browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Corrida aos Bancos na China pode ser precursora de um colapso econômico global. Pre$$titute$ do ocidente ignoram

Posted by on 17/06/2022

Está havendo uma corrida para saques aos bancos chineses e está sendo ignorada pelo mundo ocidental: Sem o conhecimento do mundo (o Hospício) ocidental, uma crise bancária em crescimento está se formando na China, à medida que o país experimenta uma grande reviravolta econômica e financeira sem paralelo na história recente, de acordo com um relatório da  Asia Markets : Várias fontes contatadas pela Asia Markets confirmaram que os depósitos nos seis bancos nomeados a seguir tiveram seus saques congelados desde meados de abril.

Está havendo uma corrida para saque nos bancos chineses e está sendo ignorada pelo mundo ocidental e sua mídia pre$$titute$

Fonte: Asia Markets

As corridas em massa para saques nos bancos, que é essencialmente o ponto econômico sem retorno para uma instituição financeira, não aconteceram com muita frequência na história moderna, mas quando acontecem e são generalizadas, as consequências são fatais podem durar anos.

Os EUA experimentaram uma corrida bancária maciça após o crash da bolsa de 1929, seguido pela Grande Depressão. Alguns anos antes, em 1927, corridas bancárias no Japão levaram ao colapso de dezenas de instituições financeiras. Houve uma crise bancária em Mianmar em 2003, da qual o país nunca se recuperou totalmente.

Na anatomia de uma crise econômica, uma corrida aos bancos é o ponto sem retorno. As corridas bancárias ocorrem quando as pessoas lutam para sacar dinheiro dos bancos com medo do seu colapso. Nos piores casos, as reservas líquidas de caixa dos bancos estão esgotadas, nem todos recebem seu dinheiro e o banco entra em default e fecha suas portas. É um cenário sombrio que, felizmente, ocorreu raramente na história.

As corridas bancárias mais significativas nos Estados Unidos ocorreram durante a Grande Depressão de 1930. Mais recentemente, houve corridas a vários bancos americanos durante a crise financeira de 2008 .

Mas talvez desde a Grande Depressão, nenhuma corrida aos bancos tenha sido tão significativa em comparação com o que aparentemente está se desenrolando na China agora, em nossos dias, silenciosamente. . . ainda.

A atual corrida bancária chinesa de 2022

Nos últimos anos, ficou claro que o povo chinês está perdendo a fé em suas instituições financeiras.  Recentemente, houve raiva pelos severos bloqueios do COVID em Xangai, enquanto o colapso da gigante imobiliária China Evergrande viu raras manifestações públicas, pois os moradores enfrentavam a perspectiva de perder todas as suas economias usadas como depósitos para financiamento de moradia.

“Devolvam nosso dinheiro”, gritavam os manifestantes depositários da gigante do mercado imobiliário Evergrande na sede da mesma em Shenzhen em 2021.

O “canto fúnebre” é estranhamente está semelhante em agências bancárias em várias províncias rurais da China no momento. Várias fontes contatadas pela Asia Markets confirmaram que os depósitos nos seis bancos a seguir foram congelados desde meados de abril.

  • Yuzhou Xinminsheng Village Bank (localizado na cidade de Xuchang, província de Henan)
  • Banco Zhecheng Huanghuai (Cidade de Shangqui, Província de Henan)
  • Banco Rural Shangcai Huimin (cidade de Zhumadian, província de Henan)
  • Novo Banco Oriental Village (Novo Banco Oriental Village)
  • Huaihe River Village Bank (Cidade de Bengbu, Província de Anhui)
  • Banco da vila do condado de Yixian (cidade de Huangshan, província de Anhui)

Entende-se que os bancos com filiais nas províncias de Henan e Anhui emitiram anúncios sucessivamente em abril, afirmando que suspenderiam os serviços bancários on-line e móveis devido a uma atualização dos seus sistemas.

Ao mesmo tempo, os clientes relataram que seus depósitos eletrônicos em contas online, aplicativos móveis e plataformas de terceiros não puderam ser sacados. Isso levou os depositantes a correrem para as agências bancárias locais, apenas para serem informados de que não podiam sacar os seus fundos.

No final de maio, surgiram imagens nas mídias sociais chinesas de manifestações na frente de várias agências bancárias. A Asia Markets verificou essas imagens com contatos locais.

De acordo com um usuário da plataforma de mídia social chinesa WeChat, os protestos estão em andamento, mas raramente são mencionados na imprensa chinesa e principalmente no exterior. “Isso causou preocupação generalizada na internet, mas a atenção da mídia não é alta, o maior grau de preocupação são os quatro bancos em Henan.”

Cidade de Zhengzhou, província de Henan, na China (onde inundações mortais ocorreram em 2021), protestos massivos realizados depois que muitos perderam todas as suas economias em uma corrida bancária, cantando slogans “Deem meu dinheiro de volta”

O Banco Popular da China (PBOC) respondeu à corrida bancária rural. Ele emitiu um comunicado em 25 de abril.

“O Banco Popular da China está muito preocupado… No momento, os departamentos relevantes lançaram uma investigação, o Banco Popular da China cooperará com os departamentos relevantes para proteger os direitos dos consumidores financeiros.”

Esquema de fraude culpado

Após os protestos públicos e a declaração do PBOC, a Comissão Reguladora de Bancos e Seguros da China revelou que está investigando atividades fraudulentas realizadas pelo Henan New Fortune Group – o maior acionista dos quatro bancos listados acima na província de Henan. Entende-se que a comissão está trabalhando com a polícia para investigar alegações de que o Grupo conspirou com membros do banco para apropriar-se indevidamente de fundos bancários.

O grupo anti-PCC, banidobook.org , relatou o seguinte:

“De acordo com uma gravação de chamada entre depositantes e policiais, uma empresa chamada Henan New Fortune Group Investment Holdings Co., Ltd. é suspeita de absorver depósitos públicos ilegalmente, e o montante é enorme”

Corrida aos Bancos e contágio pode “varrer a China”

Independentemente da causa, os desenvolvimentos levantam sérias questões sobre a saúde financeira dos bancos da China e a sua supervisão regulatória. A preocupação mais imediata, no entanto, é a perspectiva de contágio, que pode ver a corrida bancária (até agora) apenas rural se espalhar para cidades maiores. Haveria evidências de que isso já estaria acontecendo.

Em um dos únicos artigos da grande mídia internacional a relatar o desdobramento da situação, os moradores locais destacaram a gravidade da situação e a probabilidade de contágio.

Do Financial Times em 9 de junho:

“ Alguns depositantes como Xu já perderam a confiança no sistema. O empresário de 39 anos disse que retirou todos os seus depósitos de 10 outros bancos pequenos que lhe haviam prometido um rendimento anualizado de mais de 4 por cento.

“Outro depositante, um pai de 30 anos, disse que colocou mais de Rmb 900.000 nos bancos de sua aldeia desde 2020 com um retorno de 4,1%. “Senti vontade de ser massacrado”, disse ele, recusando-se a dar seu nome. Ele dirigiu durante a noite para negociar com o regulador bancário em Zhengzhou, capital de Henan, em meados de maio. “Este é o dinheiro que minha esposa e eu economizamos juntos desde que nos casamos. Eu tive que mentir para ela que estava viajando a trabalho
 .”

No Twitter, um vídeo de uma grande fila em um banco ICBC na China (um dos maiores bancos estatais da China) postado na terça-feira, 9 de junho, sugere que o contágio está em andamento. Traduzido para o inglês, o tweet diz:

“O sistema de cartão bancário está bloqueado e essas pessoas estão aqui para desbloqueá-lo. Corridas maciças estão chegando.”

A blogueira Jennifer Zeng relatou grandes problemas com a retirada de dinheiro de bancos em Xangai nos últimos dias. A incerteza, sem dúvida, exacerbada pela perspectiva de mais bloqueios sanitários à medida que os casos de COVID aumentam novamente.

“Todos os bancos em Xangai restringiram os depositantes de sacar dinheiro… Uma corrida aos bancos está prestes a varrer a China”, disse ela.

bancos chineses
Uma imagem de grandes filas em uma filial do China Construction Bank em Xangai na sexta-feira, 9 de junho, compartilhada por Jennifer Zeng no Twitter ( @jenniferatntd )

O mundo deveria estar preocupado com os bancos chineses?

A falta de relatórios no (hospício do) ocidente sobre os sinais claros de uma corrida aos bancos na China é um tanto surpreendente.

Como disse Xuefang Liu, do HSBC China, “a ascensão da China como potência econômica global causou preocupação de que uma crise nos bancos chineses poderia levar a uma desaceleração mundial semelhante à crise financeira global”.

China real(8): fenômeno de corrida bancária do povo de Xangai. O povo de Xangai tem um fenômeno de corrida bancária por causa do fechamento da cidade #shanghai #chinalockdown #TheGreatTranslationMovement

Embora muitos analistas acreditem que o sistema bancário da China seja amplamente imune à crise da gigante do mercado imobiliário Evergrande, as rachaduras estão começando a surgir e, caso essa corrida de saque aos bancos se intensifique, os mercados globais já voláteis podem se deparar com um evento de cisne negro ainda mais significativo que a quebra da Evergrande.


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é thoth-3126-1.png

“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.