É hora de Boicotar os boicotadores do X (Twitter) de Elon Musk

Faz cerca de quatro anos que a ZeroHedge passou pelo inferno da monetização de anúncios, tendo perdido a maioria dos seus anunciantes porque eles não aprovavam o conteúdo [honesto] deste site e, como resultado, eles – juntamente com membros do Complexo Industrial de Censura como Sleeping GiantsNewsguard e CheckMyAds, e várias agências governamentais de três letras dos EUA, que fizeram tudo o que estava ao seu alcance para acabar com o site, privando-o de receitas publicitárias (foi o que nos levou a lançar uma versão premium suportada por assinatura, sem a qual não teríamos sobrevivido e, portanto, gostaríamos de agradecer pessoalmente a todos os nossos leitores e premium subscribers.

É hora de Boicotar os boicotadores do X (Twitter) de Elon Musk

Fonte: Zero Hedge

Avançando até os dias atuais, quando Elon Musk está passando pelo mesmo inferno no X (Twitter), enquanto um grupo crescente de empresas está tentando fazer com o X/Twitter o que tentaram fazer conosco, visando a rede de mídia social e tentando privá-la de receita publicitária (seu gatilho declarado de responder ao relatório de notícias falsas do Media Matters que foi apenas uma pista falsa: Se não fosse pela Media Matters, eles teriam encontrado algum outro ponto de “virtude” para se mobilizar e retirar seus anúncios do X).

Claro, há uma diferença fundamental: Elon é o homem mais rico do mundo, e se o Twitter não gerar nem um dólar adicional de receita, Elon ainda será um multibilionário e o X poderá continuar a operar por muito, muito tempo, se não para sempre (se os custos forem reduzidos o suficiente).

É também por isso que Elon ontem escolheu algumas palavras fortes para os anunciantes que interromperam a publicidade, dizendo-lhes “vão se foder” (com um grito direto para o chefe da “acordada” Disney, Bob Iger) se eles acham que podem chantagear Musk… que é exatamente o que o anúncio de desmonetização é: uma forma não tão sutil de promover conteúdo e direção editorial em troca de uma bolsa “publicitária” mensal.

ASSISTA: ELON MUSK SE TORNA VIRAL NA TV NACIONAL “VÃO TODOS SE FODER” para todos os anunciantes que ameaçam deixar o X:

Aqui, uma breve tangente: na maior parte dos casos, os gastos com publicidade raramente envolvem “publicidade” e, em vez disso, trata-se de endossar, encorajar e financiar certas agendas ideológicas e linhas partidárias com as quais as empresas concordam, encorajam e procuram tornar públicas.

Trata-se de influenciar e impor as decisões de conteúdo e a orientação editorial, ameaçando implicitamente que o dinheiro do anúncio pode desaparecer a qualquer momento se algo for publicado com o qual a empresa “anunciante” discorde.

É por isso que quando a Pfizer ou a Moderna gastam dezenas de milhões em publicidade no ícone das pre$$tituta$ do establishment, o NYT não é para que as pessoas saibam que a Pfizer toma uma dose de reforço covid – elas sabem disso pela cobertura ininterrupta de “notícias” [propaganda]; é para garantir que o NYT nunca questione a linha partidária corporativa.

Em outras palavras, é relações públicas num invólucro publicitário. Acrescente a isso os gastos do lobby e as doações políticas dessas mesmas corporações, e você terá uma fusão dos ramos corporativo, político e as pre$$tituta$ de mídia, todos supercolados com muito dinheiro (e no caso da Pfizer e da Moderna, é dinheiro do contribuinte) algo que em tempos mais simples era chamado de fascismo. Glenn Greenwald recapitula essa dinâmica no clipe abaixo: dinheiro do contribuinte

Elon Musk ao boicote de anunciantes corporativos: “Vão se foder!” O fato de os “jornalistas” corporativos terem ficado chocados e horrorizados com este desafio ao poder do establishment resume tão perfeitamente a FRAUDE no centro da sua indústria cada vez mais irrelevante:

Como resultado, as empresas de publicidade têm influência ilimitada quando se trata de lidar com a maioria das empresas de mídia… exceto uma: a X de Elon Musk, que como observado acima, é controlada pelo homem mais rico do mundo e, portanto, a influência dos anunciantes neste caso específico é praticamente inexistente, muito por causa de sua paixão e defesa pela Liberdade de Expressão.

É também por isso que, em vez de fingirem que podem influenciar a narrativa (e forçar o X a prosseguir com a mesma censura que foi implementada pela antiga equipe de gestão do seu antecessor, o Twitter), estão simplesmente a afastar-se e a esperar esmagar este bastião de liberdade de expressão, da mesma forma que fizeram conosco e com outros focos de rebeldia.

O problema, como Musk expôs, é que, embora o X possa sustentar-se sem receitas publicitárias durante muito tempo, um boicote publicitário completo provavelmente acabará por matar o X, uma vez que é pouco provável que Musk assuma o fardo dos seus custos e despesas. do seu próprio bolso indefinidamente e, como resultado, “o que o boicote publicitário vai fazer é matar a empresa.”

Elon Musk deixará o X morrer antes de ceder [à chantagem] aos anunciantes: “O que o boicote publicitário vai fazer é matar a empresa. O mundo inteiro saberá que esses anunciantes mataram a empresa e nós documentaremos isso detalhadamente. Vamos ver como a Terra responde.”

E embora Musk esteja pronto para deixar o X morrer antes que ele ceda à chantagem dos anunciantes, ele está confiante de que “o mundo inteiro saberá que esses anunciantes mataram a empresa e nós iremos documentar isso detalhadamente. Vamos ver como a Terra responderá.”

Em outras palavras, a única maneira dessas corporações, seja por motivos conscientes, neoconservadores, militantes, progressistas, acordados, LGBTQ+, Transgênero ou por qualquer outro motivo, pararem de tentar desmonetizar sites como X, ZH ou qualquer outro meio de comunicação sobre o qual eles não tenham influência, na esperança de apagá-los, é se o público levar a luta diretamente até eles e os deixar morrer de fome de receita. Pensem na implosão das vendas da Transheuser Busch/Bud Light após o fiasco transgênero de Dylan Mulvaney, ou no colapso das ações da Target após a reação anti-satânica e anti-woke contra a empresa.

Então, sim, a única maneira das equipes de gerenciamento corporativo pararem de usar dinheiro publicitário como arma – especialmente se isso significar perder o acesso a um dos públicos mais ricos, como o de Zerohedge, ou uma das bases de leitores mais engajadas, como a do X, é se seus acionistas perderem dinheiro suficiente e forçarem a administração a mudar sua agenda ou a ser demitida em função na queda das vendas e do lucro.

É por isso que é hora de boicotar os boicotadores, de dar-lhes uma enorme dose do seu “próprio remédio”: a seguir resumimos os nomes das empresas que sinalizaram publicamente sua ” virtude”  retirando seus anúncios do X/Twitter.

Estamos confiantes de que há muito mais empresas que também retiraram seus dólares da sua  influência seus “anúncios”, e atualizaremos a lista à medida que mais delas se tornarem públicas. Estas são as empresas para as quais Elon Musk disse aos seus diretores para “irem se foder” porque, bem, ele pode pagar e tem muita coragem para tanto.

E embora os americanos comuns tenham muito menos recursos e não tenham o suficiente do tipo “foda-se o dinheiro”; como Elon, eles têm a capacidade de escolher quem receberá seu dinheiro, e a única maneira de retaliar o boicote de Musk é boicotando os próprios boicotadores, e parar de gastar dinheiro em produtos como os serviços de streaming da “acordada” Disney, ou na compra de cada novo iPhone ou na compra de tudo o que a vazia Paris Hilton está vendendo.

Sim, a Apple não tem obrigação de anunciar no X, nem a Disney, mas ninguém tem obrigação de comprar iPhones ou de ir ao (idioticamente caro) Disney World. E como boicotar Musk nada mais é do que uma manobra para projetar influência (onde mais alguém teria a garantia de alcançar os olhos dos mais influentes, poderosos e ricos do mundo), é justo que a retaliação contra tentativas corporativas de matar de fome a Primeira Emenda, ocorra em espécie, na mesma moeda pois nós, o povo, temos este poder, basta usá-lo.

É por isso que chegou o momento de boicotar os boicotadores: vamos descobrir como é que estas empresas de esquerda acordadas – e os seus acionistas – gostam quando as suas receitas sofrem da mesma forma que eles esperam que façam Musk sofrer; a julgar pela resposta popular no próprio X/Twitter, não teremos que esperar muito:


AVISO PARA OS ASSINANTES DO BLOG: Para os leitores assinantes do Blog, que recebiam link para acessar as postagens em seus endereços de E-Mail, solicitamos, por favor, que refaçam a sua inscrição aqui neste LINK: https://linktr.ee/thoth3126, devido à problemas técnicos e perda de dados que tivemos com a migração de servidor. Também avisamos aos nossos leitores que estamos preparando uma NOVA VERSÃO do Blog que em breve será disponibilizada para todos.

Convidamos também a conhecerem e seguirem nossas redes sociais:
Instagram: https://www.instagram.com/th.oth3126/
Facebook: https://www.facebook.com/thoth3126.blog
X (antigo Twitter): https://twitter.com/thoth3126_blog
Youtube: https://www.youtube.com/@


“Precisamos do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na CEF, AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.326 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth