Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Papa Francisco afirma que não há Emergência Migratória na Europa – sugere que o ‘Individualismo’ é o problema

Se quisermos perceber o verdadeiro veneno em jogo na metodologia da desconstrução, olhemos para ele no contexto da imigração ilegal e em massa no hospício ocidental europeu. A desconstrução argumenta, essencialmente, que qualquer verdade pode ser dividida em várias partes e remontada para expressar um significado completamente diferente. Portanto, não existe verdade, apenas a forma como as pessoas são ensinadas a perceber as várias partes da verdade, e isso pode ser mudado com o tipo certo de condicionamento

Papa Francisco afirma que não há Emergência Migratória na Europa – sugere que o ‘Individualismo’ é o problema

Fonte: Zero Hedge

No caso da imigração ilegal, as populações ocidentais estão sendo ensinadas que o caos e a instabilidade que testemunham são na verdade uma “oportunidade” para darem a outra face e abraçarem a virtude da vitimização. 

Simplesmente aceite que a migração em massa de pessoas de culturas incompatíveis vai acontecer, veja isso como um presente que lhe permite gastar seu trabalho arduamente ganho e suas realizações dando caridade a pessoas que só apareceram com a promessa de esmolas gratuitas, e então você ganhou e não precisa mais ficar bravo com isso.

Isto é, sob a filosofia da desconstrução não se resolvem problemas; você tem que mudar a maneira como percebe os problemas até não vê-los como problemas. É claro que a verdade objetiva existe fora da percepção humana, e cada pessoa desonesta ou esquizofrênica no mundo vê as coisas de forma muito diferente da norma – isso não significa que a sua versão dos acontecimentos seja válida.

O que Jorge Mario Bergoglio (Papa Francisco) prega não é o cristianismo, mas uma falsa narrativa de desconstrução cuidadosamente elaborada, escondida atrás da máscara de alguma espiritualidade. Durante a sua recente visita a França, o Papa envolveu-se numa certa manipulação, alegando que a Europa não enfrenta uma emergência migratória porque os europeus só precisam olhar para a situação de uma forma diferente. Deve ser mencionado que o Vaticano também não ofereceu o seu vasto patrimônio como local para acolher os migrantes que chegam à Europa.  

O Papa Francisco sugeriu que o verdadeiro problema era o “egoísmo exasperante do individualismo” [especialmente o da sua “santa” igreja romana]. A mensagem é relativamente clara: basta conformar-se com as exigências do globalismo e assimilar-se na colmeia; quanto mais você revida, mais vai doer.

A mensagem altamente política do Papa surge depois de que vários governos europeus, incluindo a França, terem adotado uma rara posição de linha dura contra a imigração em massa de africanos. Os migrantes, na sua maioria provenientes da África, já estão causando estragos na Itália e na Ilha de Lampedusa, e representantes, incluindo os de França, estão finalmente agindo para estabelecer restrições. 

A França diz que não aceitará mais migrantes de Lampedusa, enquanto a Itália e a França estão a deliberar sobre um bloqueio naval para evitar que quaisquer futuros barcos abarrotados de migrantes cheguem às costas europeias. 

Tal como cobrimos na semana passada, quase uma década de políticas de fronteiras abertas por parte de líderes socialistas e liberais “acordados” causou um aumento exponencial da criminalidade, que esses mesmos líderes tentaram esconder usando estatísticas deturpadas, omissões em relatórios policiais e bloqueios de comunicação social. 

Não se deve ignorar a crescente incerteza econômica na UE, que deixa pouco espaço para a caridade, especialmente para os mais de 23 milhões de refugiados não cidadãos que residem agora na região.

Os europeus cansaram-se da desinformação e da manipulação, e isto alimentou uma crescente mudança pública para a direita conservadora. É evidente que isto alarmou certos interesses globalistas – a vinda do Papa a França para mentir sobre a crise migratória e atacar o individualismo conservador (ou a proteção do patrimônio cultural e moral) é um alarme estridente de que eles não gostam dos desenvolvimentos atuais e querem que a programada desestabilização da Europa [e também dos EUA, com suas fronteiras ao sul abertas] continua. 

Tenha em mente que este é o mesmo Papa que se juntou ao Conselho para o Capitalismo Inclusivo, um projeto liderado por ninguém menos que Lynn Forester de Rothschild [sim os ratos estão saindo de seus covis] que inclui uma série de grandes bancos [khazares], interesses empresariais internacionais, o WEF, dos psicopatas Schwab e Harari, [ambos khazares] a ONU, et caterva, no que parece ser o início de um governo elitista corporativo aberto.

A CIC [Conselho para o Capitalismo Inclusivo] é um veículo para impulsionar a socialização global de todas as economias no quadro daquilo que o WEF chama de “Capitalismo das Partes Interessadas” e a “Grande Reinicialização”. 

Opera com base na filosofia de que as empresas devem participar na engenharia social, que as economias precisam deixar de usar dinheiro, que todas as religiões precisam de se combinar numa única entidade e que as fronteiras nacionais precisam de ser dissolvidas.  

A associação do Papa e da “santa” igreja romana com os oligarcas psicopatas do clube globalista de primeira linha pode ajudar a explicar os seus esforços para minar a segurança europeia e pressionar o público a submeter-se à estratégia Cloward-Piven no seu seio. Seus esforços darão frutos? 

Até agora parece improvável. Mesmo os líderes de extrema-esquerda como Macron têm de reconhecer que os cidadãos estão despertando e afastam-se do programa progressista, em grande parte devido a anos de migração desruptiva e destrutiva.


Um pedaço de rocha, atirado por “uma mão” em breve cairá sobre a cidade de Roma [na Itália, cujo território lembra “UMA PERNA HUMANA”] destruindo a “cidade eterna” [Vaticano incluso], um símbolo da arrogância e estupidez humanas. Este evento será muito em breve ….

“Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente.  Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo[uma verdadeira profecia publicada em 1932].  Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que e prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito sugerindo às pessoas que amem sua servidão ao invés de açoita-los e chutando-os até à obediência. ” – Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984”


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *