browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Erupção de Vulcão de Tonga foi a maior já documentada desde o Krakatoa em 1883

Posted by on 18/05/2022

A erupção vulcânica do vulcão Tonga-Hunga-Ha’apai de Tonga em janeiro foi a maior explosão atmosférica documentada desde a erupção do vulcão Krakatoa em 1883 na Indonésia, segundo pesquisa de cientistas. A NASA disse em abril que a erupção do vulcão submarino foi “centenas de vezes” mais forte do que a explosão nuclear de Hiroshima.

Erupção de Vulcão de Tonga foi a maior já documentada desde o Krakatoa em1883

Fonte: The Epoch Times

Tonga foi atingida por uma erupção submarina do vulcão Hunga Tonga-Hunga-Ha’apai e subsequente tsunami em 15 de janeiro, que destruiu uma vila inteira em uma das pequenas ilhas externas de Tonga e matou pelo menos três pessoas.

Robin Matoza, professor associado da Universidade da Califórnia-Santa Barbara, liderou 76 cientistas em um estudo sobre a erupção vulcânica em Tonga, que foi publicado em 12 de maio no Science Journals .

O estudo descreveu a erupção vulcânica como uma “explosão de energia incomum” que gerou “uma ampla gama de ondas atmosféricas observadas globalmente por várias redes de instrumentação terrestres e espaciais”.

Os cientistas observaram que as ondas de pressão atmosférica de baixa frequência, conhecidas como ondas Lamb, circularam a Terra pelo menos quatro vezes em uma direção e três vezes na direção oposta ao longo de seis dias após a erupção.

“As amplitudes de pressão pico a pico da onda Lamb em função da distância indicam que o pulso de pressão atmosférica gerado pelo evento Hunga é comparável ao da erupção do Krakatau de 1883”, afirmaram.

A erupção vulcânica de Tonga gerou perturbações ionosféricas e som audível de longo alcance que pode ser ouvido a 10.000 quilômetros (6.200 milhas) de distância no Alasca, onde uma sequência de estrondos pode ser ouvida.

“As ondas atmosféricas da erupção principal do Hunga tiveram impactos muito mais extensos.  Mudanças incomuns no nível do mar ou tsunamis foram observados no Pacífico antes do previsto e no Caribe e no Mediterrâneo sem rotas oceânicas diretas”, diz a pesquisa.

Enquanto isso, dados da missão Ionospheric Connection Explorer da NASA e dos satélites Swarm da Agência Espacial Europeia sugerem que a erupção gerou “ventos de velocidade de furacão” e “correntes elétricas incomuns” na ionosfera horas depois de acontecer as erupções.

A NASA declarou em 10 de maio que a erupção do vulcão enviou “uma nuvem gigante de gases, vapor de água e poeira para o céu”, causando grandes distúrbios de pressão na atmosfera que levaram à formação de ventos fortes.

Um grupo de cientistas liderado por Brian Harding, físico da Universidade da Califórnia-Berkeley, revelou as descobertas em um estudo publicado na Geophysical Research Letters.

“O vulcão criou um dos maiores distúrbios no espaço que vimos na era moderna”, disse Harding em comunicado . “Isso está nos permitindo testar a conexão mal compreendida entre a atmosfera inferior e o espaço.”

A erupção também cortou o único  cabo de comunicação de fibra óptica de Tonga que  conecta o país ao mundo exterior. A NASA disse em abril que a erupção do vulcão submarino foi “centenas de vezes” mais forte do que a explosão nuclear de Hiroshima.

“Para comparação, os cientistas estimam que o Monte St. Helens explodiu em 1980 com 24 megatons e Krakatoa explodiu em 1883 com 200 megatons de energia”, disse a NASA em um  comunicado .


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.