Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Inferno sendo liberado no Oriente Médio: Mais de 850 mortos em ataque à Hospital em Gaza.

Líderes árabes se recusam a se encontrar com Joe Biden, que esta neste momento em viagem para Israel, sua visita à Jordânia foi cancelada pelo Rei Abdullah II, milhares de manifestantes libaneses cercam a embaixada dos EUA em Beirute, o mesmo ocorre em outras embaixadas dos EUA em países da região. Como esperado, as consequências do atentado ao Hospital Batista al-Ahli foram rápidas, com um efeito dominó de consequências negativas e imprevisíveis tanto para a diplomacia como para as ‘ruas árabes’ em todo o mundo muçulmano. 

Líderes árabes se recusam a se encontrar com Biden, viagem à Jordânia cancelada, manifestantes cercam a embaixada dos EUA em Beirute

Fonte: Zero Hedge

A situação fora da Embaixada dos EUA em Beirute está a deteriorar-se rapidamente esta noite, com relatos de polícia de choque e gás lacrimogéneo a ser utilizado contra grandes multidões que agitavam bandeiras do Hezbollah. 

Mas o mais importante, e no momento em que o Força Aérea Um partiu de Washington para Israel, a Casa Branca teve cancelado todo o percurso da viagem de Biden à Jordânia. A confirmação foi emitida na mesma hora em que os líderes árabes do mundo muçulmano anunciaram que não estavam dispostos a reunir-se com Biden, visto que os EUA são o maior financiador e apoiante de Israel.

Pessoas ao redor de corpos de palestinos mortos em ataques de Israel ao hospital Ahli Arab, em Gaza; os corpos foram levados a outro hospital, o de Al-Shifa — Foto: Dawood Nemer/ AFP

Biden emitiu uma declaração de “mais profundas condolências” às vítimas da “explosão hospitalar” em Gaza, de acordo com a declaração oficial da Casa Branca:

Depois de consultar o Rei Abdullah II da Jordânia e à luz dos dias de luto anunciados pelo Presidente da Autoridade Palestiniana, Abbas, o Presidente Biden adiará a sua viagem à Jordânia e a reunião planejada com estes dois líderes e o Presidente do Egito, Sisi.

O Presidente Joe Biden enviou as suas mais profundas condolências pelas vidas inocentes perdidas na explosão do hospital em Gaza e desejou uma rápida recuperação aos feridos.

Assim, mesmo antes de chegar a Israel, o massacre dessa terça-feira – que Israel atribui aos militantes palestinos (especificamente Jihad Islâmica Palestina) – serviu efetivamente para cercar Biden. O presidente francês Macron acaba de emitir uma condenação, dizendo que “nada pode justificar atacar civis” em hospitais, numa declaração que parece atribuir a culpa diretamente aos israelitas. 

Crianças palestinas esperam no chão do hospital Al Shifa após ataque que deixou centenas de mortos nesta terça-feira (17) no hospital Al Ahly, ambos na Cidade de Gaza — Foto: Abed Khaled/AP

Joe Biden também enfrentará agora a pressão para se juntar ao coro de condenação internacional ao ataque que matou cerca de 900 pessoas, civis em sua maioria mulheres e crianças. 

“O direito internacional humanitário é vinculativo para todos e deve permitir a proteção das populações civis. O acesso humanitário à Faixa de Gaza deve ser aberto sem demora”, afirmou o Ministério dos Negócios Estrangeiros francês no comunicado.

Aqui está o que a Jordania tinha a dizer :

“Não faz sentido fazer nada neste momento além de parar esta guerra”, disse o ministro das Relações Exteriores da Jordânia, Ayman Safadi, na rece árabe Al Jazeera na manhã de quarta-feira [hora local]. “Não há benefício para ninguém em realizar uma reunião de cúpula neste momento”.

Há relatos emergentes de que multidões estão tentando invadir a Embaixada dos EUA em Beirute, com base em imagens não confirmadas, mas que circularam amplamente durante a noite (horário local): 

EM BEIRUTE, LÍBANO, TODOS ESTÃO SE DIRIGINDO PARA A EMBAIXADA DOS EUA

Além disso, os protestos continuam acontecendo em torno da Embaixada de Israel na Jordânia, na capital, Amman…

Assista: As forças de segurança da Jordânia impedem que os manifestantes tentem invadir a embaixada de #Israel em Amã após um ataque mortal a um hospital de #Gaza.

Em Israel as IDF e o PM Netanyahu opinaram sobre o atentado bombista ao hospital de Gaza, que matou e feriu centenas de pessoas: 

Tal Heinrich, porta-voz do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, disse à CNN na terça-feira que “as IDF não têm como alvo hospitais”, acrescentando: “nós apenas temos como alvo redutos, depósitos de armas e alvos terroristas do Hamas”.

Os comentários de Heinrich foram feitos depois que autoridades palestinas disseram que estimativas preliminares indicam que entre 200 e 300 pessoas foram mortas em um ataque israelense ao  Hospital Batista Al-Ahli,  na cidade de Gaza [já ultrapassaram 850 mortos].

De acordo com um veterano das forças especiais dos EUA, agora jornalista:

Não me lembro de ter visto o governo israelense perder completamente o controle da narrativa que tem feito recentemente. Suas mensagens e propaganda (dependendo de onde você está sentado) geralmente são corretas

As IDF emitiram uma declaração baseada numa investigação preliminar, alegando que se tratava de um míssil errante disparado de dentro da própria Gaza. As IDF alegam que a Jihad Islâmica Palestina disparou o foguete em um “tiro fracassado” destinado a Israel.

“De acordo com informações de inteligência, de várias fontes que temos, a organização terrorista Jihad Islâmica [PIJ} é responsável pelo tiroteio fracassado que atingiu o hospital”, disse o comunicado da IDF, conforme apareceu em inglês no “X” do governo de Israel. conta. PIJ responde:

O porta-voz da JIHAD ISLÂMICA PALESTINA NEGA AS ALEGAÇÕES ISRAELITAS DE QUE O GRUPO MILITANTE É RESPONSÁVEL PELA ATAQUE NO HOSPITAL DE GAZA

A reação internacional à carnificina de mais de 850 vidas tem sido rápida, especialmente por parte dos chefes de estado regionais, com Erdogan, da Turquia, e Rei Abdullah, da Jordânia, entre os primeiros a condenar o “crime de guerra” e o “massacre”. Abdullah disse que ninguém pode ficar “silencioso” sobre isso.

Grandes protestos noturnos não eclodiram apenas em cidades da Cisjordânia, especialmente em Ramallah, mas também em capitais árabes, da Tunísia a Amã. Há novos relatos de que a embaixada de Israel na Jordânia está sob ataque . Grandes grupos de manifestantes também foram vistos dirigindo-se à Embaixada dos EUA em Beirute.

Teremos uma nova Intifada 3.0?… mas há sinais de que isto poderá espalhar-se por todo o mundo árabe na sequência do atentado bombista ao Hospital al-Ahli na Cidade de Gaza:

Independentemente disso, este é um megaevento muito perigoso. Ramallah agora.

Será este massacre a faísca que incendiará toda a região? Quer o que Israel afirma seja verdade ou não, podemos estar testemunhando os primeiros rumores de uma escalada total por todo o barril de pólvora do Oriente Médio… que parece, finalmente vai explodir…

Israel acaba de cometer um erro horrível, que desencadeará uma nova grande guerra na região. Israel tornou o impossível possível. Facções que lutavam ontem na Síria ou as forças afegãs e iranianas. Na verdade, eles poderiam juntar-se amanhã, para lutar contra Israel.

O presidente palestino, Mahmoud Abbas, já cancelou uma reunião agendada com Biden, citando o “massacre a sangue frio de civis” no ataque ao hospital em Gaza.

Os protestos também foram realizados em várias cidades turcas, incluindo Istambul, Malatya, Gaziantep e Kayseri.

Em Istambul, a maior cidade da Turquia, uma enorme multidão reuniu-se em frente ao consulado israelita, com alguns manifestantes a lançar fogos de artifício, a escalar a cerca de segurança e a tentar atear fogo ao edifício. Outros atiraram pedras e incendiaram uma bandeira dos EUA, informou a mídia local.

A polícia interveio, dispersando os manifestantes. Fahrettin Altun, porta-voz do Presidente Recep Tayyip Erdogan, apelou àqueles que desejam expressar “raiva justificada” pelas mortes em Gaza a respeitarem a lei e “preservarem o bom senso”.


“E ouvireis de GUERRAS e de rumores de GUERRAS; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores.  –  Apocalipse 13:16


AVISO PARA OS ASSINANTES DO BLOG: Para os leitores assinantes do Blog, que recebiam o link para acessar as postagens em seus endereços de E-Mail, solicitamos, por favor, que refaçam a sua inscrição aqui neste LINK: https://linktr.ee/thoth3126, devido à problemas técnicos e perda de dados que tivemos com a migração de servidor. Também avisamos aos nossos leitores que estamos preparando uma NOVA VERSÃO do Blog que em breve será disponibilizada para todos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *