Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

BRICS: Putin participará de Cúpula Emergencial do grupo sobre Guerra Israel x Palestinos

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, participará de uma videoconferência de emergência com outros líderes dos países do BRICS nessa terça-feira para discutir a escalada da Guerra em curso entre Israel e o grupo militante palestino Hamas, disse o Kremlin em comunicado nessa segunda-feira. A administração presidencial da Rússia não forneceu mais detalhes sobre o próximo evento.

BRICS: Putin participará de cúpula emergencial do grupo

Fonte: Rússia Today

Na manhã dessa segunda-feira, o gabinete do presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, disse que presidirá uma reunião conjunta extraordinária sobre a situação em Gaza. A África do Sul preside atualmente o grupo BRICS, que também inclui Rússia, China, Brasil e Índia

Além dos membros regulares do BRICS, os líderes da Arábia Saudita, Argentina, Egito, Etiópia, Irã e Emirados Árabes Unidos também foram convidados a participar do evento.

Todos os participantes comentarão sobre a atual crise humanitária em Gaza”, disse o comunicado do gabinete presidencial, acrescentando que os líderes deverão adotar uma declaração conjunta sobre a questão na Faixa de Gaza. O secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, também participará da reunião, de acordo com o comunicado.

Israel está conduzindo uma grande operação militar em Gaza há mais de um mês. A medida surgiu em resposta a um ataque surpresa do Hamas, que matou cerca de 1.200 israelenses, a maioria civis. Mais de 200 pessoas israelenses também foram feitas reféns pelos militantes do Hamas.

Israel retaliou com uma campanha de bombardeamento massivo e indiscriminado contra a Faixa de Gaza, seguida de uma operação de invasão terrestre. O número de mortos civis, na sua maioria mulheres e crianças, ligados às ações israelenses no enclave ultrapassou 11 mil, segundo o Ministério da Saúde de Gaza.

A Rússia apelou repetidamente a um cessar-fogo rápido em Gaza. No início desta semana, o Ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergey Lavrov, disse à RT que a única forma de acabar com a violência israelo-palestina é através do quadro apoiado pela ONU da criação de uma solução de dois Estados que requer um esforço genuíno de todas as partes para ser implementada.


“E ouvireis de GUERRAS e de rumores de GUERRAS; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores”.  Mateus 24:6-8


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *