Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

‘Jardim Europeu’: Paris infestada por Percevejos “sugadores de sangue”

O ministro da Saúde francês, Aurelien Rousseau, pediu ao público que permanecesse calmo em meio a uma aparente infestação de percevejos em Paris. Entretanto, os legisladores franceses estão preparando legislação para enfrentar o flagelo “sugador de sangue”. “Não há motivo para pânico geral, não estamos sendo invadidos por percevejos”, disse Rousseau à rádio France Inter na terça-feira.

‘Jardim europeu’, Paris infestada por Percevejos “sugadores de sangue”

Fonte: Rússia Today

“O que me preocupa é que as pessoas não sejam enganadas por empresas que as obrigam a pagar 2.000 ou 3.000 euros (2.100 ou 3.100 dólares)” para exterminar percevejos nas suas casas, acrescentou, acusando a indústria de controle de pragas de capitalizar o pânico.

Embora os percevejos tenham praticamente desaparecido em toda a Europa Ocidental em meados do século XX, eles ressurgiram em Paris nos últimos anos. Com a presença dos insetos nos trens e metrôs da cidade nas últimas semanas, a prefeitura apresentou uma queixa formal ao governo francês na semana passada, exigindo que ele tomasse medidas para acabar com a infestação.

“Esta é verdadeiramente uma emergência nacional. É um assunto endémico em todos os locais que recebem público”, disse o primeiro vice-prefeito de Paris, Emmanuel Gregoire, argumentando que era particularmente importante abordar a questão dos percevejos antes dos Jogos Olímpicos de Paris em 2024.

“Na minha época”, os assentos eram em #Skai (imitação de couro) portanto laváveis ​​e ainda assim confortáveis, em todos os trens e no metrô. Também é possível para assentos de cinema… Uma solução rápida de implementar?

https://twitter.com/DumitrescoA/status/1707635563962966257?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1707635563962966257%7Ctwgr%5Efd281ac985de472bc81ed15334bbf4763fac39e5%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fnoticias.uol.com.br%2Fultimas-noticias%2Frfi%2F2023%2F09%2F29%2Finfestacao-de-percevejo-de-cama-em-paris-preocupa-autoridades-a-dez-meses-da-olimpiada.htm

O Ministro dos Transportes, Clement Beaune, anunciou na semana passada que se reuniria com operadores de transportes públicos para resolver o problema dos percevejos.

O chefe do partido Renascença do presidente Emmanuel Macron na Assembleia Nacional Francesa, Sylvain Maillard, disse na terça-feira que os legisladores teriam um projeto de lei pronto no início de dezembro para acabar com o “flagelo  dos percevejos.

Maillard disse que seu partido trataria a questão como uma “prioridade” e apelou aos legisladores de esquerda e de direita para colaborarem no projeto.

Os percevejos nidificam em móveis e roupas macias, vindo à noite para atacar humanos adormecidos e se banquetear com seu sangue. Eliminar percevejos pode ser difícil e requer lavagem extensa de roupas e lençóis, aspiração e fumigação. Acredita-se que um décimo dos lares franceses tenha sofrido uma infestação de percevejos nos últimos anos.

Percevejo presente no hotel 4 estrelas Radisson Blue em Marne la Vallée. Disney Land. Inaceitável.

Como detectar os percevejos de cama? 

Durante o dia, esse tipo de percevejo costuma se esconder em pequenos espaços nos móveis – em estofados, sofás, pisos de madeira, rodapés, cantos de armários, molduras e camas. O inseto tem o corpo achatado, coloração marrom-avermelhada, mede de 4 mm a 7 mm, e se refugia, principalmente, nas bordas dos colchões, estrados, travesseiros, na roupa de cama e frestas próximas das camas. 

Ele é visível a olho nu quando já está na idade adulta. Os ovinhos são minúsculos, quase transparentes, mas procurando com uma lente de aumento têm a aparência de lêndeas de piolho.

Um relatório da Agência francesa de Segurança Sanitária (Anses), publicado em julho, indicava que em cinco anos, de 2017 a 2022, 11% dos domicílios franceses sofreram com uma infestação de percevejos de cama, segundo uma reportagem publicada nesta sexta-feira (29) no jornal Le Parisien.


0 resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *