browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Narrativa Covid é insana e ilógica … e talvez NÃO seja por acaso

Posted by on 02/01/2022

A narrativa da “pandemia de Covid” é insana. Isso está estabelecido há muito tempo neste ponto, não precisamos realmente entrar em como ou por que ela esta aqui. As regras não têm sentido e são arbitrárias, as mensagens são contraditórias, a própria premissa é absurda. Todos os dias, uma nova insanidade é lançada ao mundo e, enquanto muitos de nós reviramos os olhos, erguemos a voz ou apenas rimos … muitos mais aceitam, acreditam, e permitem que a narrativa continue, ad nauseam.

Talvez forçar as pessoas a acreditar em suas mentiras, mesmo depois de você admitir que está mentindo, seja a forma mais pura de exercer poder sobre as massas em PÂNICO.

Fonte: off-guardian.org – Por Kit Knightly

“Não apenas a validade da experiência, mas a própria existência da realidade externa foi tacitamente negada por sua filosofia. A heresia das heresias era o bom senso”. – George Orwell, “1984

Vejamos a situação no Canadá agora, onde o governo impôs um mandato de vacina aos profissionais de saúde , o que significa que só na Colúmbia Britânica mais de 3.000 funcionários de hospitais estavam de licença sem vencimento em 1º de novembro.

Como os governos locais responderam à falta de pessoal?

Eles estão pedindo aos funcionários vacinados com teste positivo para Covid trabalhem.

Quer você acredite ou não que o teste significa alguma coisa, eles teoricamente significam. Na realidade, eles tentam nos vender todos os dias, que o teste positivo significa que você é portador de uma doença perigosa.

Portanto, eles estão solicitando que pessoas supostamente portadoras de um “vírus mortal” trabalhem, em vez de permitir que pessoas não vacinadas, perfeitamente saudáveis, simplesmente tenham seus empregos de volta.

Isto é loucura, insanidade. Mas poderia algo ilustrar mais perfeitamente as prioridades daqueles que dirigem o jogo?

Já sabemos que não se trata de um vírus, não se trata de proteger o serviço de saúde e não se trata de salvar vidas. Todos os dias as pessoas que comandam [o “circus” da] a “pandemia” admitem isso por suas ações e até mesmo por suas palavras.

Em vez disso, parece ser sobre a aplicação de regras que fazem pouco ou nenhum sentido, exigindo conformidade ao preço da razão e perda das liberdades, traçando linhas arbitrárias na areia e exigindo que as pessoas as respeitem, fazendo as pessoas acreditarem em “fatos” que são comprovadamente falsos.

Mas por que? Por que a história de Covid é irracional e contraditória? Por que, por um lado, nos dizem para ter medo e, por outro lado, de que não há nada a temer ?

Por que a “pandemia” é tão completamente insana?

Você pode argumentar que é um simples acaso. O subproduto de uma narrativa em evolução multifocal, uma história sendo contada por mil autores ao mesmo tempo, cada um preocupado em cobrir seu próprio pequeno pedaço de agenda. Um carro com vários motoristas psicopatas lutando por um único volante.

Provavelmente há alguma verdade nisso. Mas também é verdade que o controle, o controle verdadeiro, só pode ser alcançado através da mentira.

Na psicologia clínica, um dos sinais diagnósticos para identificar um psicopata é que ele conta mentiras elaboradas, compulsivamente. Muitas vezes eles vão contar uma mentira, mesmo que a verdade seja mais benéfica .

Ninguém sabe por que eles fazem isso, mas eu tenho uma teoria, e ela se aplica aos grupos de pequenas mentes de ratos correndo nos esgotos do poder tanto quanto a qualquer monstruosidade individual. Se você quer controlar as pessoas, você precisa mentir para elas, essa é a única maneira de garantir que você tenha poder sobre elas na medida em que acreditam na sua mentira.

Se você está parado na estrada e eu grito “cuidado, um carro está chegando” , e você se move assim que um carro passa, nunca saberei se você se mexeu porque eu disse , ou porque realmente houve um carro .

Se meu interesse é garantir que você não se machuque, isso não teria importância para mim de qualquer maneira. Mas, e se meu único objetivo verdadeiro for a gratificação de ver você fazer o que eu digo, simplesmente porque eu disse isso ?

… bem, então eu preciso gritar um aviso de um carro que não existe, e assistir você se esquivar de uma ameaça imaginária. Ou, de fato, digo que não há um carro e observo você ser atropelado.

Só assim posso ver que minhas palavras significam mais para você do que a realidade perceptível , e só então sei que estou realmente no controle.

Você nunca pode controlar as pessoas com a verdade, porque a verdade tem uma existência fora de você que não pode ser alterada ou dirigida. Pode ser a própria verdade que controla as pessoas, não você.

Você nunca pode forçar as pessoas a obedecerem a regras que façam sentido, porque elas podem estar obedecendo à razão, não à sua força.

O verdadeiro poder consiste em fazer com que as pessoas tenham medo de algo que não existe e que abandonem a razão e de tudo o mais, como da sua liberdade, em nome de se protegerem da ameaça inventada.

Para garantir que você tenha controle, você deve fazer as pessoas verem coisas que não existem, fazer as pessoas viverem em uma realidade que você construiu em torno delas e forçar as pessoas a seguir regras arbitrárias e contraditórias que mudam dia a dia.

Para realmente testar sua lealdade, sua hipnose, você poderia até mesmo dizer a eles que não há mais nada do que temer, mas eles precisam seguir as regras de qualquer maneira.

Talvez seja esse o ponto. Talvez a história não deva ser verossímil. Talvez as regras não tenham sentido, devem ser obedecidas. Talvez quanto mais contraditórios e ilógicos os regulamentos se tornem, mais sua conformidade seja valorizada.

Talvez, se você puder forçar uma pessoa a abandonar o julgamento dela em favor do seu, você terá controle total sobre a realidade dela. Começamos com uma citação de Orwell, então vamos terminar com uma também:

O poder está em despedaçar as mentes humanas e colocá-las juntas novamente em novas formas de sua própria escolha. ”

Não é isso que estamos vendo agora? O que temos visto desde o início?

As pessoas que têm a mente quebrada e têm medo de algo que figuras em posição de poder contam não é assustador , seguir regras que dizem que não são necessárias , tomar “remédios” que sabem que não funciona [venenos QUE FUNCIONAM à longo prazo].

Talvez forçar as pessoas a acreditar em suas mentiras, mesmo quando se admite que está mentindo, seja a mais pura expressão de poder sobre a imensa massa de ignorantes MORTOS DE MEDO.


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é controle-mental-escravos-sistema.jpg

Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente. Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]. Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito “SUGERINDO” às pessoas para que “AMEM A SUA SERVIDÃO” ao invés de açoita-los e chuta-los até obter sua obediência“. – Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984”


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.