browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Clima: Massivas Erupções Vulcânicas não são noticia na mídia mainstream, mas …

Posted by on 03/07/2019

Resultado de imagem para volcanic eruption gifsEsconder elefantes na sala é fácil para a imprensa e por isso a mídia mainstream está escondendo os maiores eventos do planeta como se eles não importassem e não estivessem acontecendo. Não são apenas o Google e o Facebook que são culpados de manipulação de informações, mas todos os principais jornais do mundo, que são de propriedade privada de um pequeno grupo de pessoas {as elites que manipulam e controlam o sistema}, estão alimentando o público com ‘veneno’ diariamente de uma maneira que as máquinas de propaganda nazista e comunista dificilmente aspiravam conseguir…

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Clima: Massivas Erupções Vulcânicas não são noticias na MÍDIA MAINSTREAM

Fonte:  https://coldclimatechange.com/

As notícias na midia mainstream foram reduzidas a um nível de trivialidades e para pior em termos de INFORMAR sobre assuntos que TEM relevância. Agora esta máquina de propaganda da elite está sendo usada como uma arma para criar a divisão, separação, corrupção, conflito, bem como confusão e doenças da mente, do corpo, alma e espírito, porque enquanto nós brigamos e discutimos, estamos sendo manipulados e controlados.

Eles não querem que saibamos sobre as grandes mudanças que já estão acontecendo nos últimos dois meses em nosso planeta, o que terá consequências terríveis em termos de alterações nos padrões do clima e, especial e especificamente na produção de alimentos a um nível global

Gigantesca erupção de vulcão em Papua Nova Guine. Foto batida por piloto de avião Eroli Tamara. A erupção do Monte Ulawun, na Província Oeste da Nova Bretanha (PNG), entrou em erupção na última quarta-feira, dia 26 de junho, emitindo piroclastos e cinzas vulcânicas, o que forçou a evacuação de mais de 10 mil pessoas. Embora não haja registro de vítimas, as comunidades dentro de um raio de 20 km foram aconselhadas a mudar-se para zonas seguras designadas.

Eles não serão capazes de escondê-lo para sempre, mas como vimos em inúmeros filmes, seremos os últimos a saber, com a desculpa de não criar pânico ou até mesmo um movimento inteligente para nos prepararmos para às dificuldades que se avizinham no horizonte.

Quanto mais IGNORANTES formos melhor para a elite impor sua agenda de mais controle, redução da população e um governo totalitário, quando nossa única preocupação for apenas nos manter vivos, pois aceitaremos todas as condições que estão sendo preparadas pelos controladores do sistema.

Nós tivemos uma série de erupções vulcânicas massivas nas últimas semanas que juntas estão começando a parecer iguais a apenas uma erupção vulcânica no passado que levou a um ou dois anos sem verões e um desastre no setor agrícola em relação a produção de alimentos. Nós já tivemos desastres este ano na Austrália, nos Estados Unidos, no Canadá, na Europa e na China devido ao calor, a secas, inundações, frio, chuva e neve. Grandes reduções na produção de alimentos foram relatadas globalmente e os preços estão apenas começando a refletir nossa nova realidade alimentar.

Em 1816, por causa da erupção massiva do vulcão Monte Tambora (em indonésio: Gunung Tambora ou  Tomboro, considerada a maior explosão vulcânica da Terra durante nossa civilização. O monte Tambora entrou em erupção entre 5 e 10 de abril de 1815, atingindo o nível 7 no Índice de Explosividade Vulcânica(IEV), realizando a maior erupção desde a erupção do lago Taupo no ano 181 d.C. Esta erupção é considerada a maior registrada na Terra, detendo o recorde do volume de matéria expelida: 180 000 000 000 m³ ou 180 km³ de cinzas e gases jogados na atmosfera do planeta. 

Entre 60 e 70 mil pessoas morreram em decorrência dos efeitos da erupção, sendo de 11 mil a 12 mil mortas diretamente pela explosão. Depois da erupção, a montanha do vulcão ficou com apenas metade da altura anterior e formou-se uma enorme caldeira, hoje contendo um lago.) é conhecido como o ano sem verão, quando ocorreu um dos piores desastres climáticos da história recente da humanidade. Os padrões climáticos mudaram, as temperaturas caíram significativamente, a luz solar foi bloqueada e a neve caiu em áreas que normalmente apresentavam climas tropicais.

Ficheiro:Caldera Mt Tambora Sumbawa Indonesia.jpg

O monte Tambora (em indonésio: Gunung Tambora ou Tomboro) é um estratovulcão ou vulcão complexo ativo, na ilha de Sumbawa, Indonésia, com 2 722 metros ou 2 850 m de altitude.

Grandes erupções vulcânicas são aquelas que enviam nuvens acima do nível onde elas começam a ter um efeito bloqueador dos raios solares e são capazes de diminuir a quantidade de raios solares que chegam ao nível do solo. As partículas de cinzas e gases vulcânicos expelidas para altitudes acima de 10 km e para a estratosfera têm um efeito direto de resfriamento no planeta por prazos indeterminados e com impacto direto na produção de alimentos e na produção de animais para consumo humano devido a redução das pastagens e forragens.

Um evento bíblico é testemunha deste fato e da sua importância para as sociedades que enfrentam este tipo de situação de abrupta mudança climática local. Trata-se da passagem do Gênesis 41:1-37 que relata os efeitos da explosão gigantesca do Vulcão Thera, na Ilha Santorini, no Mar Egeu, na bacia do Mediterrâneo, em meados do ano 1.650 a.C., fenômeno que provocou a fuga do primeiro núcleo do povo hebreu da Palestina para o Egito por conta da escassez de alimento durante SETE ANOS de “vacas magras”:      

“E aconteceu que, ao fim de dois anos inteiros, Faraó sonhou, e eis que estava em pé junto ao rio. E eis que subiam do rio sete vacas, formosas à vista e gordas de carne, e pastavam no prado. E eis que subiam do rio após elas outras sete vacas, feias à vista e magras de carne; e paravam junto às outras vacas na praia do rio. E as vacas feias à vista e magras de carne, comiam as sete vacas formosas à vista e gordas. Então acordou Faraó. Depois dormiu e sonhou outra vez, e eis que brotavam de um mesmo pé sete espigas cheias e boas. E eis que sete espigas miúdas, e queimadas do vento oriental, brotavam após elas. E as espigas miúdas devoravam as sete espigas grandes e cheias. Então acordou Faraó, e eis que era um sonho. E aconteceu que pela manhã o seu espírito perturbou-se, e enviou e chamou todos os adivinhadores do Egito, e todos os seus sábios; e Faraó contou-lhes os seus sonhos, mas ninguém havia que lhos interpretasse. Então falou o copeiro-mor a Faraó, dizendo: Das minhas ofensas me lembro hoje”:
Estando Faraó muito indignado contra os seus servos, e pondo-me sob prisão na casa do capitão da guarda, a mim e ao padeiro-mor, Então tivemos um sonho na mesma noite, eu e ele; sonhamos, cada um conforme a interpretação do seu sonho. E estava ali conosco um jovem hebreu, servo do capitão da guarda, e contamos-lhe os nossos sonhos e ele no-los interpretou, a cada um conforme o seu sonho. E como ele nos interpretou, assim aconteceu; a mim me foi restituído o meu cargo, e outro foi enforcado. Então mandou Faraó chamar a José, e o fizeram sair logo do cárcere; e barbeou-se e mudou as suas roupas e apresentou-se a Faraó. E Faraó disse a José: Eu tive um sonho, e ninguém há que o interprete; mas de ti ouvi dizer que quando ouves um sonho o interpretas. E respondeu José a Faraó, dizendo: Isso não está em mim; Deus dará resposta de paz a Faraó. Então disse Faraó a José: Eis que em meu sonho estava eu em pé na margem do rio, E eis que subiam do rio sete vacas gordas de carne e formosas à vista, e pastavam no prado. E eis que outras sete vacas subiam após estas, muito feias à vista e magras de carne; não tenho visto outras tais, quanto à fealdade, em toda a terra do Egito. E as vacas magras e feias comiam as primeiras sete vacas gordas”; “E entravam em suas entranhas, mas não se conhecia que houvessem entrado; porque o seu parecer era feio como no princípio. Então acordei. Depois vi em meu sonho, e eis que de um mesmo pé subiam sete espigas cheias e boas”;
“E eis que sete espigas secas, miúdas e queimadas do vento oriental, brotavam após elas. E as sete espigas miúdas devoravam as sete espigas boas. E eu contei isso aos magos, mas ninguém houve que mo interpretasse. Então disse José a Faraó: O sonho de Faraó é um só; o que Deus há de fazer, mostrou-o a Faraó. As sete vacas formosas são sete anos {de abundância de colheita}, as sete espigas formosas também são sete anos, o sonho é um só. E as sete vacas feias à vista e magras, que subiam depois delas, são sete anos {de má colheita APÓS A EXPLOSÃO do Vulcão Thera}, e as sete espigas miúdas e queimadas do vento oriental, serão sete anos de fome”.


Direita: Foto de satélite da Ilha de SANTORINI, no Mar Egeu e o gigantesco buraco, o vazio deixado na ilha pela explosão do vulcão THERA em torno de 1.650 a.C.

O impacto daquela erupção fez-se sentir em toda a Terra, mas com particular intensidade na bacia do Mar Mediterrâneo e norte da África. A erupção do vulcão THERA em Santorini parece estar ligada ao colapso da Civilização Minóica na ilha de Creta, distante de Santorini 110 km ao sul e também a migração dos hebreus para o Egito em busca de alimentos.


“Esta é a palavra que tenho dito a Faraó; o que Deus há de fazer, mostrou-o a Faraó. E eis que vêm sete anos, e haverá grande fartura em toda a terra do Egito. E depois deles levantar-se-ão sete anos de fome, e toda aquela fartura será esquecida na terra do Egito, e a fome consumirá a terra; E não será conhecida a abundância na terra, por causa daquela fome que haverá depois; porquanto será gravíssima. E que o sonho foi repetido duas vezes a Faraó, é porque esta coisa é determinada por Deus, e Deus se apressa em fazê-la. Portanto, Faraó previna-se agora de um homem entendido e sábio, e o ponha sobre a terra do Egito”. 

“Faça isso Faraó e ponha governadores sobre a terra, e tome a quinta parte da terra do Egito nos sete anos de fartura, E ajuntem toda a comida destes bons anos, que vêm, e amontoem o trigo debaixo da mão de Faraó, para mantimento nas cidades, e o guardem. Assim será o mantimento para provimento da terra, para os sete anos de fome, que haverá na terra do Egito; para que a terra não pereça de fome. E esta palavra foi boa aos olhos de Faraó, e aos olhos de todos os seus servos”. –  Gênesis 41:1-37


Quinta-feira, 27 de junho e Sexta-feira 28 Junho:

Erupção violenta ocorreu no vulcão Manam, Papua Nova Guiné

Na sexta-feira passada, outra erupção de alto impacto ocorreu no vulcão Manam, Papua Nova Guiné, após a explosão do dia anterior, para atingir a altitude de 12,2 km das suas cinzas e gazes, e o aumento geral que começou no ano passado. Uma grossa nuvem de cinzas vulcânicas, que se eleva a pelo menos 50.000 pés (15,2 km) acima do nível do mar, foi avistada pelo Centro de Consultoria de Cinzas Vulcânicas (VAAC) de Darwin, na Austrália às 06:59 UTC de 28 de junho.

Quarta-feira – 26 de junho

Vulcão Ulawun (New Britain, Papua Nova Guiné)

A erupção anterior de Ulawun (New Britain, Papua Nova Guiné) jogou cinzas e gases à altitude de cerca de 50.000 pés (15.2km) em 26 de junho, e acaba de ser revisada para uma erupção subplínean em grande escala, a primeira do mundo desde Calbuco, Chile em 2015. um VEI 4. DE CINZAS E FOGO DE 63.000 PÉS (19,2 KM) de altitude.

Em 21 a 22 de junho

Vulcão Raikoke, localizado na Rússia que após 95 anos de inatividade, entrou em violenta erupção. A ERUPÇÃO DO VULCÃO RAIKOKE, NAS ILHAS CURILHAS, PODE SER VISTA PELO ESPAÇO (FOTO: ASTRONAUTA JOSHUA STEVENS/NASA EARTH OBSERVATORY)

A Nasa divulgou recentemente uma incrível foto da coluna de erupção circular durante o despertar do vulcão de Raikoke, localizado na Rússia que após 95 anos de inatividade, entrou em violenta erupção de 21 a 22 de junho, que chegou ao limite de 43 mil pés (13 km) a 56 mil  pés (17 km) de altitude de suas cinzas, ultrapassando a tropopausa e permitindo a injeção estratosférica de cinzas e dióxido de enxofre.

Poderosas erupções de alto nível têm ocorrido no vulcão Raikoke, na Rússia desde a explosão inesperada que ocorreu em 21-22 de junho. Segundo o Volcanic Ash Advisory Center (VAAC) de Tóquio, a erupção anterior enviou cinzas vulcânicas para cerca de 38.000. pés (11,6 km) acima do nível do mar.

Em 03 de junho:

O vulcão Popocatépetl, do México

O Popocatépetl, do México, continuou seu aumento explosivo em grande estilo em 03 de junho, disparando uma coluna de cinzas a aproximadamente 37.000 pés (11,3 km) de altitude – a maior erupção do vulcão em anos. 

O Popocatépetl é um estratovulcão ativo. Situado nas fronteiras dos estados de Morelos, Puebla e México, no México Central, situa-se a cerca de 70 km a sudeste da Cidade do México. Seu nome significa “montanha fumarenta” em vários países, como por exemplo em Nahuatl, é parte do Parque Nacional Izta-Popo Zoquiapan. O seu cume atinge 5426 metros de altitude e é o segundo mais alto do México, a seguir ao Pico de Orizaba. Está ligado ao vulcão Iztaccihuatl por um passo de montanha chamado Paso de Cortés.

Em 17 de Junho:

Vulcão Popocatépetl do México

Exalações Detectadas no Vulcão Popocatépetl do México (Logo na saída da Cidade do México) em apenas 24 horas – a maior delas enviou cinzas e gases a altitude de 42.000 pés (12,8 km). Popocatépetl, cujo nome significa Montanha da Fumaça em Nahuatl, a língua dos astecas, voltou à vida em 1994 (durante o mínimo solar do ciclo 22) depois de meio século de quietude. Nos últimos meses, a atividade violenta no vulcão aumentou dez vezes, correlacionando-se perfeitamente com a queda acentuada da atual atividade solar, de novo em um período conhecido como Minimum Solar – Ciclo 25.



Em 09 de junho:

Erupção do Vulcão Sinabung de Sumatra

O incrivelmente ativo vulcão Sinabung de Sumatra explodiu de maneira espetacular novamente em 09 de junho, enviando cinzas vulcânicas para a atmosfera. A explosão também coincidiu com uma pequena tempestade geomagnética classe G1. O Volcanic Ash Advisory Center (VAAC) em Darwin está avisando que uma pluma de cinza espessa se elevou a cerca de 16,7 km de altitude.

Em 25 de Maio:

Erupção do Vulcão Sinabung de Sumatra

O Volcanic Ash Advisory Center (VAAC) em Darwin alertou sobre uma pluma colossal de cinzas vulcânicas subindo a 50.000 pés (15.2km), ou nível de vôo 500, do poderoso estratovulcão de Sinabung, no norte de Sumatra.  O Monte  Sinabung (Indonésio:Gunung Sinabung) é  um estratovulcão de andesito e dacito  do Pleistoceno – Holoceno , situado no planalto de Karo, na regência de Karo, província da Sumatra do NorteIndonésia.

As suas encostas estão cobertas por muitas escoadas de lava. Várias fumarolas foram vistas no cume em 1912, mas não foram registadas erupções históricas até à erupção da madrugada de 29 de Agosto de 2010. Em 09 de junho de 2019 o vulcão entrou novamente em erupção

Para registros nos livros de história:

Inédita tempestade granizo com cerca de dois metros de gelo caindo em pleno verão em Guadalajara, México.

O México foi atingido por uma tempestade no início da manhã do últimoe domingo que viu o granizo acumular-se a 2 metros em torno da cidade de Guadalajar. Estradas foram bloqueadas e extensos danos foram registrados após a inédita e incrível chuva de granizo em pleno verão mexicano que ocorreu às 01h00 de domingo (30/06 horário local). As ruas foram rapidamente transformadas em rios de granizo denso e veloz, prendendo motoristas em seus veículos e forçando numerosas operações de resgate.

A mudança climática é real, mas o aquecimento global causado pela atividade do homem não é. A natureza está fazendo história! Estas séries de erupções são para os livros de história. Assim também é com a tempestade de granizo de domingo no México. Ninguém está adicionando as conseqüências combinadas do efeito de resfriamento que esses vulcões terão e certamente não sabemos o que virá a seguir. Mas isso é exatamente o que os astrofísicos esperariam que os raios cósmicos aumentassem sua incidência (que penetram na Terra, por causa do grande enfraquecimento do campo magnético solar durante o Ciclo-25 – Minimum Solar) enquanto o sol escurece durante a sua passagem pelo Grande Mínimo Solar.

Situações climáticas com mudanças abruptas e violentas, mais neve, mais chuvas, mais secas, em alguns lugares mais calor, mas no geral a dificuldade real será a chegada do frio e curto e às vezes inexistente estações de crescimento de grãos para alimentação da humanidade. Este ano tem sido um desperdício para muitos agricultores americanos sofrendo com as inundações recordes, também pouco noticiadas pela mídia mainstream. Esperar um aumento dos preços dose alimentos e dos custos de energia muito mais altos para aquecer residências quando o frio chegar.

Seis subúrbios da cidade de Guadalajara, no México, foram cobertos por uma espessa camada de gelo após uma forte tempestade de granizo no domingo. O gelo, que chegou a 2 metros de espessura em alguns lugares, deixou alguns veículos praticamente soterrados. 

Aqui no Brasil, a maioria das casas não tem aquecimento e a única maneira pela qual minha esposa e eu ficamos confortáveis ​​no inverno é usando colchões infravermelhos . Eles são máquinas de sonho que funcionam como dispositivos médicos e economizam dinheiro quando está frio, já que você não precisa aquecer a casa inteira e apenas na cama. Acredite, não há nada como isso para enfrentar o frio.

Há milhares de anos, os médicos orientais tradicionais sabem que o frio é a principal causa da doença. A temperatura corporal baixa torna muito difícil vencer o câncer porque, para cada grau abaixo do normal, uma pessoa perde aproximadamente 25% da força do sistema imunológico. Eu quase sempre recomendo terapia de infravermelho para pacientes com câncer. Existe até um ramo especial de oncologia que usa o calor para matar as células cancerosas chamadas de Oncologia Hipotermica.


Image result for the end gifs

Isto é tudo pessoal, o Tempo acabou!

“Haverá muitas mudanças dramáticas no clima do planeta, muitas mudanças nas condições meteorológicas  na medida em que o tempo da grande colheita se aproxima muito rapidamente ao longo dos próximos anos. Você vai ver a velocidade do vento em tempestades ultrapassando 300 milhas (480 quilômetros) por hora, às vezes. Deverão acontecer fortes tsunamis e devastação generalizada NAS REGIÕES COSTEIRAS, e emissão de energia solar (CME-Ejeção de Massa Coronal do Sol)  que fará  importante fusão e derretimento das calotas de gelo nos polos, e subseqüente aumento drástico no nível do mar, deixando muitas áreas metropolitanas submersas em todo o planeta“.  SAIBA MAIS no LINK 


Muito mais informações, LEITURA ADICIONAL:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

phi-golden-ratiowww.thoth3126.com.br

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.