browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Visão Remota (R.V.) viagem no tempo/espaço em Consciência, pelo Dr. Courtney Brown PhD (5)

Posted by on 20/11/2021

Visão Remota (do termo original em Inglês Remote viewing (RV) é a prática de se buscar impressões de um alvo distante e fora do alcance da visão física dos olhos humanos, utilizando meios paranormais. A “visão” seria a impressão pessoal adquirida pelo observador a respeito do assunto. A  R.V.clássica é feita em tempo real, com a possibilidade de cruzar a linha temporal e ser remetida ao passado ouao futuro (Uma viagem no tempo). O Dr. Courtney Brown, ao trabalhar com RV diz que o que eles fizeram foi dar ao mundo uma prova CIENTÍFICA positiva absoluta, em condições de laboratório, da EXISTÊNCIA da ALMA humana, algo que os militares com quem ele trabalhou no projeto não conseguiram “assimilar” ! Um dos principais “alvos” do projeto foi analisar o Planeta MARTE. O governo dos EUA financiou a pesquisa patrocinada pela Agência Central de Inteligência (C.I.A.) e pela Agência de Inteligência de Defesa (D.I.A.)

 

A Visão Remota (Remote Viewing), pelo Dr. Courtney Brown PhD

Fonte:  https://www.bibliotecapleyades.net/vision_remota/esp_visionremota_28a.htm

Convidado em destaque: Dr. Courtney Brown , PhD

Transcrito por: PJ Gaenir –  Notas do Transcritor : Esta transcrição é literal. Algumas limitações baseadas na transferência de áudio real do site e na audibilidade de gravação estão incluídas. Esforços foram feitos para serem precisos. Os pontos de interrogação indicam algo que não pôde ser decifrado (ou, em alguns casos, escrito).

ART BELLO convidado desta manhã, o Dr. Courtney Brown , PhD, professor Brown, da Emory Universitytambém tem uma página da Web. Quando você for à minha página da Web hoje de manhã para obter uma dessas fotos de Crop Circles, sem dúvida, e deseja conhecer o livro Cosmic Voyage: A Scientific Discovery of Extraterrestrials Visiting Earth , sobre a Visualização remota, temos um link, como normalmente fazemos, devido à atenção do meu webmaster, Keith Rowland. Você verá esse link e poderá pular para a página da web do bom médico … 


[ Continua a transcrição da entrevista de rádio dada à Art Bell ] PARTE 5:


ART BELL: De volta com o cientista, professor Dr. Courtney Brown que é o meu convidado. Ele dirige o Instituto Farsight. Ele é professor titular de doutorado na Emory University e é um visualizador remoto e pesquisador do assunto. Professor, suponha que alguém fosse ao Novo México com grandes equipamentos de escavação e explosivos e testasse a sua teoria –

DR BROWN: Bem, esperamos que isso não aconteça. Você sabe, se eles realmente tentassem extrair fisicamente a base marciana, penso que o governo se envolveria, além disso, é um parque nacional, algo que não fosse permitido que você soubesse, um parque nacional é o lugar perfeito para tal situação {Bell: Isso é verdade.}

Poucas pessoas, é um estado de baixa densidade demográfica, e é um Parque Nacional, a única coisa com que eles precisam se preocupar são os mochileiros – entenda que os marcianos têm uma capacidade tecnológica que não está muito longe para a nossa,  – os ETs, os Greys – a propósito, já passamos quatro horas e nem “começamos” a falar sobre os Greys, e você não “acredita” na história deles, [?] é uma história extraordinariamente interessante – – 

ART BELL: Está na minha lista –

DR BROWN: – Sim, mas deixe-me apenas mencionar que de alguma forma os greys tem uma capacidade tecnológica de mudar de fase, algo vibracional ou outro estado da matéria, para que eles possam atravessar, ir através de qualquer estrutura física. As espaçonaves ETs não precisam de um túnel para atravessar rochas. Eles apertam um botão e passam ATRAVÉS da rocha. No fenômeno do seqüestro, na literatura sobre, seqüestros, abduções, por exemplo, as coisas que John Mack escreveu (Bell: passar direto através das paredes…).

Ele escreve extensivamente sobre como os ETs passam as pessoas abduzidas pelas paredes {Bell: Certo.}, Janelas, elas nunca abrem as janelas {Bell: Isso mesmo.} E, a realidade é que, para os marcianos chegarem à sua base, eles estão voando em UFOs, eles estão pilotando suas naves, eles apertam um botão, eles atravessam a montanha e depois desligam quando entram no hangar, embaixo da montanha, é um lugar perfeito, a única coisa do que eles têm que se preocupar são os mochileiros.

Portanto, certamente é um lugar bom o suficiente para um centro de processamento, pois, nos próximos anos, poderá demorar alguns anos, enquanto estamos resolvendo as coisas, mas na visão remota, eu tenho um capítulo sobre isso no livro Cosmic Voyage , a visão remota feito sob condições totalmente cegas e controladas por laboratório do futuro dessa base, é que, eventualmente, é um, um túnel é criado para entrar na base e se torna um centro de processamento de imigração. {Bell: OK.}

E assim você sabe, um túnel é feito, trilhos de trem são colocados nele, quero dizer, entrada e sada de naves avançadas pode ser bom para os marcianos, mas quando se trata de humanos colocando pessoas dentro e fora de um centro de processamento, centro de processamento de imigração, teremos túneis e, você sabe, veículos que podem entrar e sair normalmente. 

ART BELL: OK. Como o tempo é curto, quero perguntar – eu tive Graham Hancock no meu programa. Richard Hoagland no meu programa. E inúmeras outras pessoas que tenderiam a verificar muito do que você está dizendo. Então, eu tenho que perguntar a você sobre as pirâmides {Brown: {inaudíveis enquanto os dois falam ao mesmo tempo} – espere agora, espere agora – as pirâmides de Marte, o rosto de Marte e o que temos em Gizé, e como isso se relaciona com o que você está nos dizendo, se isso acontecer.

faceemMarte

A Face em Marte na foto do quadro 35A72 da sonda Viking. Têm uma milha (1609 metros) do ápice da cabeça à ponta do maxilar.

DR BROWN: Bem, o complexo de construções de Cydonia em Marte, onde estão as pirâmides é, assim como a face gigante esculpida e assim por diante, essas são claramente as ruínas de uma cidade marciana muito antiga , enviamos pessoas para lá o tempo todo, é um dos nossos lugares favoritos para enviar pessoas, porque é um alvo tão claro que as enviamos de volta no tempo em que o local estava realmente ocupado e, na verdade, você vê pessoas andando por alí, pessoas (marcianos) fazendo coisas.

Você pode realmente ver a cidade consternada quando um vulcão entra em erupção nas proximidades {Bell: Sério?}, Sim, quando o, é um, é como Pompéia quando, quando o vulcão entra em erupção, mas também quando os problemas climáticos começam a ocorrer , você vê a destruição da região, porque eles não tinham alta tecnologia naquela época. E então eles foram real e terrivelmente afetados.

ACIMA e ABAIXO: UM DIAGRAMA DA REGIÃO DE CYDONIA EM MARTE E AS CORRELAÇÕES ENTRE AS RUÍNAS QUE NÃO SÃO NATURAIS, REPRESENTAM A EXECUÇÃO DE UM PROJETO DE UM COMPLEXO DE EDIFÍCIOS CALCULADO  CONSTRUÍDO INTELIGENTEMENTE.

E isso existente em Marte, na região de Cydonia é claramente as ruínas do que restou de uma cidade. Então, essas são – [?] Então, o que Richard Hoagland e outros estão dizendo sobre aqueles que estão vendo as ruínas é verdade. Essas são ruínas. E isso é muito a curto prazo, você não precisará esperar que seus filhos e netos saibam disso, você saberá isso em sua própria vida. 

Agora, outra coisa é que Marte e o Egito parecem muito, muito paralelos, porque de fato temos uma Esfinge, temos pirâmides e assim por diante, e precisamos lembrar que a palavra Cairo, a raiz da palavra Cairo, em árabe, é  Marte, Cairo significa Marte, essa palavra é a raiz árabe para Marte.

E existe um tremendo paralelo na cultura entre os egípcios há cinco mil anos e os antigos marcianos que foram destruídos. Pode haver uma ligação muito específica entre Marte e a antiga cultura egípcia. Não conheço esse link, não temos, apenas temos, estamos tentando atrair mais espectadores remotos para resolver muitos desses problemas, mas não acredito mais em coincidências, há semelhanças coincidentes suficientes para me fazer pensar que certamente vale uma boa olhada, porque a palavra Cairo significa Marte, as pirâmides, a face gigante, o mesmo tipo de coisa, as mesmas ruínas, é uma reminiscência e coincidência demasiada – 

ART BELL: Então, esses serão alvos.

DR BROWN: Sim, esses – mas algo assim precisa ser resolvido em um projeto, e um projeto significa um monte de visualizadores remotos {Bell: eu entendo.} Visualização remota de algo sob controle rigoroso – e você está lidando com profissionais neste momento, não apenas estagiários. {Bell: Certo.}

A “FACE” em Marte, em Cydonia e o ”trabalho” da NASA de “borrar” a imagem ao longo dos anos, desde a sua descoberta em 1976 pela sonda Viking.

Os estagiários têm experiências e divulgamos isso, e os publicamos na Internet, mas muitos desses projetos exigem profissionais trabalhando – e estamos conseguindo assim, deixe-me dizer que há muitas pessoas em nosso Programa de Profissionalização, depois ao fazer o Farsight Voyager , o primeiro curso intensivo de uma semana, há muitas pessoas que você conhece, que ficaram nele e estão participando do Programa de Profissionalização.

Todo mundo que faz o curso, até agora, absolutamente todas as pessoas tiveram resultados muito claros de visualização remota, mas o ponto é que queremos que muitas dessas pessoas continuem e se tornem profissionais, e tantas que sejam intuitivamente orientadas ou atraídas, queremos que eles se tornem professores, queremos que se tornem melhores do que nunca, queremos que eles sejam melhores do que eu, você sabe, todas as novas gerações de espectadores remotos serão melhores do que a geração anterior.

Então, estamos tentando fazer você saber que este Instituto se expandiu o máximo possível. Sabemos que o futuro do Instituto é muito brilhante, porque sabemos que as coisas que já estão na imprensa, Viagens Cósmicas, coisas assim, são coisas que estão no horizonte muito próximo para serem verificados. Você sabe que a única coisa é que conhecemos os resultados da visualização remota há muito tempo.

Os laboratórios têm evidências sólidas de que a visualização remota é uma capacidade operacional há três décadas. Mas isso não prejudica a população planetária. Cientistas e outros foram capazes de simplesmente desconsiderá-lo e dizer que a RV não é relevante, ou simplesmente dizer que não aconteceu, como apenas ignorá-lo, mas a razão pela qual a Viagem Cósmica é tão importante quanto um livro é porque a RV funciona, porque não é mais um truque de salão.

Foto do que parece ser uma caveira alienígena na superfície de Marte

Agora, visualização remota, uma demonstração de quem somos como seres compostos [matéria e espírito], a visualização remota agora é usada para dizer algo antes que o fato realmente ocorra, e quando as coisas reais dos ETs realmente forem públicas, em um futuro próximo quando todos realmente saberemos, o planeta inteiro falando sobre nossos vizinhos interplanetários, então todo mundo dirá, uau, a visão remota realmente não é um truque de salão, a consciência realmente importa, essas coisas eram conhecidas e publicadas antes de realmente sabermos – isso significa que a compreensão de quem nós somos como seres, a natureza de nossa alma, deixa o reino dos ociosos e inevitavelmente entra no reino da mídia mainstream, e essa é uma das mudanças planetárias mais emocionantes e transcendentais que vamos ver. 

ART BELL: Os Greys. Vamos falar deles. Quem são eles?

DR BROWN: Esses Greys são interessantes. Você sabe, eles tem uma má reputação. O que aconteceu com os Greys  foi que a literatura sobre seqüestros iniciais estava cheia de histórias de horror sobre como eles estavam abduzindo e seqüestrando pessoas no meio da noite, realizando experimentos ginecológicos e neurológicos, procedimentos cirúrgicos, e …- 

ART BELL: São eles?

DR BROWN: Bem – de certa forma, mas a realidade é que agora sabemos o quadro todo. Veja, quando fomos apresentados ao Greys, em 1947 ,  quando na verdade aconteceu o acidente de ROSWELL, enviamos pessoas para lá sob condições totalmente cegas porque era um alvo tão interessante porque realmente houve um acidente com espaçonave dos greys. Podemos encontrar agora, ocasionalmente, até os destroços, onde estão as partes restantes, quais são os laboratórios e coisas assim.

A questão é que, em 1947, quando o governo descobriu sobre os Greys, os militares e o governo foram colocados entre uma parede e uma escolha difícil. O que os militares poderiam dizer ao Presidente Truman e a todos os outros presidentes depois? Eles poderiam dizer:

“Bem, olhe, senhor presidente, você pode dizer às pessoas no rádio ou na televisão ou o que quer que seja que os ETs estão aqui. Eles têm uma tecnologia extraordinariamente avançada. Basicamente, somos indefesos. nossos cidadãos podem não gostar particularmente. Ah, e a propósito, Sr. Presidente, a única outra coisa que você poderia dizer a eles é que todos podem entrar em pânico a seu próprio critério. “

E todo presidente dos EUA desde Truman disse a mesma coisa: não vou falar ao público sobre isso. 

ART BELL: Bem, eu também não.

DR BROWN: Você tem que me dar algo melhor, deve haver alguma esperança no final deste túnel, e uma das principais razões para a Cosmic Voyage é dar a outra extremidade da imagem, fornecer as informações que estavam disponíveis. faltando em 1947, então agora sabemos que, na verdade, não estamos sendo invadidos por espécies hostis, se é que os Greys são, são “tão úteis” [??] para nós quanto para os marcianos, são o calvário, o corpo de resgate, mas a realidade é que os Greys são uma espécie “extremamente interessante”, “extremamente” benigna [??] e útil.

Agora deixe-me explicar. Eles tiveram muita, divulgação muito ruim na imprensa. E a razão é, porque eles são tão diferentes de nós. Vamos voltar. Os Greys, ao contrário dos marcianos, eles mesmos destruíram seu próprio mundo natal. Não foi um holocausto interplanetário que não era de sua autoria, eles SÃO muito parecidos conosco, exceto que eram, eles não tinham as limitações que nós temos, que eram completa e telepaticamente conscientes, mesmo naquela época, mas eles eram muito parecidos conosco, porque eles destruíram seu próprio planeta natal.

Eles basicamente mataram seu próprio planeta através de maus tratos ao seu meio ambiente, pela ganância, o egoísmo, etc. E o que aconteceu é que eles tiveram que ir para a clandestinidade para sobreviver. Não muito diferente do que enfrentaremos daqui a alguns anos – na verdade, menos do que isso,  – mas, o ponto é que eles tiveram que ir para a clandestinidade e,  os [?] por uma questão de sobrevivência, eles tiveram um colapso nervoso coletivo.

Eles tinham – bem, agora temos que começar a mexer com nossa ciência, com nossos genes. Bem, seria melhor se fôssemos um pouco mais baixos, porque é difícil andar por esses túneis. Seria melhor se tivéssemos olhos maiores, não há muita luz nos subterrâneos. E então eles começaram a dizer bem, como seres menores são mais difíceis de dar à luz, é melhor começarmos a criar nossos fetos em tubos, em grandes úteros artificiais [através da clonagem].

E então eles começaram a dizer:

“Bem, olhe, estamos ficando bons nesse negócio de manipulação genética, por que não resolvemos o problema em primeiro lugar. Por que não nos livramos das “emoções desenfreadas”, da ganância que temos e de tudo o que nos dirigia?”

E então eles fizeram o seguinte: Você sabe quando tem uma experiência feliz?

Você tem moléculas felizes que são criadas eletroquimicamente em seu cérebro. Quando você tem uma experiência infeliz, tem moléculas infelizes criadas. É por isso que um clima demora um pouco para se dissipar, porque as moléculas ainda estão por aí. E os Greys disseram:

“Vamos mudar nosso cérebro, geneticamente, para que tenhamos apenas a resposta eletroquímica a qualquer estímulo que recebermos. E tentaremos avançar espiritualmente”.

Eles se realizaram, no sentido de que sabiam que eram seres compostos. “Vamos tentar avançar no reino espiritual e nos livrar de toda a raiva, toda a hostilidade, tudo” – eles até se “livraram do amor”[?????]. No nível eletroquímico. E o que eles têm é basicamente uma sociedade que não é tão [?] diferente da raça do personagem Spock, da série Star Treek.

Cérebros eletroquímicos que produzem apenas uma resposta benigna a qualquer coisa que lhes aconteça, e evoluíram espiritualmente [??????], tremendamente – mas eles perceberam que estavam em um beco sem saída, um beco sem saída, a razão para eles serem seres compostos , físicos e espirituais, era para que eles pudessem experimentar algo no reino físico. E então, eles perceberam que, a menos que tivessem mais flexibilidade emocional em suas mentes, não poderiam ser como alguns dos grandes seres que descobriram no reino não físico.

Eles precisavam experimentar mais. No entanto, eles estavam com medo de voltar ao seu próprio passado. Eles estavam aterrorizados com sua própria “genética” passada [nota de Thoth: na realidade, estavam preocupados com TODO O CARMA por eles criados ao destruírem inúmeros sistemas planetários …]. Porque foi isso que os levou a esse problema, ao “colapso nervoso” coletivo em primeiro lugar. Eles foram para a Federação Galáctica . Tudo isso é explicado em detalhes, ponto a ponto, no livro Cosmic Voyage: A Scientific Discovery of Extraterrestrials Visiting Earth.

E eles foram para a Federação Galáctica, serviram como membros destacados da Federação para muitos projetos, incluindo o resgate dos marcianos, por um longo tempo, e finalmente, finalmente, enviaram, foi como pedir uma concessão da National Science Foundation , enviaram sua própria expedição, para obter ajuda em um projeto de melhoria genética. E eles escolheram o nosso planeta, a Terra, porque existe uma variedade enorme de variação genética neste planeta. E eles se inscreveram na Federação Galáctica e disseram: queremos  permissão para ir até lá e usar o pool genético? Eles receberam a concessão pela Federação Galáctica.

Eles receberam permissão. E então, eles chegaram aqui, e o que eles fazem, você precisa entender, nós estávamos vivos antes de estarmos vivos, estamos vivos antes de sermos corpos físicos. Eles andam por aí, testemunhamos isso inúmeras vezes, andam por aí e pessoas, seres humanos ou seres pré-humanos, pessoas antes de serem seres humanos físicos, são voluntários.

E eles dizem, inúmeras vezes vimos isso, e os Greys pedem permissão. E as pessoas se voluntariam e dizem:

“Como eu sou um ser humano físico, de bom grado vou participar desse chamado fenômeno de abdução, para que você possa obter alguns dos genes para ajudar a elevar a sua espécie”.

A propósito, eu tenho que dizer, antes que o comercial aconteça, eu tenho que lhe dizer, nós temos que chegar a isso na próxima meia hora, o projeto funciona. É uma das mais belas transformações das espécies que alguém já testemunhou, e o ponto é que muitos humanos se ofereceram antes de serem humanos, sabendo muito bem que quando eram, quando se tornaram humanos, por causa da limitações que nos auto-impusemos em relação à nossa própria genética, que não lembraríamos da experiência.

E quando você realmente tem uma experiência de sequestro/abdução, não se lembra que de fato deu permissão , mas os Greys são quase cômicos, da maneira que pedem permissão para “tudo”, e o ponto é que, quando remotamente vemos, digamos, por exemplo, uma mulher, mas isso também acontece com os homens, mas uma mulher, sendo sequestrada, transportada até uma nave Grey, tendo procedimentos ginecológicos em andamento e fetos entrando e saindo e assim por diante, se você colocar um medidor no cérebro eletroquímico dela, é como se estivesse no medidor, ele quebraria o medidor, pânico, caos, horror, tudo: mas o visualizador remoto pode ir mais fundo, e nós, muitas vezes, você vai no componente do subespaço, o aspecto espiritual da pessoa, da alma e você encontra êxtase, a razão da existência, a realização do propósito, e isso não faz sentido!

E então o espectador remoto precisa voltar no tempo, antes de a pessoa nascer, e você encontra um ser totalmente consciente dizendo: “Eu participei”. 

ART BELL: Tudo bem. Espere aí mesmo, já volto. O cientista, professor e Dr. Courtney Brown é meu convidado. Haverá mais. [PAUSA] 

ART BELL: Voltamos agora para o Doutor, Brown. Doutor, eles querem que você fale mais sobre os Greys, tenho alguns telefonemas que quero muito ouvir, mas quero perguntar, de onde são os Greys?

DR BROWN: Eles são de outro planeta. Eles claramente não são humanos futuros. Eles são de outro sistema estelar em nossa galáxia . Não estamos lidando com galáxias distantes. A propósito, precisamos entender algo que é muito emocionante.

Em uma das sessões de visualização remota que estavam introduzindo esse conceito, nós o obtemos mais detalhadamente, mas a visualização remota sobre a qual escrevi no livro Cosmic Voyage , uma das sessões de visualização remota indicou que, quando chegamos à sede da Federação Galáctica , na verdade tivemos uma entrevista, a visualização remota militar nunca foi interativa, sempre foi apenas do tipo – eles desconsideraram qualquer interação que foi basicamente o que aconteceu, mas chegamos ao ponto em que, na verdade, contato com seres telepaticamente capazes, na verdade você pode obter informações do passado e para a frente, do futuro, ao fazer a visualização remota.

Os profissionais de RV podem, e o que descobrimos foi que a Federação Galáctica realmente precisa de nós, não somos (a humanidade) apenas crianças que saem de creches, há realmente um papel para nós desempenharmos aqui, a Federação Galáctica ainda não”se espalhou por toda a galáxia, e existe, literalmente, como na série Star Trek {Bell: De alguma forma, não estou surpreso com isso.}, a Federação está se expandindo, e há, você sabe, e ela esta literalmente [ ?] exploração e coisas assim – 

ART BELL: De alguma forma, não estou surpreso. O que você parece sugerir, porém, é que, geneticamente, sem adulteração, sem alterar geneticamente uma raça, qualquer raça está realmente condenada.

DR BROWN: Bem, não, não, não assim. Ouça, ouça. Nada, nada, sempre permanece constante. {Bell: [?] Sim.} Então, nesse sentido, tudo está condenado. O ponto é que a evolução da alma é o único nome do jogo real sendo jogado. Não há outro jogo.

A razão pela qual os greys são diferentes dos humanos é que alguns seres preferem a experiência grey à existência do que a experiência humana. {Bell: eu entendo.} E nós escolhemos entrar no reino humano e participar desse reino humano por um tempo, até evoluirmos e seguirmos adiante, mas a diferença é que há uma variação infinita da existência, e algumas das experiências são diferentes das outras. E os Greys experimentam a vida de maneira diferente da nossa experiência.

Agora. Art, antes de ficarmos sem tempo, eu – eu apenas tenho que dizer uma coisa. Eu sou um visualizador remoto muito controlado, no sentido de que, sou totalmente profissional, administro uma escola, na verdade há várias pessoas, um monte de nós fazendo isso agora, mas o ponto é que isso da visualização remota, numa sessão de visualização, eu nunca “perco” o meu sentido de, sabe, quaisquer emoções que recebo são claramente colocadas no lugar certo e eu não, elas não afetam o que estou fazendo. Mas duas vezes, eu quase me perdi. Deixe-me contar essas duas experiências.

A primeira foi quando eu vi o futuro dos greys à distância. O resultado desse projeto genético. Os Greys descobriram que precisavam de uma nova experiência, uma experiência diferente. Eles não queriam sua antiga genética, queriam algo novo, queriam parte de nossos genes. Eles não querem a coisa toda, eles nos consideram uma espécie disfuncional em vários aspectos. {Bell: Ah, e nós somos.} Somos agressivos, somos territoriais, lutamos, analisamos nossa taxa de divórcios, analisamos como tratamos crianças muitas vezes ou as pessoas sem-teto, e por ai vamos.

Bem, eles não querem nossa agressividade, nosso ódio, nossa raiva, nosso medo, nossa territorialidade, eles não querem isso. Mas eles querem o amor, o carinho, a gentileza, todas as coisas boas. E então, os nossos são os genes que produzem esse tipo de resposta eletroquímica para amor, carinho, ternura, coisas assim, nas quais eles estão entrando, lenta mas seguramente, em sua própria estrutura genética.

E quando vimos remotamente o futuro, a primeira vez que fiz isso, o futuro dos Greys , quando você vai para o planeta deles, sim, eles têm um planeta, um planeta futuro, quando você vai para o planeta onde eles já são essa nova raça híbrida, que literalmente serão os nossos bisnetos, eles são nossos descendentes, são metade de nós {Bell: eu entendo.}, e quando você vai a este planeta, olha para eles, faz uma sondagem mental e os percebe, pode, é apenas uma das coisas mais bonitas que alguém já viu.

Eles são como, você sabe, também vimos personalidades famosas à distância, como Jesus , Buda, coisas assim – por que não? Eles viveram ao mesmo tempo, eles – obviamente ninguém morre, para que você possa vê-los remotamente a qualquer momento.

E a personalidade de Jesus é uma personalidade muito interessante. Quando eu vi os Greys à distância, a grande diferença entre a personalidade de Jesus e a personalidade dos Greys era que Jesus tinha mais uma estrutura de comando, mais uma personalidade de comando, mais uma espécie de tipo de autoridade. – muito agradável, mas você tem que experimentar, as palavras não fazem justiça – mas Jesus é uma personalidade muito bonita para visão remota, enviamos estagiários de vez em quando, ele tem sido muito cooperativo em situações cegas.

Mas, com os Greys, é assim, você recebe todo o amor, todo carinho, nenhuma hostilidade, são como os tipos de pessoas que você quer na porta ao lado, as que sempre tomam uma xícara de café com açúcar quando você precisar. {Bell: Bons vizinhos, sim.} E agora, na segunda vez, que eu quase me perdi em uma sessão de visualização remota, o que isso significa é que eu quase tive que interromper a sessão, as emoções eram tão avassaladoras, as emoções do alvo eram tão esmagadora para mim.

Foi quando eu vi remotamente a flotilha marciana, saindo de Marte , finalmente, quando o dia do êxodo, como os israelenses, os israelitas que saíram do Egito, o dia do êxodo, quando eles deixaram seu planeta natal moribundo e vieram para cá, aquela flotilha – quase me emociona quando penso nisso – mas as emoções dessas pessoas, a euforia de vir para a terra prometida, a nossa Terra, saindo de seu aprisionamento indo para a terra prometida, as emoções dentro daquela flotilha quando chega em um futuro não distante, é apenas um dos estados mais notáveis ​​de consciência emocional que já foram experimentados por alguém. {Bell: Tudo bem, eu -}  Eles estão felizes por vir aqui. 

ART BELL: Doutor, precisamos atender algumas ligações. Eu tenho pessoas esperando, então vamos fazê-lo. Primeira ligação, você está no ar com o professor Brown, olá.

CHAMADA TELEFÔNICA: Bom dia Art. você se superou dessa vez, isso é incrível. Doutor Brown, bom dia para você.

DR BROWN: Bom dia, e quero lhe agradecer por ligar. 

ART BELL: Onde você está, senhor?

CHAMADA: [?] Colorado, [ouvindo você no KCSB em Pueblo], e o Dr. Brown, sou cético, mas sou cético de mente aberta e sou uma dessas pessoas do tipo “mostre-me” – –

DR BROWN: Isso é saudável.

CHAMADA: E vou comprar seu livro amanhã e estou pensando se poderei encontrar informações sobre o seu, seu curso/seminário inicial de uma semana –

DR BROWN: Muito bem – bem na verdade, na parte de trás do livro, há uma seção para entrar em contato com o Farsight Institute, de modo que tem a caixa postal e tudo o mais, o endereço, estão todos no livro. Quero dizer também que, na página da Web, as pessoas podem entrar em contato conosco na página da Web, e também estamos na lista telefônica e coisas assim, temos pacotes de informações e aplicativos que enviamos por correio.

Além disso, se você acessa a página da Web, não apenas pode nos encontrar, descobrir sobre nós, mas também pode ver alguns dos resultados dos alunos, estamos tentando publicá-los o mais rápido possível, pelo final do verão, teremos um monte de coisas novas, mas temos um, temos 11 pessoas postadas agora e muito mais está por vir {Bell: Tudo bem -} – sim – 

ART BELL: Muito obrigado, portanto, há a resposta, todas as informações necessárias, pois o contato está no livro, e o livro está em qualquer, praticamente todas as livrarias –

DR BROWN: Está em todas as livrarias, está vendendo muito bem e também devo dizer que, eventualmente, haverá uma versão em brochura, mas provavelmente não será até 1997. {Bell: {risos}} A propósito, se uma livraria estiver esgotada, peça-lhes para pedir eles podem obtê-lo rapidamente. 

ART BELL: Tudo bem. Linha Wild Card, você está no ar com o professor Brown. Oi. Onde você está?

CHAMADA: Oi. Estou em Toronto, Canadá. Doutor Brown, você estava falando sobre Roswell {Brown: Sim.}, E fiquei pensando se o Exército tem posse dos corpos, se foram encontrados, e se eram marcianos ou greys, ou você tem qualquer descrição sobre isso. 

ART BELL: Boa pergunta.

DR BROWN: Eles eram Greys, não eram marcianos. Você sabe o estranho sobre o evento de Roswell – a propósito, sim, os destroços ainda estão “por aí”, até enviamos alguns espectadores remotos de tempos em tempos para o local atual dos destroços, é mais ou menos – quando você chega no ponto em que você pode fazer coisas como essa, é necessário pensar em novos alvos que manterão o – 

ART BELL: Eu entendo. Onde está, onde estão os destroços?

DR BROWN: Na verdade, localizá-lo geograficamente é algo que você não pode fazer com um trainee, e foi tudo o que fizemos: enviamos trainees para o local real e eles recebem descrições idênticas desse tipo de coisa. Mas para fazer a localização geográfica real, você precisa de um projeto completo e que ainda não temos recursos para fazer. {Bell: Tudo bem -} Cosmic Voyage é um projeto completo, temos alguns projetos completos, Cosmic Voyage é um projeto completo impresso –

DR BROWN: Estou começando a entender a diferença. A leste das Montanhas Rochosas, você está no ar com o professor Brown, olá.

CHAMADA: sim, esse é o Bill em Minnesota. sim, professor Brown, estou me perguntando como os seus supervisores administrativos na Emory University, o quanto eles sabem sobre o seu trabalho e como se sentem sobre isso. 

ART BELL: Boa pergunta.

DR BROWN: Oh, eles sabem, eles sabem tudo sobre o que eu faço. Mas eu faço, faço coisas diferentes na Emory do que no Instituto Farsight, eu as separei claramente, e eles também têm um respeito muito grande pela liberdade acadêmica aqui na Emory, então no Instituto Farsight, que é um instituto privado, ensinamos a visão remota, falamos sobre essas coisas e, na Universidade de Emory, leciono meus cursos em aplicações matemáticas não lineares do fenômeno sócio-científico e outras coisas assim.

Eu mantenho essas coisas basicamente separadas e, na Emory University tem uma tradição muito forte de liberdade intelectual, é uma das universidades de maior prestígio no país, mas devo ficar sabendo que ela começou como uma universidade metodista por muito tempo. , há muito tempo, portanto, foi fundada na ideia básica de que há algo real no invisível.

CHAMADA: Quero dizer, eles geralmente dão apoio, não consideram você meio esquisito ou algo assim?

DR BROWN: Bem, você sabe que é uma negligência mais benigna do que qualquer outra coisa, e é assim que deve ser, porque é assim que eu pedi que fosse. 

ART BELL: {risos} Tudo bem, é justo. Oeste das Montanhas Rochosas, você está no ar com o Dr. Brown, oi.

CHAMADA: Oi, aqui é Dawn, estou ligando de Phoenix Arizona. Eu tenho uma pergunta sobre a pesquisa que você fez e seus estudos na faculdade, você já teve uma situação em que algum de seus sujeitos controlados teve uma experiência, ou lhe contou, sobre estações de controle que lidam com influências sobre controle remoto vendo, de um tipo diferente, não tão controlado, em um nível mais profundo? Estou tentando o meu melhor aqui para tentar perguntar isso …

DR BROWN: Explique um pouco mais. Eu não entendi direito …

CHAMADA: Fiz visualização remota, com estações de controle nos Estados Unidos, trabalhei com o governo, as forças armadas, sou sujeito a uma abordagem diferente desse aspecto da visualização remota. E eu me perguntei se eles já viram algo da natureza de, você sabe, governo, sistemas de computador, pessoas – literalmente, coisas batendo em seu cérebro – [inaudível quando Brown e quem fala ao mesmo tempo]

DR BROWN: Eu não tenho – você sabe, uma das coisas boas de ser professor é você, você tem autoridade para dizer que não sabe. E para ser sincero, não sei. Não tivemos nenhuma experiência em ver algo assim, isso não significa que algo assim não ocorra. Eu sei que algumas pessoas no exército, no projeto oficial de visão remota militar, me disseram ocasionalmente que acho que essas coisas acontecem, e algumas das – eu não sei – mas eu não sei nada sobre isso. 

ART BELL: OK, bom o suficiente. Vamos continuar, temos apenas alguns momentos e eu meio que ignorei os telefones, pela primeira vez, você está no ar com o Dr. Brown.

CHAMADA Bom Dia. 

ART BELL: Bom dia, onde você está?

CHAMADA: No sul de Utah. Eu gostaria de fazer uma pergunta a Courtney Brown. Minha pergunta é: conheço Joe McMoneagle, estive no Instituto Monroe por duas semanas diferentes, gostaria de descobrir, números de telefone sobre como obter esse Instituto Farsight. 

ART BELL: Você quer revelar isso, doutor?

DR BROWN: Oh, claro. Na verdade, a melhor maneira é escrever para nós, porque estamos sobrecarregados depois de um show como esse, com os telefones, mas eu vou dar o número do telefone, mas deixe-me dar dois números de telefone, o número do fax é algo bom, porque algo fisicamente escrito como uma carta ou um fax é sempre melhor porque temos um endereço que podemos obter claramente e o número de fax é 404-636-5148.

E se você nos enviou seu endereço por fax e assim por diante, podemos obter pacotes de informações para você. E o número de telefone comum, e se a secretária não estiver lá, haverá um sistema de correio de voz do computador que permitirá que você deixe o endereço e assim por diante, é 404-320-2007. Mas é muito melhor do que deixar uma mensagem de voz, é muito melhor nos escrever, no Farsight Institute, PO Box 49243 Atlanta GA 30359 EUA.

O endereço para isso está na parte de trás do livro, Cosmic Voyage. E para as pessoas interessadas no treinamento de visualização remota, um primeiro passo muito bom é apenas comprar o livro e solicitar um pacote de informações, e nós o enviaremos imediatamente. E para as pessoas que têm acesso à Internet, é claro, você pode obter satisfação “imediata” apenas navegando pela página inicial. 

ART BELL: Então, doutor, você está agora na casa das Olimpíadas, que acabaram de começar – você não examinou se elas serão seguras, certo?

DR BROWN: Não, não vimos isso. Você sabe, você precisa entender que existem tantos projetos e as coisas que acontecem atualmente, é muito difícil, dado o número de pessoas que treinamos agora, mobilizar certas coisas com certeza. No futuro, quando houver literalmente mais visualizadores remotos e mais projetos em andamento, poderemos fazer coisas assim. Mas, neste momento,  apenas parecendo que todo mundo está olhando, na televisão e imaginando o que está acontecendo.

ART BELL: Tudo bem. Alo para o leste das Montanhas Rochosas, você está no ar com o Dr. Brown, oi.

CHAMADA: Sim, olá, aqui é o Mark em Kentucky. Cheguei um pouco atrasado, então peço desculpas se isso já aconteceu. Eu sou como um dos outros interlocutores, sou um pouco cético em relação a isso, estava me perguntando se o Dr. Brown poderia nos dar algum tipo de evento futuro inequívoco e inegável, no futuro próximo, para que possamos confirmar que isso realmente funciona.

DR BROWN: Absolutamente. Saia e compre o livro Cosmic Voyage, Coloquei minha reputação inteira em risco com isso. O ponto é: está impresso, está impresso, ou é verdade, ou não é verdade, você não precisa discutir sobre isso, no sentido de que alguém pode dizer que você atravessa a rua, pode conversar com eles e você pode dizer, bem, o que você acha, e eles podem querer entrar em uma discussão sobre isso, e você sabe o que pode dizer? Apenas diga, ei, não adianta discutir, vamos esperar um pouco.

Paciência é uma virtude. E se for verdade, você saberá. Os livros são a prova. Se isso acontecer, que não existem marcianos, que não existem greys, então você está arruinado. Não sou jogador, não vou ser arruinado. Mas o ponto é que o livro é a prova. É a maior prova que será necessária pois esta impresso.

De fato, foi escrito precisamente para ser assim, de modo que a questão de saber se realmente temos uma natureza composta, uma natureza composta, se a visualização remota realmente funciona – será removida total e irrevogavelmente de nossa configuração, de nossa agenda, para sempre, quando as coisas sobre os ETs finalmente acontecerem. 

ART BELL: Bem, doutor, estamos ficando sem tempo. Hum –

DR BROWN: Tem sido uma alegria. 

ART BELL: Realmente foi um prazer tê-lo. E nós iremos – obviamente, há tanto terreno intocado que teremos você de volta novamente.

DR BROWN: Bem, ficarei muito satisfeito e sempre honrado, sempre que você me convidar para vir. 

ART BELL: Doutor, durma um pouco.

DR BROWN: eu devo. 

ART BELL: Obrigado meu amigo.

DR BROWN: Obrigado Art, e tenha um ótimo dia. 

ART BELL: E boa noite. Tudo bem, espero, para todo mundo, esse foi o professor Courtney Brown, e muitos de vocês pediram sua presença neste programa por um longo tempo e, por isso, finalmente nos conectamos. Gostaria agora de agradecer a todos que, sem dúvida, ficaram conosco a noite toda. Vou pedir para você obter uma cópia do programa absolutamente incrível que você acabou de ouvir, você pode ligar 24 horas por dia, 800-917-4278. Esse seria o programa que você acabou de ouvir com o professore e cientista Dr. Courtney Brown, PhD, do Farsight Institute e Emory University.

[FIM DA ENTREVISTA]


“Nos indivíduos, a loucura é rara, mas em grupos, partidos, nações e ÉPOCAS, é a regra”.  –  Friedrich Nietzsche


A Matrix (o SISTEMA de CONTROLE MENTAL):  “A Matrix é um  sistema de controle, NEO. Esse sistema é o nosso inimigo. Mas quando você está dentro dele, olha em volta, e o que você vê? Empresários, professores, advogados, políticos, carpinteiros, sacerdotes, homens e mulheres… As mesmas mentes das pessoas que estamos tentando salvar. “Mas até que nós consigamos salvá-los, essas pessoas ainda serão parte desse  sistema de controle e isso os transformam em nossos inimigos. Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada da Matrix de Controle Mental. E muitos deles estão tão habituados, tão desesperadamente dependentes do sistema, que eles vão lutar contra você  para proteger o próprio sistema de controle que aprisiona suas mentes …”


Muito mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.