Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Percepção de ‘Padrões Duplos’ em Gaza Aumenta Fosso entre Sul Global e o ‘Hospício’ do G-7

A posição dos países ocidentais em relação à resposta de Israel ao ataque do Hamas aguçou a percepção de um duplo padrão por parte do Ocidente nos países do Sul Global, destacou o jornal espanhol El País na quarta-feira (29). De acordo com a mídia, o tratamento diferenciado dado aos ataques de Israel em relação à operação militar da Rússia na Ucrânia mostra “duplo padrão” e grande “hipocrisia“, produzidos pelas grandes potências ocidentais.

Percepção de ‘Padrões Duplos’ em Gaza Aumenta Fosso entre os países do Sul Global e o ‘Hospício’ do G-7

Fonte: El PaisSputnik

Apesar de algumas lideranças terem mudado um pouco seu tom e sua posição com a escalada feroz da investida israelense em Gaza, a reação, vista da perspectiva do Sul Global, foi tardia e muito insuficiente, destaca o jornal espanhol.

Para o professor do curso de relações internacionais da Fundação Getulio Vargas (FGV), Oliver Stuenkel, “[…] a hesitação inicial em criticar o sofrimento infligido aos civis palestinos, que rapidamente pareceu enorme, estimulou no Sul Global um sentimento de hipocrisia pelo Ocidente”.

“Há uma percepção [no Sul Global] de que não se aplica o direito internacional de forma universal, mas sim seletiva”, afirmou o professor.

Já para o especialista superior em Oriente Médio, direito internacional e conflitos armados, Hugh Lovatt, “há dois pesos e duas medidas“.

“Há uma percepção de dois pesos e duas medidas em relação a Gaza agora, mas também uma percepção geral […] no que diz respeito a todo o conflito israelo-palestino. Na minha opinião, essas percepções são amplamente fundamentadas e amplificadas pela comparação à resposta da Europa à guerra russa na Ucrânia”, disse Lovatt.

A magnitude da destruição causada pelos bombardeamentos israelenses e o bloqueio indiscriminado do abastecimento de água, eletricidade, comunicação, alimentos e medicamentos compõem um quadro com sinais criminosos, segundo muitos especialistas. Existem também muitos elementos para considerar ilegal a ocupação israelense da Palestina, escreve a mídia espanhola.

“Os europeus têm razão em denunciar as ações da Rússia na Ucrânia. Contudo, quando vemos cenas semelhantes em termos de sofrimento civil em Gaza e a reação não é a mesma, e isso alimenta a percepção de duplicidade de critérios e enfraquece a Europa, que se define como defensora de certos valores, e que muitas vezes tem dado a impressão de dar lições a outros nesta matéria, mas que depois nem sempre parece coerente“, acrescentou Hugh Lovatt.

Ao mesmo tempo, Stuenkel recorda que “uma parte considerável dos líderes e eleitores do Sul Global veem a guerra em Gaza através do prisma da lógica dos colonizadores versus os colonizados”. “Seria um exagero considerar que o sentimento anticolonial é decisivo na definição das estratégias desses países, mas é sem dúvida um dos elementos através dos quais constroem a sua visão de mundo”, analisou.

Duas semanas após o conflito no Oriente Médio estourar, o Financial Times publicou uma matéria afirmando que algumas autoridades da União Europeia (UE) temiam que o forte apoio do bloco — marcado na visita da presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, a Israel logo no começo da guerra — faria a Europa pagar o preço nos países do Sul Global por apoio à “limpeza étnica” na Faixa de Gazaconforme noticiado.

As críticas sobre a posição em relação a Israel minam a capacidade dos Estados Unidos e da UE de projetarem seus valores e interesses nos países emergentes e em desenvolvimento, ressalta o jornal.

Lovatt também sublinha que os governos europeus têm sido lentos em perceber que o mundo mudou e caminha para uma visão multipolar, distanciando-se da atual hegemonia ocidental.

“O mundo está se afastando da situação de hegemonia dos EUA e caminhando para um panorama multipolar. Isso é especialmente verdadeiro no Oriente Médio e no norte da África. Os governos europeus têm sido lentos na adaptação a essa realidade em mudança. A divisão, a busca persistente do interesse nacional, em vez de agir coletivamente, é a chave. Os intervenientes regionais têm sido mais rápidos ao explorar a nova situação”, complementou Lovatt.


AVISO PARA OS ASSINANTES DO BLOG: Para os leitores assinantes do Blog, que recebiam link para acessar as postagens em seus endereços de E-Mail, solicitamos, por favor, que refaçam a sua inscrição aqui neste LINK: https://linktr.ee/thoth3126, devido à problemas técnicos e perda de dados que tivemos com a migração de servidor. Também avisamos aos nossos leitores que estamos preparando uma NOVA VERSÃO do Blog que em breve será disponibilizada para todos.

Convidamos também a conhecerem e seguirem nossas redes sociais:
Instagram: https://www.instagram.com/th.oth3126/
Facebook: https://www.facebook.com/thoth3126.blog
X (antigo Twitter): https://twitter.com/thoth3126_blog
Youtube: https://www.youtube.com/@


“Precisamos do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na CEF, Agência: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.305 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

NOSSOS PRODUTOS

Indicações Thoth

Seja um Anunciante

Divulge seu produto ou serviço em nosso portal!
Converse com a equipe comercial no WhatsApp