Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Gripe Aviária H5N1 matou centenas de flamingos na Argentina e se ‘espalha’ pela América do Sul

Um surto de gripe aviária matou 220 flamingos no noroeste da Argentina, confirmaram autoridades locais. As aves mortas são da espécie flamingo-de-james (Phoenicoparrus jamesi), que vive em grandes altitudes na Argentina, Bolívia, Chile e Peru. A cepa H5N1 do vírus da gripe aviária que se espalha atualmente pela América do Sul pode infectar um bando inteiro em poucos dias.

Gripe Aviária H5N1 matou centenas de flamingos na Argentina e se espalha pela América do Sul

Fonte: BBC-Londres

Também pode se espalhar para humanos e outros mamíferos através de excrementos e saliva. Em agosto, mais de 50 leões-marinhos morreram de gripe aviária na costa atlântica da Argentina e no início deste ano milhares deles foram encontrados mortos no Chile e no Peru.

Alguns dos testes realizados nos flamingos encontrados mortos na Província de Catamarca, no noroeste, deram positivo para gripe aviária, disse a especialista de biodiversidade Anabella Ahumada à imprensa local. As lagoas da região também abrigam outras duas espécies de flamingos, mas até agora apenas os flamingos-de-james parecem ter sido infectados.

As autoridades locais afirmaram ter adotado medidas para conter a propagação do vírus. Também alertaram aos moradores locais para não tocarem em animais mortos. O flamingo-de-james, também conhecido como flamingo-da-puna, é classificado como “quase ameaçado” pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

Casos no Brasil

Em maio deste ano, o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) confirmou os primeiros casos no Brasil de infecção pelo vírus influenza H5N1 em aves silvestres. A detecção aconteceu no litoral do Espírito Santo, mais especificamente nas cidades de Marataízes, Vitória e Cariacica.

As duas aves eram da espécie trinta-réis de bando (Thalasseus acuflavidus) e a outra é um atobá-pardo (Sula leucogaster). Elas foram encontradas debilitadas em praias e encaminhadas para institutos de pesquisa. Os especialistas colheram amostras dos animais, que foram remetidas ao Laboratório Federal de Defesa Agropecuária de São Paulo. A análise confirmou a presença do vírus H5N1.

Posteriormente, outros casos foram identificados no Brasil. Ao menos 19 haviam sido confirmados até meados deste ano, segundo o Mapa.

Entre os casos de H5N1, estão 13 no estado do Espírito Santo, nos municípios de Marataízes, Cariacica, Vitória, Nova Venécia, Linhares, Itapemirim, Serra e Piúma, cinco casos no estado do Rio de Janeiro, em São João da Barra, Cabo Frio e Ilha do Governador, e um no sul do Rio Grande do Sul.


Siga o canal “Blog Thoth3126” no WhatsApp: https://www.whatsapp.com/channel/0029VaF1s8E9Gv7YevnqRB3X


“E ouvireis de GUERRAS e de rumores de GUERRAS; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores”.  –  Mateus 24:6-8


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *