browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

EUA e seus aliados declararam “Guerra Total” híbrida contra a Rússia

Posted by on 26/03/2022

Os Estados Unidos e seus aliados ocidentais declararam uma “guerra total” híbrida contra a Rússia após a invasão da Ucrânia, disse o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, nesta sexta-feira. “Hoje uma verdadeira guerra híbrida, uma ‘guerra total’ foi declarada contra nós. Esse termo, que foi usado pela Alemanha nazista, agora é usado por muitos políticos europeus quando explicam o que querem fazer à Federação Russa”, disse Lavrov, segundo a mídia estatal. “E seus objetivos não estão ocultos: destruir, quebrar, estrangular a economia russa e a Rússia como um todo.”

EUA e seus aliados declararam “Guerra Total” híbrida contra a Rússia

Fonte: Epoch Times

“O desejo do Ocidente de manter seu domínio nos assuntos internacionais, de subjugar tudo e todos e retornar a um mundo unipolar … da política de contenção da Rússia, que o Ocidente vem perseguindo há muito tempo”.

Os comentários de Lavrov parecem ser uma escalada na retórica da liderança da Rússia contra os Estados Unidos e aliados da Otan em meio à invasão de um mês na Ucrânia.

Desde 24 de fevereiro, o início do conflito, os Estados Unidos, Europa, Japão e outras nações com ideias [os mesmos mestres] semelhantes impuseram pesadas sanções à economia da Rússia, ao presidente russo Vladimir Putin, Lavrov e outros altos funcionários do Kremlin . Na quinta-feira, a Casa Branca anunciou ainda mais sanções contra centenas de legisladores russos, empresas de defesa e outras entidades.

Os Estados Unidos também proibiram as importações de petróleo russo, embora os países da União Européia não o tenham feito, citando a forte dependência do bloco de produtos energéticos russos.

Na quinta-feira, cerca de três quartos da Assembleia Geral das Nações Unidas votaram para exigir acesso à ajuda e proteção civil na Ucrânia e alegaram que a Rússia estava criando o que eles disseram ser uma situação humanitária terrível na Ucrânia. A Ucrânia e aliados ocidentais alegaram que Moscou está atacando civis indiscriminadamente, o que o Kremlin negou.

Mas o ex-presidente russo e vice-chefe do conselho de segurança, Dmitry Medvedev, afirmou na sexta-feira que as sanções não influenciarão o Kremlin. As sanções apenas consolidarão a sociedade russa e não causarão descontentamento popular com as autoridades do governo russo, disse Medvedev à agência de notícias russa RIA em entrevista.

“Perguntemo-nos: algum desses grandes empresários pode ter um mínimo de influência na posição de liderança do país?” disse Medvedev. “Eu te digo abertamente: não, de jeito nenhum.”


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.