Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

‘Big Brother’ na França: Policia secretamente acessa Câmeras, Microfones e GPS de celulares para espionar cidadãos

Policiais na França receberam permissão para ativar remotamente a câmera, o microfone e o GPS do celular de um suspeito, após a aprovação de uma disposição em um “projeto de lei de reforma da justiça” mais amplo na noite de quarta-feira [05]. De acordo com o grupo francês de defesa dos direitos digitais, La Quadrature du Net, as disposições “levantam sérias preocupações sobre violações das liberdades fundamentais” e violam o “direito à segurança, direito à vida privada e à correspondência privada” e “o direito de ir e vir livremente.”

‘Big Brother’ na França: Policia secretamente acessa Câmeras, Microfones e GPS de celulares para espionar cidadãos

Fonte: Zero Hedge

O grupo francês de defesa dos direitos digitais, La Quadrature du Net chamou isso de parte de um “deslize para uma segurança muito mais pesada”.

Os legisladores defenderam a medida – com o ministro da Justiça, Eric Dupond-Moretti, insistindo que o projeto de lei só se aplicaria a “dezenas de casos por ano”, enquanto os parlamentares inseriram uma emenda que só permite a espionagem remota “quando justificada pela natureza e gravidade do crime” e “por um período estritamente proporcional” após um juiz ter aprovado a vigilância.

Os legisladores também insistiram que profissões sensíveis, como jornalistas, juízes, advogados, médicos e parlamentares, não seriam alvos legítimos, relata o People’s Gazette .

No mês passado, o Senado deu luz verde à disposição do projeto de lei, que permitiria que a polícia ativasse secretamente câmeras e microfones nos dispositivos de um suspeito. 

Desde 2015, quando ataques terroristas abalaram a França, o país aumentou seus poderes de vigilância, e o projeto de lei “Keeper of the Seal” foi comparado ao infame US Patriot Act.

“Estamos muito longe do totalitarismo descrito no livro ”1984” de George Orwell”, disse Dupond-Moretti, acrescentando que “as vidas das pessoas serão salvas” pela lei.

Digno de nota, a lei distópica da França é semelhante às usadas pelo FBI dos EUA após o pseudo ataque terrorista de 11 de setembro, quando o uso do governo de “bugs errantes” veio à tona em um processo judicial envolvendo uma família do crime organizado.

“Bugs itinerantes” captam o áudio da sala, em oposição aos grampos tradicionais, nos quais conversas telefônicas sem fio e outras comunicações eletrônicas são monitoradas – sujeitas a ordem judicial – pelo FBI. Ambas as formas de vigilância eletrônica são cobertas por uma lei de 1986 que autoriza escutas telefônicas itinerantes [celulares], o que dá flexibilidade à aplicação da lei para espionar continuamente suspeitos que frequentemente mudam de local e usam telefones diferentes para evitar a detecção.

O movimento constante de suspeitos foi a situação neste caso, frustrando o FBI a ponto de solicitar e receber de um juiz federal autoridade para espionagem sob o estatuto de escuta telefônica itinerante.  Com uma torção. Investigadores do governo foram capazes de ouvir conversas de suspeitos do crime organizado mesmo quando seus celulares estavam desligados – pelo menos no que dizia respeito aos suspeitos.

O juiz distrital dos EUA, Lewis A. Kaplan, rejeitou os argumentos dos réus de que “grampos itinerantes” violavam seus direitos constitucionais, observando que o Tribunal de Apelações do 2º Circuito dos EUA em 1993 sustentou o estatuto de escuta telefônica itinerante em uma contestação legal idêntica. – rcrwireless.com

Que “legal”.


“O indivíduo é deficiente mentalmente [os zumbis], por ficar cara a cara, com uma conspiração tão monstruosa, que nem acredita que ela exista. A mente americana [humana] simplesmente não se deu conta do mal que foi introduzido em seu meio. . . Ela rejeita até mesmo a suposição de que as [algumas] criaturas humanas possam adotar uma filosofia, que deve, em última instância, destruir tudo o que é bom, verdadeiro e decente”.  – Diretor do FBI J. Edgar Hoover, em 1956.

A estátua do sonho de Nabucodonosor, um símbolo daquilo que a humanidade construiria na Terra. Os dias de insanidade da atualidade estão contados, muito em breve, a “Grande Prostituta”, a cidade de Roma será varrida da face da Terra PELO IMPACTO DE UM METEORO/ASTEROIDE, dando início a derrota completa dos servidores das trevas e o fim de seus planos nefastos para o controle do planeta.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *