmes americanos, em produções de televisão e peças teatrais. 

O cabelo apreendido veio da Lix County Meixin Hair Product Co. Ltd., localizada na região chinesa de Xinjiang, uma área em que o governo chinês aprisionou uigures, uma minoria étnica muçulmana da etnia turca. Nos últimos dias, o governo Trump expressou condenação por relatórios que indicam que Pequim está tentando controlar a população uigure através de esterilização forçada em massa, dispositivos contraceptivos intra-uterinos e abortos.

Segundo a extensa investigação da  AP  sobre o que alguns estão chamando de campanha genocida do governo chinês, as taxas de natalidade entre o grupo majoritariamente muçulmano caíram drasticamente para números sem precedentes nos últimos anos.

Rushan Abbas, ativista uigure que mora nos Estados Unidos e que conversou com a Associated Press, alertou sobre os abusos dos direitos humanos na China em campos de detenção, onde ela suspeita que sua irmã desaparecida esteja agora.

“Isso é muito comovente para nós”, disse Abbas. “Quero que as pessoas pensem sobre a escravidão que estão enfrentando hoje. Minha irmã está sentada em algum lugar sendo forçada a fazer o que, cortar pedaços de seu cabelo?

Em maio, o CBP fez uma detenção semelhante de cabelo, na época tece cabelo sintético, de uma empresa chamada Hetian Haolin Hair Accessories Co. Ltd. Essa empresa também está localizada em Xinjiang.

Foram 13 toneladas de produtos para o cabelo cortados de mulheres em campos de concentração comunistas chineses apreendidos pelas autoridades aduaneiras dos EUA em 1 de julho de 2020 ( foto acima da alfândega e da polícia de fronteira dos EUA ) (AP Photo/Wong Maye-E)

Agora, com a observação nos EUA de que “ o carregamento de armas de contrabandistas chineses foi pego em um momento em que o pais luta com uma guerra civil ”, conclui este relatório, as forças socialistas internas nos EUA precisam das armas ilegais para lutar esse conflito, porque comprá-las legalmente eles se exporiam às autoridades policiais federais dos EUA , mas que essas forças socialistas continuam sendo esmagadas pelos cidadãos norte americanos e sãos os que se preparam para defender seu país até a morte [na medida que a população civil em posse de armas é um contingente  formidável a ser combatido].

Com o FBI relatando ontem que 3,9 milhões de verificações de antecedentes foram realizadas no mês passado, o máximo desde a criação do sistema em novembro de 1998 – enquanto na metade de 2020, pouco mais de 19 milhões de verificações foram feitas, mais do que em 2012 e em cada um dos anos anteriores – os Estados Unidos estão, de fato e de direito, se preparando para um banho de sangue interno em uma guerra civil de proporções épicas – embora ainda precise ser determinado onde todos esses terroristas socialistas revolucionários internos serão combatidos e presos, ou se, em algum momento futuro, alguém lhes construirá uma estátua.


“E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores.  Mateus 24:6-8

“E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis“.  –  Apocalipse 13:11-18


Leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

One Response to Armas da China contrabandeadas para terroristas nos EUA são interceptadas

  1. Ary

    Posso até estar equivocado, mas acho muito exagerado culpar a China ou o governo chinês por contrabando de algumas peças de armas de assalto para os Estados Unidos. Este texto é propositadamente incendiário.
    Nos Estados Unidos, é muito fácil comprar armas, mesmo fuzis semiautomáticos, que são fuzis de assalto feitos para não disparar rajadas, e lá, qualquer um que quiser montar um arsenal não precisa recorrer ao contrabando. Existe também naquele país um próspero mercado preenchido por muitas empresas de pequeno e médio porte que vivem de produzir peças, consertar e “personalizar” armas de modelos padronizados para deixá-las a gosto do cliente. Trocam gatilhos, empunhaduras, coronhas, miras e até banhar a ouro a arma, enfim quase tudo o que o cliente quiser para deixar sua arma diferenciada, para que ele possa impressionar seus amigos, desde que pague por isto, claro.
    Assim, não é China que está armando rebeldes como parece sugerir o artigo. É apenas um espertalhão de uma destas empresas tentando evitar impostos de importação e burocracia, importando peças baratas da China para este serviço de personalização e conserto de armas. Funciona mais ou menos do mesmo modo que alguns traficantes brasileiros mandam cocaína da Bolívia para o Brasil através dos correios e neste caso, provavelmente poucos culpariam os governantes da Bolívia por isto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.