browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

O “Povo das Estrelas” e os peles Vermelhas

Posted by on 08/04/2020

As culturas dos povos nativos peles vermelhas norte americanos não têm medo de extraterrestres. Aqui está o por quê: 

Antes dos intrépidos e gananciosos europeus “descobrirem” as Américas, essa terra era povoada por uma variedade de culturas que englobavam milhões de almas. Infelizmente, a quase aniquilação dos nativos peles vermelhas americanos também significou o desaparecimento de conhecimentos antigos sobre os “povos das estrelas” que talvez nunca mais possamos recuperar.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

As culturas profundamente espirituais recordam uma época em que “as pessoas das estrelas” interagiam livremente com membros da espécie humana.

Fonte: http://www.theeventchronicle.com/galactic/native-american-cultures-no-fear-extraterrestrials-heres/#

Portanto, é afortunado que os esforços dos sobreviventes incluíram a passagem de histórias desde tempos imemoriais e muitas dessas conversas sobre os seres “Star People” (Povo das Estrelas), um termo que agrupa vários seres que vieram dos céus para compartilhar uma conexão com humanos que eram dignos de seus ensinamentos.

O mundo antigo estava em contato com uma multidão de extraterrestres avançados, como evidenciado pela rica coleção de histórias detalhando essas interações. Muitas culturas separadas por milhares de anos referem narrativas de objetos voadores e tecnologia tão avançada que poderia ter sido mágica. Essas histórias são particularmente fortes no mito das tribos nativas americanas.

“O meu povo conta sobre as pessoas das estrelas que vieram até nós durante muitas gerações”, escreve Richard Wagamese, do Wabaseemoong First People. “As pessoas das Estrelas trouxeram ensinamentos espirituais e histórias e mapas do cosmos e eles ofereceram estes conhecimentos livremente. Eles foram gentis, amorosos e foram um excelente exemplo. Quando eles nos deixaram, meu povo diz que houve uma solidão como nenhuma outra “.

Ele continua:

“Se o povo das Estrelas (Star People) contataram os Ojibway, para onde eles foram? De onde eles vieram? Quem trouxe ensinamentos para eles? Que magia científica eles possuíam que lhes permitiu fazer uma jornada tão incrível – e isso é possível para nós? “

O pacífico povo Hopi acreditava que seus antepassados ​​vieram das Plêiades e o comportamento geral dos alienígenas Pleiadianos se reflete no estilo de vida Hopi. Isso significa que suas histórias de gênese contêm a verdade nelas? É claro que sim. As lendas dos Dakota fazem referência ao mesmo grupo de estrelas – Tiyami como as chamaram – como sendo a casa primordial de seus antepassados.

Da mesma forma, os Cree acreditavam que em um tempo antes da história, seus antepassados ​​chegaram das estrelas em forma de espírito, apenas para se tornarem humanos na Terra. As lendas nativas do povo Lakota falam de misteriosos seres celestiais que se manifestavam como esferas da luz e muitas vezes escolheram crianças particulares para seguí-las em uma jornada pelo espaço e pelo tempo.

Os nativos norte americanos percebem a questão da visitação alienígena e até mesmo o seqüestro de maneira mais espiritual, como explica o autor Cree dos prados, Stephane Wuttunee, em um artigo sobre OVNIs:

[Meus povos] “dão uma atenção muito maior à busca da compreensão espiritual das coisas ao invés de seguir a” verdade “como fazem as pessoas das culturas dominantes. Isso faz parte da razão pela qual tendemos a ficar de pé e a ver ou a ouvir primeiro ao invés de fazer perguntas ou tomar uma abordagem rígida e direta”.

Crescendo em uma comunidade bem unida, Wuttunee ouviu atentamente as histórias transmitidas pelos Anciãos de sua tribo. Eles falaram de “relações distantes e dos povos Star People que vivem entre as estrelas muitas vezes, principalmente em torno de fogueiras e durante cerimônias tradicionais”.

“Longe de ser qualquer coisa para se temer, o Star People (Povo das Estrelas) era apenas outro termo que eu cresci ouvindo a respeito”, escreve Wuttunee. “Lembro-me de ouvir com admiração e fascínio pelo pensamento de nós ter relações com seres que viveriam fora do nosso mundo, e às vezes falamos com eles em nossos momentos silenciosos durante a noite. Eu queria saber quem eram e o como eles se pareciam, se eles tinham famílias como nós, etc. […] Não foi até os meus anos de adolescente, mais tarde que eu descobri que pessoas das culturas dominantes estavam falando sobre o mesmo “povo” como os mais velhos de nossa raça fizeram, embora o senso de percepção de cada um desses lados parecesse radicalmente diferente um do outro”.

Você suspeita que essas palavras sejam o resultado de antigas tradições manchadas pelo recente fenômeno alienígena antigo? Parabéns por ser um pensador crítico, mas os nativos americanos têm mencionado “escudos voadores” por um longo período de tempo em sua história.

Ancião Black Elk

Black Elk (1863-1950), um homem santo do povo Oglala dos Lakota, que viajou com o Wild West Show de Buffalo Bill quando era jovem, descreveu uma de suas experiências, muito antes de o fenômeno OVNI ter se tornado bastardizado por meios de comunicação de massa modernos:

“Então, quando eu fui em busca da visão, esse disco apareceu de cima. Os cientistas hoje chamam isso de …Objeto Voador não identificado , mas isso é uma piada, veja? Por não serem treinados, perderam contato com a sabedoria, o poder e com o presente”.

“Então esse disco pousou em cima de mim. Era côncavo, e havia outro em cima disso. Estava em silêncio, mas acendeu e iluminou-se como luzes de néon. Mesmo as minhas vestes sagradas foram iluminadas, e aqueles laços de tabaco ali iluminados como pequenas lâmpadas”.

“Então essas pessoas pequenas vieram, mas cada grupo pequeno falou uma língua diferente. Eles podiam ler mentes e eu podia ler suas mentes. Eu poderia ouvi-los. Então houve uma comunicação silenciosa. Você poderia ouvi-lo, como quando você lê símbolos silenciosos em um livro. Então, fomos capazes de nos comunicar … Eles são humanos, então eu os acolhi. Eu disse: “Bem-vindo, bem-vindo …”

Aqui temos o testemunho escrito e inequívoco de uma figura fundamental na cultura Sioux, um homem lendário que era o primo de Crazy Horse, contando-nos sobre sua interação com seres extraterrestres a bordo de seu OVNI luminoso.

Sem exceção, todas as tribos nativas americanas promovem uma conexão umbilical com a Mãe Terra. Eles se vêem como os “cuidadores originais” de nosso planeta e lamentam o caminho para a destruição em que estamos atualmente. Muitas figuras tribais vêem isso como a principal razão por trás do enfraquecimento do vínculo entre a humanidade e o povo das estrelas.

 

Mas, ao mesmo tempo, isso implica que uma mudança global em nossa atitude em relação ao local que chamamos de casa (nossa interação com a Mãe Terra) poderia reavivar essa conexão cada vez menor. Então, talvez seja aí que estão todos os bons alienígenas: fora da nossa vista, esperando que entremos em nossos sentidos mais internos para encontrar a porta de acesso até eles.

No filme a seguir, os líderes tribais nativos americanos falam pela primeira vez sobre seu conhecimento secreto do Star People, conhecimento que foi repassado por milhares de anos. Foi revelado em um sonho entre os anciões das Tribos (Tribal Elders) que agora era o momento para as tribos romper seu silêncio e compartilhar seu conhecimento escondido do Star People: os visitantes de outros mundos. Neste filme, você vai encontrar pessoas com experiências de primeira mão com ETs e ouvir histórias incríveis do desconhecido e testemunhar por você mesmo, um evento misterioso que ocorreu nos céus: para alguns, um sinal visível do Star People, de que não estamos sozinhos.

Este documentário fascinante foi criado pelo cineasta Bill Cote, vencedor do prêmio Emmy, que também nos brindou com The Mystery of the Sphinx, The Mysterious Origins of Man e The Mysterious Stone Monuments of Markawasi Peru, todos disponíveis para visualização na UFOTV® aqui no YouTube.


Muito mais informações, leitura adicional:


  • “NÃO ANDE ATRÁS DE MIM, TALVEZ EU NÃO SAIBA LIDERÁ-LO.
  • POR FAVOR, NEM ANDE EM MINHA FRENTE, TALVEZ EU NÃO SAIBA SEGUI-LO.
  • ANDE AO MEU LADO PARA QUE JUNTOS POSSAMOS CRESCER E GALGAR OS DEGRAUS DA ELEVAÇÃO DA CONSCIÊNCIA.”  –   Provérbio Sioux

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

phi-golden-ratiowww.thoth3126.com.br

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.