browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Cinco tipos de raças de ETs e como é sua aparência física

Posted by on 06/07/2020

O objetivo deste ensaio é apresentar uma breve visão geral dos tipos mais comuns de seres inteligentes não humanos (ou seja, alienígenas, ETs ou ocupantes de OVNIs, independentemente de suas verdadeiras origens estelares e planetárias). Uma variedade desconcertante de diferentes tipos de ETs tem sido descrita por testemunhas ao longo dos anos, mas eles tendem a cair em algumas categorias gerais com base em sua aparência. Os Greys tendem a ter corpos delgados com pouca ou nenhuma definição muscular. Em alguns casos, o corpo é descrito como alto e magro, enquanto em outros a construção é mais parecida com a de uma criança pequena. A pele tende a ser lisa e sem características, sem cabelos ou escamas visíveis.  Em seguida, os seres de aparência humana, que, com base em sua aparência física geral, poderiam passar por humanos da Terra que são chamados Nórdicos [Tall Whites]. Existem diferentes tipos de reptilianos e seres de aparência com Louva-a-deus (Mantis)

Tradução, edição e imagensThoth3126@protonmail.ch

Cinco tipos comuns de ETs e como eles se parecem

Por David W. Chace – Fonte: http://www.experiencer.org/

Um Grey do planeta SERPO, do sistema estelar binário (duplo) de Zeta Reticulum. Em 1947 formalizaram um ACORDO com o governo dos EUA.

Primeiro, temos o tipo que, desde o final dos anos sessenta, foi referido como “os Greys”. As descrições desses seres, e a forma como são retratados nos desenhos, variam consideravelmente, mas tendem a ter algumas características comuns e uma “aparência” reconhecível. Na maioria dos casos, eles são humanoides relativamente pequenos, de construção delgada, com cabeça e crânio proporcionalmente grandes assim como os seus olhos também são grandes.   

A altura é geralmente de três a cinco pés (0,90 a 1,50 metros). Os olhos são grandes, tipicamente inclinados como amêndoa ou em forma de lágrima, às vezes descritos como envolvendo os lados da cabeça. Os olhos são mais frequentemente descritos como de cor preta sólida, sem íris ou pupila discerníveis. Em alguns casos, no entanto, uma área mais clara é observada perto do canto externo do olho, ou há uma pupila pouco visível. O nariz geralmente é apenas uma colisão sutil com  buracos pequenos nas narinas. A boca é mais frequentemente descrita como uma simples fenda. As orelhas, quando percebidas, geralmente são pequenos furos ou fendas, às vezes com uma sutil camada de cartilagem.

Os Greys tendem a ter corpos delgados com pouca ou nenhuma definição muscular. Em alguns casos, o corpo é descrito como alto e magro, enquanto em outros a construção é mais parecida com a de uma criança pequena. A pele tende a ser lisa e sem características, sem cabelos ou escamas visíveis. 

Alguns Greys têm a pele enrugada, ou o que se assemelha a marcas de cicatrizes ou indentações no rosto. A cor da pele varia de tons de cinza a cinza branco. Outras cores, como bege giz, bronzeado ou azul-cinza também foram descritas. As mãos tipicamente têm quatro dedos delgados, muitas vezes incluindo um que serve como um polegar, mas muitas variações foram descritas e o número total de dedos pode variar de três a seis.

Uma variante do tipo GREY

Aqueles que viram Greys de diferentes subtipos às vezes distinguem entre Small Grays (ou Greys curtos) e Tall Grays. Os Greys altos podem ter corpos mais finos e características comparativamente mais alongadas. Eles geralmente atendem a funções mais especializadas, como serem médicos, líderes e professores.

Uma “fêmea” de Greys alto cinza às vezes é responsável pelo berçário ou incubatório e atende às necessidades e cuidados dos fetos em gestação invitro, bebês híbridos ou crianças. Os Small Greys geralmente servem como “gofers” ou trabalhadores.  Eles têm um alcance emocional limitado e geralmente trabalham em conjunto de forma cooperativa sem classificação.  Eles tomam suas instruções dos Tall Greys e de outros tipos de ET (como os reptilianos).

Os Greys podem ter gênero que são sentidos por sua “energia” ou personalidade, mas os machos e as fêmeas tendem a se parecerem. Eles podem usar uma espécie de traje semelhante a “macacões de mergulho” ajustados, macacões ou uniformes de algum tipo, embora os Tall Grays às vezes usem roupões ou capas. Em muitos casos, os cinzas simplesmente parecem estar despidos.

Alien Interview Parte 1 | Segredos do Universo Revelados | Projeto Livro Azul, entrevista com um Grey capturado pelo exército dos EUA, e … surpresa, eles vem do NOSSO FUTURO:


NÓRDICOS BRANCOS LOIROS E ALTOS

Em seguida, os seres de aparência humana, que, com base em sua aparência física geral, poderiam passar por humanos da Terra. Os ETs mais reconhecidos e frequentemente discutidos são aqueles que são chamados Nórdicos. Eles geralmente possuem características do norte da Europa (escandinava). Em alguns casos, a cor da pele é bronzeada e em outros são muito claros. A pele parece sem pelos e livre de  manchas. As características faciais são refinadas. 

Uma Alien de aparência humana Nórdica cuja origem pode ser o sistema estelar de ARCTURUS

Os olhos são frequentemente azuis, mas outras cores foram descritas. Os olhos às vezes são descritos como “fascinantes”.   O olhar dos nórdicos é a coisa mais estranha sobre sua aparência. O cabelo é loiro ou branco.  Os nórdicos têm um físico e aparência bonitos. São pessoas altas, muitas vezes entre seis e oito pés de (1,82 a 2,45 metros de) altura. Os nórdicos às vezes usam uniformes ajustados ou roupas longas ou mantos como vestidos.

Também foram relatadas variantes não-nórdicas de ETs de aparência humana, incluindo seres que possuem características dos nativos norte americanas, africanas ou asiáticas, seres com pele com aparência resistente e seres com um corte cabelo militar ou moicano e um olhar de vampiro.  Algumas testemunhas descreveram seres que parecem humanos, exceto pelos seus olhos, que têm pupilas de fenda vertical (como um réptil).

REPTILIANOS

O próximo grupo são os reptilianos. Estes Extraterrestres se parecem com humanoides reptilianos. Em outras palavras, eles têm um biotipo humanoide, mas com características reptilianas muito bem definidas. Normalmente, os reptilianos têm escamas, garras, e um focinho tipo lagarto. Na maioria dos casos, eles têm olhos com uma pupila de fenda vertical e uma íris amarela ou vermelha. Em contraste com os Greys, os reptilianos tendem a ter uma musculatura e estrutura de placas ósseas muito bem definida.   

Um soldado-trabalhador reptiliano de casta inferior. Altura entre 1,85 a 2.45 metros

Eles também têm tendões pronunciados e estrutura óssea pesada. Alguns reptilianos têm cauda e outros não. A maioria dos reptilianos são altos, na faixa de seis a oito pés (1,82 a 2,45 metros), mas também há os “reptilianos anões” com cerca de um metro de altura que também foram relatados. Alguns reptilianos têm um peitoral difícil que cobre seu peito, outros têm uma série de escamas ventrais largas que correm pela frente do tronco, e outros ainda apresentam escamas relativamente pequenas no peito.

Os reptilianos normalmente têm quatro ou cinco dedos, dispostos da mesma maneira que em uma mão humana, com um dedo agindo como um polegar. Muitas vezes há uma membrana entre os dedos. Os reptilianos são geralmente de cor verde, marrom ou esverdeada, mas outras cores, como o branco (a espécie que opera em bases na Lua e em Marte, os Draco Royal White, que alcançam 4,25 metros de altura, 1,50 metros de ombro e pesam cerca de 1.400 quilos), também foram relatadas.

Sobre reptilianos e sua atuação na África :

Um reptiliano Draco Royal White, integrante da nobreza governante reptiliana, em bases na Lua e Marte. São os controladores da MATRIX.

Os reptilianos mais relatados em contatos são do sexo masculino. Em alguns casos, as fêmeas foram encontradas, mas devido à falta de glândulas mamárias (pois não são mamíferos), tendem a se assemelhar fisicamente aos machos, distinguindo-se apenas por diferenças sutis em coisas como estrutura óssea e relação a cintura.

Contudo, com os Greys, no entanto, uma diferença de gênero pode ser “detectada”, mesmo que diferenças físicas externas entre machos e fêmeas não sejam óbvias ou sequer existam, já que sua reprodução é através da clonagem, eles não tem aparelho reprodutor. Alguns reptilianos e outras espécies de ETs podem ser andróginos.

O próximo grupo são os insetoides, que muitas vezes são descritos como parecidos com louva a deus com postura em oração. O termo “insetoide” simplesmente significa ter uma aparência semelhante a um inseto. Estes são os mais parecidos dos tipos comuns de ETs, porque, para dizer de forma direta, eles se parecem muito com insetos. Ver uma criatura que parece um inseto invertebrado mas inteligente, leva a existência alienígena para outro nível.

Os Insetoides muitas vezes têm olhos e cabeças enormes como a cabeça de um louva a deus ou de uma formiga. A boca pode ser uma fenda horizontal simples, ou algo mais complexo, como as partes bucais de um inseto.  Os insetoides têm membros magros, geralmente com articulações proeminentes. Seus movimentos tendem a ser rígidos ou “espasmódicos”. As mãos normalmente têm três ou quatro dedos longos e delgados, embora diferentes tipos de mãos tenham sido relatados.  

Um insetoide

Os insetoides muitas vezes têm uma aparência muito óssea, às vezes incluindo vértebras proeminentes ou protuberânciass nas costas. A superfície do corpo geralmente parece difícil, como um exoesqueleto quitinoso. É possível que os ET insetoides tenham alguma combinação de esqueleto interno e externo. Não são simplesmente insetos de grandes dimensões, mas os detalhes de sua fisiologia não são claros. Os tipos de ETs insetoides de aparência de Louva à Deus às vezes usam camisões longos ou “roupas de monge” com capuz.

Os híbridos, nosso quinto tipo de ETs, são definidos como tendo uma combinação de características de dois ou mais tipos diferentes de seres. Os ETs híbridos são formas intermediárias.  Geralmente, quando as pessoas se referem a híbridos no contexto de experiências de OVNIs, eles estão falando sobre algo que se assemelha a um cruzamento entre um Grey e um ser humano, mas mesmo dentro desse grupo existem inúmeras variações.   

Há também relatos de seres que parecem “híbridos” entre outros tipos (ou seja, Tall Grey e insetoide, Small Grey e anão reptiliano, ou reptiliano e humano).   O termo “híbrido” tem uma definição biológica específica, mas neste contexto, estamos usando o termo de forma mais solta. Os nomes usados ​​neste ensaio para os diferentes tipos de ETs são baseados em aparência ou descrição física, em vez de biologia ou ascendência genética. Este é o motivo óbvio de que não temos nenhum espécime físico de ETs para estudo direto.

Um problema na definição destes cinco tipos é que eles têm bordas difusas onde as raças se sobrepõem. Por exemplo, um ser que se assemelha a um Grey, mas com proporções ou características um tanto humanas, pode ser referido por um contatado de Grey por um e como um híbrido por outro contatado. Portanto, essas categorias descritivas não são absolutas. Elas são simplesmente destinadas a fornecer um vocabulário comum para ajudar as pessoas a discutir a experiência de encontro próximo com extraterrestres.

Aqui está uma lista resumida dos cinco tipos de ETs descritos acima:

  1. Greys 
  2. Seres de aparência humana (Nórdicos, etc.) 
  3. Reptilianos (Muito altos, altos e anões)
  4. Insetoides (tipos Louva à deus rezando, etc.) 
  5. Hibridos (entre diferentes raças, incluindo a humana da Terra)

Estes são apenas os principais tipos de ETs que são relatados pelos contatados, mas são suficiente e amplamente definidos para incluir a grande maioria de todos os ETs relatados. Outras categorias podem ser adicionadas a esta lista, incluindo: Seres de LUZ, Seres peludos, Anões atarracados e Robôs. Ainda existem outros tipos que desafiam a classificação, e são relatados raramente, ou podem ser únicos em casos específicos.

Para os fins deste ensaio, tentei limitar os critérios em que esses esforços de classificação se baseiam na aparência física dos diferentes ETs – em outras palavras, como eles se parecem. Outros autores propuseram classificá-los de acordo com o planeta, a dimensão, o sistema estelar, o conjunto de estrelas ou a galáxia de onde eles vieram.

Essa informação é baseada em uma variedade de fontes, incluindo as que os ETs contam aos contatados durante encontros próximos, informações canalizadas e fontes esotéricas variadas. Embora exista algum grau de consistência nessas informações (ou seja, a maioria dos “Pleiadianos” são do tipo nórdico), não acho que haja consistência suficiente para justificar a abordagem primária da taxonomia dos ETs.

Os Reptilianos, em sua maioria, tem capacidade de SHAPESHIFTING, mudança de aparência. Voce pode estar se relacionando com um SEM SABER

Os relatos de seres que mudam de formas (Shapeshifting, reptilianos possuem esta capacidade) e memórias de tela, que podem esconder a aparência real de um ser, implicam que há limitações a um sistema de classificação baseado unicamente na aparência física. Os atributos relacionados, como a forma como os seres se movem, o que sentem a sua “energia”, etc., também merecem atenção.

No entanto, eu suspeito que concentrando nossa atenção na descrição da experiência, e não em inferências e premissas (por exemplo, “todos os nórdicos são provenientes das Plêiades”), ainda é a abordagem mais direta e confiável para a taxonomia/aparência dos ETs que temos neste ponto. Esperemos que a abordagem sugerida neste ensaio evite alguns dos aspectos arbitrários de outras abordagens e, esperançosamente, os nomes aqui sugeridos para os diferentes tipos de ETs tenham alguma relação com categorias objetivas e  reais de formas de vida não-humanas extraterrestres inteligentes.

É importante lembrar que a pesquisa em encontros com ETs ainda está em um estágio muito precoce em comparação com as “ciências” estabelecidas, como física ou biologia, para as quais a maioria das palavras tem definições muito rigorosas. Cada pesquisador neste campo terá sua própria terminologia preferida com base em sua própria compreensão e hábitos de pensamento.  Da mesma forma, muitos contatados tendem a desenvolver sua própria terminologia com base nos seres específicos que eles viram, suas próprias experiências de vida e talvez até a comunicação que eles tiveram com os seres durante seus encontros.

As pessoas que escrevem sobre ETs podem querer considerar o seguinte: Em relação à capitalização, costumo escrever Greys e Nórdicos com maiúsculas, mas não os reptilianos, insetoides ou híbridos. No entanto, esta é apenas uma convenção e pode estar sujeita a alterações. Pode-se argumentar a favor ou contra o uso de maiúsculas com base em precedentes, regras de gramática, questões de consistência, etc …   Estas são áreas em que ser excessivamente padronizado é prematuro.   

Em um esquema hierárquico, que controla nosso planeta, os Greys trabalham com e para os reptilianos.

Lembre-se, a ufologia ainda não desenvolveu um rigoroso sistema de regras e definições, como as que os cientistas que trabalham em outros campos usam para assegurar uma comunicação clara em seus campos de atividade. Na verdade, a clareza da comunicação é a razão pela qual existem regras tão rígidas e rápidas para essas outras áreas de pesquisa. O estudo do contato ET não é um campo maduro. Sua terminologia ainda está emergindo. É necessária uma certa quantidade de humildade, flexibilidade e tolerância para diferentes estilos e pontos de vista e experiências. O ponto importante para os escritores lembrar, em relação à ortografia, é simplesmente ser consistente em qualquer livro ou ensaio específico.

Este ensaio levantou uma série de questões que estão além do alcance comum. Por exemplo: por que esses poucos tipos? Certamente podemos imaginar que uma inteligência não-humana que utilize tecnologia pode se apresentar em qualquer número de formas, mas a grande maioria dos relatórios de encontros tendem a ser classificáveis ​​em termos de apenas um punhado de tipos físicos básicos, todos os humanoides em seu plano de corpo geral.

Além disso, há uma questão relacionada: quais são as origens dessas formas específicas, e o que isso diz sobre a evolução,  a genética, ou o papel da inteligência e da tecnologia no design dos corpos físicos desses seres vivos extraterrestres? Que tipo de galáxia, de que modo, de que tipo de universo vivemos, de modo que o “contato ET” acontece do jeito que ocorre e o que parece causar para os contatados?  Mantenha suas perguntas e a mente em aberto e suas investigações ocupadas.  Temos muito a aprender ainda sobre esse assunto.


“E houve batalha nos céus; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o DRAGÃO (Reptilianos), e batalhavam o DRAGÃO e os seus anjos; Mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos céus. E foi precipitado o grande DRAGÃOa antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na Terra, e os seus anjos foram lançados com ele”.  –  Apocalipse 12:7-9


Sobre reptilianos, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.