browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

China Aumenta Ajuda à Síria, alarmando Autoridades de defesa de Israel

Posted by on 02/08/2022

Depois de ser recentemente acusada por Washington de ajudar a Rússia durante sua ofensiva na Ucrânia, a China anunciou uma nova ajuda militar para a Síria de Assad, que disparou alarmes em Israel. A Síria receberá “equipamentos avançados de comunicação”  do governo da China, que foi anunciado e confirmado durante uma cerimônia anterior da embaixada em julho em Damasco. 

China Aumenta Ajuda à Síria, alarmando Autoridades de defesa de Israel

Fonte: Zero Hedge

O  anúncio oficial  descreveu a ajuda como tendo como objetivo “melhorar a infraestrutura de rede local, especialmente nas áreas duramente atingidas durante a crise síria desde 2011”.  Isso ocorre depois que a China está há muito tempo em negociações com o governo sírio sobre os esforços gerais de reconstrução pós-guerra e oportunidades de investimento.

Autoridades israelenses temem que, após anos de reportagens sobre assessoria militar chinesa silenciosa e apoio técnico dado a Assad e ao Exército Sírio, Pequim esteja pronta para aumentar a potencial ajuda militar. De acordo com fontes israelenses citadas em Breaking Defense“isso pode ser apenas a ponta do iceberg da assistência chinesa ao esforço da Síria para reconstruir suas forças armadas”.

Israel há muito procurou durante a guerra de mais de uma década na Síria degradar severamente as capacidades militares da República Árabe Síria – vendo isso como uma ameaça de longo prazo à “segurança israelense” – dado que Damasco também é um aliado próximo de Teerã.

Neste mapa uma “diferente” visão do ORIENTE MÉDIO: O GRANDE ISRAEL: Em 04 de setembro de 2001 uma manifestação foi realizada em Jerusalém, para apoiar à ideia da implantação do Estado de Israel desde o RIO NILO (Egito) até o RIO EUFRATES (Iraque). Foi organizado pelo movimento Bhead Artzeinu (“Para a Pátria”), presidido pelo rabino e historiador Avraham Shmulevic de Hebron. De acordo com Shmulevic: “Nós não teremos paz enquanto todo o território da Terra de Israel não voltar sob o controle judaico …. Uma paz estável só virá depois, quando ISRAEL tomar a si todas as suas terras históricas, e, assim, controlar tanto desde o CANAL de SUEZ (EGITO) até o ESTREITO de ORMUZ (o IRÃ) … Devemos lembrar que os campos de petróleo iraquianos também estão localizadas na terra dos judeus”. UMA DECLARAÇÃO do ministro Yuval Steinitz, do Likud, que detém o extenso título de ministro da Inteligência, Relações Internacionais e Assuntos Estratégicos de Israel hoje: “Estamos testemunhando o extermínio do antigo Oriente Médio. A ordem das coisas esta sendo completamente abalada. O antigo Oriente Médio está morto, e o novo Oriente Médio não está aqui ainda. Esta instabilidade extrema poderia durar mais um ano, ou até mais alguns anos, e nós não sabemos como a nova ordem do Oriente Médio vai se parecer à medida que emergir a partir do caos e derramamento de sangue e fumaça atual. É por isso que devemos continuar a agir com premeditação”. No mapa acima podemos ver as pretensões de judeus radicais (tão ou mais radicais quanto os fanáticos islâmicos).

De acordo com mais do recente relatório Breaking Defense : 

“Temos indicações de que especialistas chineses visitaram nos últimos meses algumas instalações militares sírias que foram fortemente danificadas durante a guerra civil“, disse uma fonte.  “Acreditamos que muitas [instalações] do exército sírio serão reconstruídas pelos chineses, que têm a capacidade de trazer milhares de trabalhadores para concluir a obra no menor tempo possível.”

Essas fontes de defesa israelenses não identificadas foram apoiadas em sua avaliação pelo ex- chefe do Mossad : 

“Qualquer tipo de relação entre uma potência mundial como a China e um país inimigo de Israel é preocupante”, disse Danny Yatom, ex-chefe da agência de inteligência israelense Mossad. “Os chineses sem dúvida realizarão grandes programas na Síria, e Israel deve se certificar de que esse fato não limitará sua liberdade de ação na Síria. Israel não correrá o risco de atingir por engano os chineses que estarão trabalhando na Síria como parte do trabalho de reconstrução.”

Os sírios podem finalmente obter algum alívio necessário dos frequentes bombardeios israelenses que mataram dezenas de sírios. A China fornecerá equipamentos avançados de comunicação para a #Síria. A Rússia fornecerá mísseis antiaéreos S300″.

A China nunca se juntou ao [Hospício do] Ocidente para pedir uma mudança de regime na Síria. Mas muito pelo contrário, Pequim enfatizou o ‘contra-terrorismo’ em linha com a perspectiva geral sírio-russo-iraniana na luta contra jihadistas estrangeiros. 

O governo chinês está particularmente preocupado com os combatentes estrangeiros muçulmanos chineses que entraram no conflito ao lado de grupos ligados à Al-Qaeda. Por exemplo, acredita-se que membros do Movimento Islâmico do Turquestão Oriental (ETIM) – um grupo separatista muçulmano uigure que a China lutou tanto em casa quanto no exterior – estejam operando atualmente em Idlib. 

O Partido Islâmico do Turquestão é conhecido por unir forças com movimentos jihadistas globais nos últimos anos, particularmente na Síria em meio à luta para derrubar Assad.


{Nota de Thoth: A estrondosa queda da “Estátua de Nabucodonosor“, com o fim do Hospício e os psicopatas da civilização ocidental e a própria destruição da região da cidade de Roma [incluso a cloaca do Vaticano] estão bem próximos de acontecer. O Hospício Ocidental, o circo do G-7 [do qual dois marionetes já caíram, Mario Draghi e Boris Johnson], os ditos “Países de Primeiro Mundo” vão fazer face ao seu carma “liberal“}


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.