Forte Onda de Calor na Europa está tendo efeitos desastrosos

Nas últimas semanas, a onda de calor latente da Europa vem causando grandes estragos em toda a região, causando incêndios florestais destrutivos, secas severas e milhares de mortes. As temperaturas recordes da UE estão fazendo manchetes em todo o mundo, pois especialistas temem que essas ondas de calor extremas possam ser o novo normal da região.

Cinco fatos a saber sobre a atual onda de calor escaldante da Europa

Fonte: Visual Capitalist 

Dado o volume de cobertura sobre o assunto, Nick Routley e Carmen Ang da Visual Capitalist  vasculharam dezenas de artigos e tópicos do Twitter (para que você não precise) e compilou uma lista dos cinco principais efeitos para se saber sobre a sufocante onda de calor da Europa.

? Altas temperaturas estão quebrando recordes

As altas temperaturas têm atingido as máximas de todos os tempos em toda a região do continente.

Na segunda-feira, 18 de julho, dezenas de cidades em toda a França registraram temperaturas recordes de até  42°C (107,6°F). Na mesma semana, o Reino Unido experimentou seu dia mais quente já registrado em 40,3 ° C (104,5 ° F), quebrando o recorde anterior da Grã-Bretanha de (38,7 ° C) 101,7 ° F que foi estabelecido em 2019.

O calor em Londres foi tão sem precedentes que o serviço ferroviário nacional da cidade emitiu um alerta ao público, pedindo aos passageiros que ficassem em casa e só viajem se necessário. Algumas das principais linhas ferroviárias foram fechadas durante parte do dia na terça-feira, 19 de julho.

? A Europa está sentindo a queimadura

O calor escaldante está alimentando incêndios desastrosos em todo o continente. Em 20 de julho, cerca de 1.977  incêndios florestais atingiram a região em 2022 – quase  3x  a quantidade média, de acordo com dados históricos do Sistema Europeu de Informações sobre Incêndios Florestais.

Os países mediterrâneos foram particularmente atingidos, com milhares de pessoas em Portugal, Espanha e França evacuando suas casas.

? Seguindo com o (baixo) fluxo dos rios

Junto com os devastadores incêndios florestais, a onda de calor da Europa também está causando uma série de secas em rios e lagos de toda a região.

Embora a maioria das cidades europeias tenha pelo menos um rio ou um lago atravessando sua paisagem urbana, esses rios e corpos d’água correm o risco de secar. Por exemplo, no início de julho, o rio Pó, na Itália, estava passando por uma seca tão severa que o governo do país emitiu um  estado de emergência  em cinco regiões diferentes do Vale do Rio Pó.

? As demandas do aumento do consumo de energia estão criando uma situação embaraçosa

No ano passado, a Europa estabeleceu metas ambiciosas para reduzir  55%  de suas “emissões de gases” de efeito estufa até 2030.

Mas, na esteira de uma crise energética global, muitos países europeus suspenderam seus planos de “transição verde” ao se voltarem para combustíveis “mais sujos” como o carvão para manter suas economias funcionando normalmente. Esse momento é um pouco estranho, considerando o fato de que a região está atualmente em chamas com temperaturas recordes que os “especialistas” acreditam ser induzidas pelo homem.

O já mencionado “baixo fluxo” em muitos rios europeus também está impactando a hidroeletricidade e até mesmo a geração de eletricidade nuclear, já que pouca água está disponível para fins de resfriamento dos reatores nucleares.

Pelo lado positivo, pelo menos a Alemanha fez algum progresso no campo da energia renovável – em 17 de julho, o país gerou uma quantidade recorde  de eletricidade a partir de painéis solares.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: Os voos de entrada e saída da RAF Brize Norton em Oxfordshire foram interrompidos porque a “pista derreteu” no clima quente, segundo a Sky News”.

? A mudança climática é um fator, mas as ondas de calor são complicadas

Especialistas afirmam que as mudanças climáticas estão desempenhando um papel nessas ondas de calor recordes. Em todo o mundo, as temperaturas da superfície global aumentaram cerca de 1,0 ° C  (1,8 ° F) desde a década de 1850, e os cientistas afirmam que esse aumento de temperatura foi indiscutivelmente influenciado pela atividade humana.

No entanto, pode haver outros fatores que estão influenciando essas ondas de calor extremas. Embora as especificidades exatas sejam difíceis de definir devido à natureza variável do clima, um estudo recente  publicado na Nature Communications descobriu que as crescentes ondas de calor da Europa podem ser parcialmente atribuídas às mudanças nas correntes de ar, que estão soprando ar quente do norte da África para a Europa.

A linha inferior

Pelo menos 1.500 vidas de cidadãos europeus foram perdidas até agora em meio a essa onda de calor recorde. E como as temperaturas devem permanecer altas em toda a região por pelo menos mais uma semana, esse número provavelmente aumentará.

Os lares europeus geralmente não estão bem equipados para temperaturas excepcionalmente altas e, como o continente tem a idade média mais antiga de qualquer região, sua população é particularmente suscetível aos efeitos negativos do clima extremo.

Os meios de subsistência também estão sendo afetados pelo clima extremo. As temperaturas estão secando o solo, o que está criando más condições de cultivo para os produtores de milho na França, Romênia e Espanha, os maiores produtores de milho da região.

Para encurtar a história – a onda de calor da Europa está tendo efeitos desastrosos em sua economia e infraestrutura, bem como no bem-estar geral da população da região.


A seguir citamos passagem de um livro (Contato com Discos Voadores, de Dino Kraspedon, páginas 33 a 37) publicado ainda em 1957, sobre encontros com extraterrestres vindos das luas de Júpiter, Ganimedes e Io, em que são feitas referências (há 65 anos atrás) à chegada de um SEGUNDO SOL ao nosso sistema solar:

— “Em breve os terrestres terão outros problemas a resolver. Se até agora não tem solução para o problema dos três corpos, brevemente haverá maior dificuldade com a inclusão de um outro sol no nosso sistema. Agora são três; depois serão quatro corpos, representados pela Terra, dois sóis e o centro magnético do sistema.

P. Não estou compreendendo bem o que você se está referindo.Que outro sol é esse que fará parte do nosso sistema?

— É o que lhe estou afirmando: um outro sol penetrará, dentro em breve, no nosso sistema planetário, e teremos um invejável sistema de sóis duplos Aliás, essa é uma das razões porque aqui nos encontramos, além de vir preveni-los contra os perigos a que estão expostos com o advento da era atômica e de vir saudá-los.

P: Sim, eu quero saber quais os perigos a que estamos expostos com o advento da idade atômica, mas primeiro seria interessante ouvir mais a respeito desse novo sol.

— Esse corpo é um monstro, que em breve poderá ser visto na direção (da Constelação) de Câncer, de luz apagada ainda. A luz de um sol só passa a brilhar quando penetra num campo magnético secundário como o nosso. Penetrando no sistema, toma um movimento de rotação, deforma o espaço e gera correntes que lhe darão brilho. Se viesse luminoso, sua luz (e energia) provocaria forte repulsão e seria desviado da sua rota. Sem brilho, ele sofre a pressão do nosso sol mas o seu momento cinético lhe garantirá a penetração no sistema solar. De inicio será uma luz avermelhada, depois azul.

https://youtube.com/watch?v=OVA6U0s7AA0

Após vencer a zona das grandes massas planetárias (Júpiter, Saturno, Urano e Netuno), terá a oposição solar pela frente, mas na retaguarda terá o peso das grandes massas a impulsioná-lo por uma ação repulsiva. A repulsão contra os planetas, pela retaguarda, a sua luz brilhando e o volume de sua massa descomunal fará o nosso sol atual deslocar-se das proximidades do centro magnético, situando se mais longe. Então os dois sóis demarcarão as suas órbitas, ficando o de maior massa e menos luz mais próximo do centro (E sucederá naquele dia, diz o Senhor, que farei que o sol se ponha ao meio dia, e a Terra se entenebreça em dia de luz. (Amos: 8-9). 

A penetração desse novo corpo foi predita por Nostradamus nas suas célebres Centúrias, II, quadra 41, onde se lê: “La grande estoille par sept jours bruslera. Nuee fera deux soleils apparoir”. 

Traduzido, significa: “Por sete dias a GRANDE ESTRELA brilhará, nuvem fará dois sóis aparecer”.

— Dois sóis no sistema criarão problemas MUITO difíceis. Todos os planetas terão as suas atuais órbitas modificadas. Mercúrio cairá na zona hoje compreendida entre Vênus e a Terra. Vênus irá para o lugar que medeia entre a Terra e Marte. A Terra sentirá o efeito, antes que o novo sol  se coloque no seu lugar definitivo. À medida que esse corpo começar a brilhar, a pressão da luz fará com que a Lua se desloque da sua órbita e vá situar-se num ponto que passe à categoria de planeta. Com esse deslocamento conduzirá uma quantidade da massa etérea da Terra, que lhe garantirá uma estabilização de movimento. A Terra, por sua vez, sob a pressão combinada de dois sóis, irá se situar na zona hoje ocupada pelos asteroides (entre Marte e Júpiter).

— Em suma, haverá um deslocamento generalizado (todos os planetas e luas assumirão uma NOVA ÓRBITA) de todos os corpos que povoam o nosso atual sistema solar. Plutão será lançado para fora, e vagará errante pelo espaço, até que um seio acolhedor o recolha. Um dos satélites de Marte será arrancado da sua atual posição e será projetado no espaço. De massa bastante densa, em vez de repelido será atraído para o interior. Sua trajetória será de tal forma que viria a constituir-se em novo satélite da Terra. Depende do sentido em que ele tomar contato com o planeta. Se isso se der contra o sentido de rotação da Terra, o choque provocado pelo encontro da sua massa com o éter fá-lo-á em pedaços; se for a favor, ficará ligado ao planeta.

sol-duplo-sistema-binário-maldek
Foto batida recentemente, em 24 dezembro de 2015, em infravermelho, do sol e do seu novo companheiro que ainda não esta completamente visível em nossa realidade tridimensional

P: Quando será isso? Ainda levara muito tempo?

— A Terra não sofrerá com um choque direto, pois a sua camada etérea (atmosfera) oferece proteção. Pelos nossos cálculos, apenas cairá uma chuva de pedras (Nota de Thoth: queda de meteoros, previstas no livro de João, Apocalipse:

“E sobre os homens caiu do céu uma grande saraiva, pedras do peso de um talento; e os homens blasfemaram de Deus por causa da praga da saraiva; porque a sua praga era mui grande.   Apocalipse 16:21

Conhecemos pessoas que já tiveram sonhos com meteoros caindo em grandes cidades com muita destruição, haverá queda de muitos aviões durante este momento…) sobre a superfície deste globo, principalmente na zona compreendida pelo sul europeu, norte da África, Ásia Menor, o norte da América do Sul e o sul da América do Norte. O impacto transformará o atual esplêndido satélite marciano em pedacinhos de uns 20 kg cada um, que devastará as zonas acima descritas. Depois tudo se normalizara. Nós teremos um novo céu onde viajar, e vocês uma nova Terra.

— Será muito em breve, no fim deste século XX. A Terra começará o seu novo milênio com uma nova fonte de luz a iluminar os seus prados. Muitos desaparecerão para sempre do cenário terrestre, mas um pequenino rebanho restará, obediente às leis de Deus, e não haverá mais as lágrimas que aqui existem. Haverá paz e abundância, justiça e misericórdia. As almas injustas terão o castigo merecido, e só os bons terão guarida. Nesse dia o homem compreenderá o triunfo dos justos, e verá porque Deus não puniu imediatamente os maus. O Sol, que há de vir, será chamado o “Sol da Justiça”.  O seu aparecimento nos céus da Terra será o sinal precursor da vinda d’Aquele que brilha ainda mais que o próprio Sol.

P: E o que tem a ver a vinda dos discos voadores (extraterrestres) à Terra com o Sol que há de vir?

— Estudamos todos os efeitos que o seu aparecimento trará. Se nos fosse permitido, poderíamos enviar, por meio de aparelhos apropriados, pulsações eletromagnéticas contra ele, e evitaríamos a sua entrada, fazendo que a sua luz acendesse fora do sistema. Mas evitar a sua Vinda seria querer nos opor contra à vontade de Deus e deixar que a injustiça aqui se perpetuasse. Quem está com a sua consciência tranqüila e em paz com o seu Criador nada precisa temer. Deixemo-lo vir.

— Viemos com finalidade de estudos e também, para fazer um supremo apelo ao homem para que evitem a catástrofe e vivam em paz. A Terra não é o centro do sistema planetário, como antes pensavam, mas é o atual centro do mal. Se os homens se tornassem bons, talvez que o Criador tivesse ainda mais compaixão. Evitem a guerra, porque pode dar-se o caso que o homem destrua o seu próprio planeta com as suas próprias mãos evitando assim, que as forças da natureza o façam. Não é difícil ser bom; já é o bastante não fazer o mal. O restante Deus suprirá.” (Fim de citação)}


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal   AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)” para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Mais informação adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.329 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth