browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Programa Espacial Secreto da França e Federação Galáctica, revelados por um Insider francês

Posted by on 29/12/2021

Nesta entrevista do Exopolitics Today, Jean Charles Moyen discute experiências de contato extraterrestre que culminaram com ele sendo identificado por oficiais franceses como um candidato potencial para o Programa Espacial Secreto da França (SSP). Jean Charles explica o papel de uma Confederação Galáctica que cooperou com as autoridades francesas em seu recrutamento e treinamento que começou aos 13 anos, e seu serviço SSP subsequente que começou aos 21 anos. Um de seus treinadores era uma mulher loira de olhos azuis chamada Maria, que ele mais tarde soube que era Maria Orsic [a principal ‘médium’ da Sociedade Secreta Vril, da Alemanha Nazista]. 

Programa Espacial Secreto da França e Federação Galáctica, revelados por um Insider francês

Fonte: Exopolitics.org

Um de seus treinadores era uma mulher loira de olhos azuis chamada Maria, que ele mais tarde soube que era Maria Orsic [a principal ‘médium’ da Sociedade Secreta Vril, da Alemanha Nazista]. Após seu recrutamento formal para as forças armadas da França, ele serviu em duas espaçonaves pertencentes a uma frota espacial franco-americana conjunta de 1991 a 2011 (o Solaris e o Excelsior) antes de sofrer regressão de idade e retornar ao seu ponto de partida.

Nesta primeira entrevista pública a um público de língua inglesa, Jean Charles responde a um conjunto de perguntas enviadas com antecedência e que são lidas em voz alta. A entrevista foi realizada desta forma para facilitar a Jean Charles responder em inglês, que é a sua segunda língua.

Meus agradecimentos a Jean Charles Moyen pela permissão de usar seus gráficos para ilustrar nossa entrevista. O filme de Jean Charles “South Shore Origin” está disponível no Vimeo

A série de vídeos “Alien Connexion” de Jean Charles Moyen, que compreende 15 episódios sobre suas experiências de vida, está disponível gratuitamente no YouTube. Seu vídeo “Starseed Revelation”, que oferece mais detalhes sobre suas experiências de vida, está disponível no Vimeo.

Transcrição da entrevista

Entrevista publicada em 26/12/2021 no YouTube e Rumble

[MS – Michael Salla; JC – Jean Charles Moyen]

[MS] Bem, eu gostaria de dar as boas-vindas a Jean Charles Moyen no Exopolitics Today. Estou muito feliz em ter você Jean Charles desde Quebec [Canadá] e estamos aqui através do zoom.

[JC] Obrigado Michael.

[MS] Bem, estou realmente ansioso por ouvir a história de Jean Charles porque nós sabemos muito pouco sobre o Programa Espacial Secreto francês e você é alguém que pode nos dar uma ideia do que está acontecendo nesse programa e a sua conexão com a vida extraterrestre. Portanto, em primeiro lugar, gostaria de começar com Jean Charles dizendo ou fazendo a você a pergunta: Ao longo de sua infância, você teve uma série de experiências psíquicas ou de “estranheza elevada”. Em que ponto você acredita que as autoridades francesas aprenderam sobre suas habilidades especiais?

[JC] Acho que eles descobriram quando eu tive uma grave insolação quando estava no acampamento de verão aos treze anos, quando fui hospitalizado e eles tiveram que escanear meu cérebro, estranhamente o scanner não estava funcionando direito. A primeira radiografia revelou uma mancha no meu cérebro, a princípio suspeitaram de uma poeira no exame, tiveram que fazer a radiografia duas vezes, mas na segunda vez a radiografia revelou um objeto misterioso parecido com uma pequena cápsula de metal .

[MS] Você pode descrever o incidente em 1981, quando aos 12 anos, você acordou durante a noite e viu Victor remexendo em seu quarto? Como ele era? Descreva como você não deveria vê-lo e o que aconteceu a seguir quando ele lhe confidenciou sua identidade e missão.

[JC] Muitas vezes ouvi algo remexer no meu quarto à noite, e quando queria me virar para ver o que era, uma força me grudava na minha cama e eu não conseguia me mover, só conseguia ouvir algo remexendo. Mas uma noite eu dormi de costas para poder abrir os olhos com mais facilidade na minha frente. E foi quando eu o vi pela primeira vez, ele estava no escuro, ele era alto. E quando ele percebeu que eu o tinha visto, não se mexeu.

 Ele estava pensando com certeza, se eu não me mexer, ele não me verá. De repente ele se mexeu, eu disse “EU Vejo você”, ele se aproximou e saiu da escuridão, pude vê-lo em detalhes com meu abajur, ele tinha cerca de um metro e oitenta, não tinha cabelo, pele verde e olhos completamente vermelhos sem pupilas.

 Ele sentou-se na ponta da cama e disse: “Olá, meu nome é Victor” e eu disse a ele: “Mas o que você está fazendo aqui?” e ele respondeu: “Você não devia me ver, porque sua frequência vibratória não é capaz de captar a frequência em que estou.

 “Isso provavelmente se deve a suas habilidades sensoriais altamente desenvolvidas e outras coisas que você entenderá mais tarde. Estou aqui para protegê-lo, mas quando descobrirem de cima que fizemos contato, posso estar em apuros, porque não era para acontecer agora”. E de repente ele desapareceu.

 Poucos dias depois ele voltou e me disse que tinha sido aprovado pelo Conselho da Confederação Galáctica para ficar em contato comigo, porque em um futuro próximo eu iria experimentar coisas e ter muitas perguntas sobre mim e eu estava programado para fazer parte de algo muito especial.

[MS] Explique como Victor disse que era da Confederação Galáctica e identificou você como uma de suas sementes estelares.

[JC] Ele disse que fazia parte da Confederação Galáctica, ele mesmo e seu planeta. E eu fazia parte [como alma] do povo deles como uma semente estelar em uma missão especial para a Terra, e aceitei essa missão antes de encarnar no meu corpo de Jean-Charles.

[MS] Você acha que o incidente com Victor levou a Confederação Galáctica a informar aos oficiais franceses que você era uma de suas sementes estelares, como parte de algum acordo?

 [JC] Não neste momento. Mas depois, sim, durante meu tempo no hospital.

 [MS] Em 1982, você pode descrever o que aconteceu durante o acampamento de verão, quando você sofreu uma insolação e foi levado a um lugar onde ouviu alguém falando alemão e procedimentos médicos sendo feitos em você.

[JC] Em mil novecentos e oitenta e dois, durante um acampamento de verão, tive uma terrível insolação, tinha treze anos, foi um ano depois de conhecer Victor, por estranho que pareça. Cheguei ao hospital muito desidratado e colocaram solução intravenosa no meu braço, e como eu estava reclamando de muita dor de cabeça resolveram me fazer passar um scanner de cérebro, estranhamente o scanner não funcionava direito quando eu estava dentro.

 A primeira radiografia mostrou uma mancha no meu cérebro, a princípio o radiologista e o médico suspeitaram de uma poeira no exame, tiveram que refazer a radiografia duas vezes, mas na segunda vez a radiografia revelou um objeto misterioso parecido com uma pequena cápsula de metal. Enquanto os médicos falavam entre si, muitas vezes eu perdia a consciência, de repente quando abri os olhos estava no meu quarto, o médico estava olhando para as minhas radiografias e ao lado dele estava um militar, mas não consegui entender o que ele falava porque falava uma língua diferente, era o alemão. E eu já desmaiara várias vezes, e de repente senti uma espécie de máscara colocada no nariz e na boca, surgiu uma espécie de gás esverdeado e desmaiei de novo.

 De repente senti uma mão no meu ombro, abri os olhos e vi um militar de cabelos brancos e olhos azuis que me disse: anda logo, temos que ir, vamos nos atrasar, vamos perder o salto, não entendi do que ele falava, estava com bata de hospital, saí da cama e o segui, pegamos um corredor largo, acho que vou ser transferido para outro setor porque eles descobriram algo no meu raio-x. Chegamos a um elevador, estão dois militares vestidos de preto com um emblema no peito representando com um triângulo vermelho. Eu começo a me perguntar, o medo aumenta.

 Isso faz com que desçamos um pouco e eu ache isso anormal porque um hospital não é tão profundo. Eu começo a entrar em pânico e de repente as luzes do elevador começam a pulsar e diminuir. O velho soldado me disse: “Não se preocupe, está tudo bem, você não tem nada a temer. Chegamos e as portas se abrem, mas não são as mesmas portas por que entramos, são outras portas que assim apareceram. Saímos do elevador e o soldado me disse: “Aqui é onde eu te deixo, daqui voce continua sozinho. Estou em um grande hangar com muitas outras crianças na fila. Estranhamente não sinto medo nenhum, ouço uma voz dentro de mim dizendo: “Espera aí, está tudo bem”. Eu continuo e chego na frente de uma mesa.

[MS] Você pode explicar como recebeu um macacão todo preto com o logotipo de um cavalo alado [Pégasus] e, em seguida, começou um programa de treinamento para o Programa Espacial Secreto da França.

[JC] Quando me vi neste enorme hangar, me aproximei de uma mesa, uma mulher me deu um terno preto com um logotipo representando um cavalo alado prateado. A mulher me disse para ir a um túnel de luz com as outras crianças, quando cheguei na luz senti milhares de agulhas me perfurando e de repente me encontrei em outro lugar como uma base militar muito futurística.

 [MS] Você diz que foi testado por várias semanas no programa de treinamento para suas habilidades especiais e, em seguida, teve sua mente apagada e voltou no tempo. Explique o que aconteceu.

[JC] Quando cheguei à base, estávamos separados por idade e sexo, e fui testado quanto à velocidade e lógica por várias semanas. Em seguida, os testes começaram a ficar mais intensos, Clarividência, experiência Fora do Corpo e Telecinesia. Eles testaram nosso medo com diferentes criaturas de pesadelo em salas especiais para ver nossa tolerância e controle, muitos falharam, mas eu não. Um médico falou com um militar e disse: “Este é o menino de quem falei”. Reconheci o radiologista e me lembro de ser especialmente observado por pessoas em ternos brancos fazendo anotações.

 Eu fui selecionado. Eu entrei em um quarto escuro, e foi quando eu vi ele sair da escuridão, era enorme, havia um ser com aparência de louva-a-deus gigante [alien Mantis], ele veio até mim e colocou sua pata grande no meu ombro e estava olhando para mim com seu olhos grandes e ouvi na minha cabeça: relaxa, não dói, você foi escolhido. E eu desmaiei. Quando abri os olhos, estava na minha cama no hospital e tinha esquecido de tudo. Minha cabeça girava e eu estava com náuseas, como se estivesse em uma montanha-russa. Eu me senti muito cansado e adormeci. Fui acordado pelo som de uma buzina, estava em um ônibus saindo do hospital para me levar de volta ao acampamento de verão.

[MS] Depois de voltar ao acampamento de verão e contar aos meninos algumas das suas lembranças, você foi ridicularizado e se sentiu deprimido. Você saiu e teve uma experiência de contato com Victor em uma nave da Confederação Galáctica. Explique o que aconteceu.

[JC] Sim, fiquei muito triste, esperei até que todos estivessem dormindo e saí pela janela do chalé, fui a um campo na base de uma montanha e me sentei no chão com os olhos erguidos para o céu e Eu disse, não quero mais ficar aqui, venham me buscar. De repente uma estrela se moveu no céu e se aproximou, era um disco dourado, uma luz e um calor me cercaram e senti que estava saindo do chão. Eu me encontrei dentro de uma espaçonave.

 Muitas criaturas olhavam para mim e pareciam esperar pela minha chegada, deram-me as boas-vindas. Victor estava lá e me disse: “Bem-vindo a bordo do Solaris.

[MS] Você se lembra de algo sobre o tamanho, forma e número das espaçonaves da Confederação?

[JC] O tamanho das espaçonaves poderia ser muito diferente, havia pequenas espaçonaves de reconhecimento de vários formatos, muito longas ou esféricas, grandes espaçonaves com mais tripulação parecendo porta-aviões e enormes espaçonaves parecendo cidades flutuantes com um ecossistema completo de vegetação, cachoeiras , vários animais, eu estava em uma frota em que várias espaçonaves espaciais estavam operando .

[MS] Na nave da Confederação Galáctica, você e vários jovens extraterrestres receberam aulas especiais de treinamento psíquico por uma senhora humana chamada Maria. Explique o que aconteceu.

[JC] Sim, quando cheguei nessa nave, Victor e outras criaturas estavam esperando por mim. Peguei um corredor grande e muito claro e no final deste corredor chegou uma esplêndida mulher loira com lindos olhos azuis, ela se apresentou a mim pelo seu nome, Maria.

 Ela me pediu para segui-la e entramos em uma sala de aula muito futurística, as carteiras eram flutuantes e translúcidas. Nesta sala de aula havia outras crianças, mas eles eram jovens alienígenas, exceto por uma criança humana. Maria me pediu para ir sentar ao lado dele porque só havia um lugar sobrando. O nome desse menino era David.

 [MS] Você descreve o encontro com outro jovem humano, um pouco mais jovem do que você chamado David Rousseau, na nave da Confederação Galáctica. Explique a conexão especial que você desenvolveu com ele e por que David estava confiante de que se lembraria de você mais tarde.

[JC] Com David a conexão foi feita muito rápido e provavelmente porque éramos os únicos dois filhos humanos naquela classe, mas sentíamos que já nos conhecíamos antes de nossa encarnação na Terra, havia uma conexão muito forte que não deixava dúvidas sobre sua origem, a gente se conhecia antes, era uma certeza mas não dava pra explicar. Éramos inseparáveis, cuidávamos um do outro, eu era três anos mais velho que ele.

[MS] Durante os próximos nove anos, você se lembra de algum outro treinamento em que foi levado e depois voltou no tempo para o ponto de partida?

[JC] Durante o treinamento com as outras crianças da turma, eu estava na Nave SOLARIS com a Maria que também nos ensinava, tivemos aulas de desenvolvimento de nossas faculdades psíquicas, lutas e avaliações todos os dias com diferentes professores, que não eram todos humanos. Eu tive uma instrução diferente das outras crianças porque Maria me disse que eu tinha algo muito especial e único. Ela me disse que eu era uma Super Starseed e que eu precisava de um treinamento diferente das outras crianças, ela me apresentou a um ser Mantis que era muito impressionante na aparência, mas muito gentil comigo, ela era telepática e telecinética e me ajudou com o meu Treinamento. Tínhamos aulas como em uma escola com matérias diferentes e fazíamos pausas para passear com os outros seres da enorme nave, visitávamos outros mundos e ficávamos em planetas diferentes,

Tínhamos banheiros próprios, cabines individuais com camas regeneradoras MED BED, e nossa comida era como comida de bebê, com todos os nutrientes necessários. No final do meu treinamento a Maria veio até mim e disse: vamos nos ver de novo mais cedo do que você pensa.

[MS] Em 1991, aos 21/22 anos, enquanto completava o serviço militar como um comando de pára-quedas, você viu um triângulo voador preto sobrevoar uma antiga base aérea americana, explique como seu capitão reagiu quando você relatou o incidente a ele.

[JC] Lembro-me de uma noite com os caras da minha seção, nós vimos um enorme OVNI triangular preto, do tamanho de um campo de futebol sobrevoando sobre a base sem nenhum ruído, e no dia seguinte contamos ao nosso líder o que tínhamos visto no céu e não era avião porque eram férias da Páscoa e não havia operações de voo, perguntamos ao nosso líder o que era aquilo. Ele nos disse que não era nada e que, se continuássemos a fazer perguntas, seríamos mandados para a prisão.

 [MS] Depois de ser ferido durante o treinamento, você é levado a um hospital militar e informado sobre pacientes amarrados a macas sendo levados para o porão e entregues a um Reptiliano alto, por favor, explique.

Durante o serviço militar, tive um grande acidente e tive que deixar a base para um hospital militar em Paris para ser tratado, os nervos e os músculos do meu braço rasgaram durante um exercício, fiquei 3 meses neste hospital. tinha seções diferentes, inclusive uma seção de psiquiatria, era proibido falar com outros pacientes, mas eu fiz o contrário, queria saber o que diziam.

 Ao cair da noite, eles viram médicos com um militar vindo buscar as pessoas em seus quartos em um leito médico que estavam amarrados e eles desceram por um elevador onde ficava o necrotério, mas com uma chave especial o elevador desceu mais abaixo. Eles discretamente seguiram o médico e o soldado e chegaram ao porão e viram as portas do elevador se abrirem com um ser réptil segurando as portas .

[MS] No dia seguinte você vai ao porão para verificar por si mesmo o que está acontecendo com os pacientes e você vê um alien Grey muito alto no elevador, por favor, explique.

[JC] Alguns dias depois eu vi esses médicos vindo buscar outras pessoas, eu os segui, mas quando eu entrei no elevador, fui parado por um guarda que me perguntou o que eu estava fazendo naquele andar. Eu só disse que estava no andar errado, ele não acreditou em mim, estava me ameaçando, olhei bem nos olhos dele e curiosamente ele saiu. No dia seguinte desci novamente, ainda havia uma pessoa amarrada a uma maca, quando as portas do elevador se abriram, não era um réptil, era um alien Grey alto vestindo um uniforme.

 [MS] Depois de ver o ET Grey, você volta para o seu quarto de hospital e logo começa seu serviço oficial de ida e volta para o SSP francês. Você consegue se lembrar de quaisquer detalhes de como seu serviço começou, por exemplo, assinatura de documentos, registro de DNA, etc.

[JC] No dia seguinte ao incidente com o alien Grey alto, eu estava no corredor do hospital, perguntei ao médico onde estão os outros caras, ele me disse que não era da minha conta e que eles tinham saído, assim que eu saí no corredor, o médico me disse para não esquecer o tratamento do ombro. Fui ao meu tratamento, era um equipamento experimental chamado Excalibur com infravermelho para reconstituir e reparar os músculos lesados, eu estava deitado sobre uma mesa, mas a máquina deu avaria e fui queimado em 2º grau, a dor era muito forte que tiveram que me dar morfina, uma noite quando fui injetado com morfina, comecei a perder a consciência, e um pouco antes, vi a porta do meu quarto se abrir e um médico entrou com um militar e eu desci para o porão.

Quando desci, meus olhos estavam abertos e vi outras pessoas em macas. Quando cheguei lá senti uma picada na nuca, ele provavelmente me injetou adrenalina porque me sentei de repente e não sentia mais dores no ombro.

Um soldado me pediu para segui-lo até uma mesa e me pediu para colocar minha mão em uma caixa com uma luz, coloquei minha mão e senti uma sensação de formigamento, ele me disse que era para comparar minha assinatura de DNA com a que eu tinha quando eu era jovem e foi quando me lembrei de quando desci ao porão do hospital por causa da minha insolação aos treze anos de idade, que coloquei minha mão em uma caixa idêntica antes de pegar o traje com o emblema do cavalo alado e entrar no túnel de luz com as outras crianças.

Depois de colocar a mão na caixa de luz para minha identificação de DNA, coloquei um uniforme negro e o soldado me disse para ir em uma espécie de corredor estranho onde uma luz azulada muito poderosa pulsava, entrei na luz e senti um multidão de agulhas passando por todo o meu corpo. De repente, Maria estava parada na minha frente com um grande sorriso e me disse: “Olá de novo, você vê, não demorou tanto. Eu disse a ela: com licença, mas quem é você?

Oh sim, com licença, siga-me. Chegamos em uma sala onde estão vários tubos, eu entro e sinto um grande calor e uma luz forte e quando saio do tubo toda a minha memória volta para mim por completo. Ela me dá outro uniforme com um logotipo no peito e no ombro representando um círculo com três esferas pretas e um triângulo não fechado. 

Então ela me pede para segui-la até uma sala grande, como um anfiteatro tem muitos adultos e alguns não são humanos, David está lá e acena para mim muito feliz em me ver novamente, eu vou sentar ao lado dele, e Maria começa sua fala, atrás dela, há um enorme emblema representando um planeta atravessado por 2 anéis com estrelas ao seu redor uma espécie de nações unidas dos planetas.

[MS] Você diz que serviu numa grande espaçonave do tipo porta-aviões chamado Solaris. Explique o Solaris em termos de tamanho, formato, espaçonaves que carregava e quantas pessoas estavam nela.

[JC] O Solaris era uma grande espaçonave de formato longo que lembrava um porta-aviões misturado a um grande foguete. Carregando vários milhares de pessoas, tinha vários departamentos, botânico, tático, lagos internos e diferentes ecossistemas. Com várias raças alienígenas de mundos diferentes, mas cada uma tinha seu próprio habitat.

[MS] Você diz que a Solaris era uma nave espacial francesa conjunta com os Estados Unidos. Você consegue se lembrar de alguma coisa sobre sua hierarquia de comando e tripulação em termos de diferentes nacionalidades?

[JC] O SOLARIS fazia parte da frota franco-americana do SOLAR WARDEN, vi mestiços, tipo asiáticos, loiros altos, híbridos, era muito diverso. O comando era múltiplo, cada um tinha uma responsabilidade que permitia a cada um ser autônomo se algo acontecesse com a espaçonave, todos tínhamos habilidades de pilotagem e éramos multitarefas, mas havia um líder não humano que eu sei.

[MS] Você consegue se lembrar de alguma coisa sobre a vida no Solaris? Qual era a sua posição e responsabilidades?

[JC] Fui Capitão e acabei Comandante, estava no comando de um esquadrão para missões de resgate fora do nosso planeta e também em missões diplomáticas em outros mundos. Eu tinha cerca de quinze pessoas sob meu comando (humanos, híbridos e alienígenas)

[MS] O que você lembra do seu serviço no Excelsior?

[JC] Tenho algumas memórias do meu serviço no Excelsior

[MS] Por favor, explique o tamanho, forma e tripulação do Excelsior. Qual era a sua posição e responsabilidades?

[JC] A espaçonave Excelsior era colossal, era uma nave-mãe, parecia uma cidade flutuante sob uma cúpula de vidro, não era uma nave de ataque mas sim uma nave onde se podia viver. Fui lá várias vezes, mas minhas memórias são mais precisas no SOLARIS, eu teria que fazer hipnose para ter mais detalhes.

[MS] Você se lembra de alguma interação explícita entre o SSP francês e os navios da Confederação Galáctica?

[JC] Houve uma interação entre eles, a relação Extraterrestres / Humanos era boa, mas eles estavam desconfiados, porque havia vários programas espaciais secretos e histórias contadas de mal-entendidos sobre acordos quebrados pelos reptilianos. O relacionamento principal era trabalhar juntos contra essa raça hostil. Havia vários programas espaciais secretos, incluindo a frota negra [Dark Fleet nazista], mas fazíamos parte da proteção do nosso sistema solar e havia uma aliança entre o programa alienígena e o humano. Também houve trocas de soldados.

[MS] Você se lembra de uma missão em que foi enviado a Marte para liderar um ataque contra Reptilianos Draco, o que você consegue se lembrar da missão e de seu ferimento lá.

[JC] Lembro-me de uma missão secreta de resgate em Marte que deu errado para mim, na qual fui severamente danificado no abdômen do lado pela cauda de um réptil Draco, fui evacuado em uma emergência para bordo do Solaris, quase morri , mas fui salvo graças à intervenção de David e sua unidade, fui regenerado em uma cama médica [Med Bed]. Eu completei outras missões de resgate em Ceres [asteroide], Marte, Alpha Draconis [Thuban] e Delta Draconis, bem como na Lua para resgatar mulheres e crianças humanas e alienígenas da escravidão mantida em cativeiro pelos reptilianos. Esses répteis muito perigosos tinham uma aparência particular, eles eram negros e eram chamados de DRACOS NEGROS.

[MS] Quem é David Rousseau e explica seu papel na missão secreta a Marte quando você foi ferido.

[JC] David Rousseau é um autor franco-irlandês-americano e artista intuitivo (ilustrador especializado em retratos galácticos) David é um walk-in, Soul Experiencer, Mensageiro, Empático, Embaixador da Paz Universal, ele tem se comunicado com o além e as dimensões superiores desde sua primeira infância. Aos seis anos, uma noite no verão de 1981, enquanto tocava ao ar livre. Ele viu uma luz branco-azulada descer do céu, chegar a uma posição logo acima dele e permanecer ali, imóvel.

Este momento pareceu durar para sempre. Quando o objeto se foi, ele se viu diante de um ser, que obviamente não era terrestre: em forma humanoide, pele azulada com leves reflexos prateados, grandes olhos verdes e longos cabelos escuros, seu nome era Ezayhel, assim como Victor, esse ser era seu [meu] protetor e irmão das estrelas.

David escreveu 2 livros (Beyond our World) em francês no momento, nos quais ele explica sua trajetória de vida com seus encontros extraterrestres e sua experiência com a Força Espacial na França como eu, seus avistamentos de OVNIs triangulares negros perto de sua base militar, suas visitas à Lua, bem como ao planeta Marte e seu envolvimento desde muito jovem nos programas espaciais secretos da França, incluindo missões especiais onde me viu e me reconheceu e vice-versa. Estávamos juntos no nave Solaris e nos lembramos das mesmas coisas em detalhes. No SOLARIS, David Rousseau, era uma espécie de intermediário de conexão com as outras raças, ele também era um agente de operações especiais e muitas vezes ele estava em muitas missões de resgate, participamos de várias missões juntos, mas ele não era um soldado.

[MS] Muitos anos depois, você leu um livro de David Rousseau onde ele descreve sua vida no SSP francês e o incidente de Marte, por favor, explique o que aconteceu quando você leu o capítulo relevante.

[JC] Eu descobri David Rousseau há um ano, por um amigo, o Diretor da MUFON França, Janny Charrueau, a quem agradeço muito mais uma vez. Eu mesmo sou o ex-Diretor Assistente da MUFON Quebec e agora Diretor de Investigações para Quebec. O universo estava conspirando para que nos encontrássemos. Quando vi o rosto de David pela primeira vez em uma entrevista, tive um intenso déjà vu, mas quando li o livro de David, minha emoção aumentou instantaneamente, tudo o que ele descreveu era semelhante à minha vida. Resolvi mandar para ele meu filme South Shore Origin sobre minha vida e a reação dele foi a mesma, emoção e lágrimas, a conexão estava lá e nada poderia quebrá-la. Decidimos nos ver pelo Skype e aí, mais uma vez, um choque não conseguíamos falar as lágrimas escorriam por eu ter encontrado meu amigo, meu irmão. E naquele mesmo momento comecei a ter memórias conscientes que vieram à tona. 

Decidi descobrir mais e sem dizer a David que fiz uma hipnose de regressão, minha esposa se especializou no método Hypnosis Dolores Cannon. Por mais de 2 horas descrevi tudo que acabei de contar em detalhes, meu treinamento a bordo do SOLARIS, Maria a loira de olhos azuis, a aula, as crianças alienígenas, a missão de Marte que deu errado. E no final do meu depoimento, disse a David no corredor do navio que nos encontraríamos novamente com meu irmão, eu sei disso, e choramos juntos. Maria estava ao meu lado e disse: nos vemos em breve! Minha esposa Melanie e eu escrevemos os detalhes de minha hipnose.

 Dois meses depois, David e eu conversamos novamente porque estávamos muito ocupados com nossos projetos. Ele não sabia nada sobre minha hipnose. E aí estava o choque de novo. David havia feito uma hipnose de regressão com seu primo hipnoterapeuta. David viu exatamente as mesmas coisas, a aula, as crianças, nosso treinamento, a missão a Marte, meu ferimento, o SOLARIS, Maria. E no final, viu-se dizendo-me: “Voltaremos a encontrar-nos com o meu irmão, a chorar. E não acabou, ele me disse no skype, eu escrevi tudo no meu segundo livro que será lançado em novembro de 2021, tudo está escrito em detalhes. Eu estava chorando de novo.

 E ele acrescenta, você sabe, há vários anos eu estava desanimado, não conseguindo falar com Michael Salla, mas Ezayhel me disse o seguinte: UM FRANCÊS QUE VOCÊ CONHECEU NESTES PROGRAMAS ESTARÁ NA SUA VIDA A SEGUIR ”Eu estava chateado, e ainda estou. Mal posso esperar que seu segundo livro seja traduzido para o inglês para que o mundo possa descobrir nossa história única.

[MS] Quando você finalmente falou com David Rousseau, você percebeu que ambos serviram no Solaris, eram sementes estelares da Confederação Galáctica e tinham uma profunda conexão de alma onde vocês se lembrariam, apesar da tecnologia de limpeza mental usada em seu retorno. Explique essas conexões com David.

[JC] Nossa conexão vai muito além da compreensão humana, provavelmente devido a muitas encarnações juntos antes de virmos para a terra, pois sentimos que nos conhecíamos há muito tempo. Mas tendo sido criados e treinados juntos em uma nave, tendo feito missões e tendo passado 20 anos juntos, é óbvio que isso forja uma conexão indestrutível e mesmo todos os dispositivos de apagamento de memória não foram capazes de apagar essa relação que nos une para sempre.

 [MS] Que outras missões você se lembra sobre seu serviço secreto no Solaris?

[JC] Servi em diferentes bases, inclusive na base lunar: ARTEMIS LUNAR, na base EPSILON CENTAURI e estávamos em operação nas constelações Andrômeda, Cassiopeia, Orion, Nova.

 [MS] Você serviu em outra espaçonave que fazia parte do SSP francês?

[JC] Servi na frota Solar Warden, na nave SOLARIS e na espaçonave EXCELSIOR, mas tenho muito poucas memórias no momento.

[MS] Explique o acordo entre a Confederação Galáctica e o SSP francês dos EUA na luta contra os Reptilianos Draco.

[JC] O acordo era para manter a Confederação Galáctica informada sobre as ações dos reptilianos em nosso planeta, para que não houvesse violação dos acordos. Infelizmente, os reptilianos não respeitaram nenhum dos acordos, e conflitos eclodiram com muita frequência, e também em outros sistemas solares, nos quais tínhamos que operar, havia super soldados geneticamente modificados para enfrentar os Draco, que às vezes eram enormes.

[MS] Explique o que aconteceu no final do seu programa de 20 anos e volta.

[JC] Fim do serviço após 20 anos, já em 1990, regressão molecular (para voltar fisicamente aos 21 anos) e apagamento da minha memória numa espécie de tubo enviando ondas poderosas no meu cérebro para me fazer esquecer tudo. Acordei no leito do hospital militar, mas pouco antes de me levarem de volta para o quarto, lembro de ter ouvido alguém dizer: “apagou tudo direito dessa vez”.

 [MS] Por que você está se apresentando agora para revelar seu envolvimento no SSP francês?

[JC] Por 40 anos guardei minha história bem dentro de mim, não ousei falar sobre ela por medo do julgamento das pessoas e da atitude desagradável. Hoje, as muitas Divulgações e Revelações sobre os Programas Espaciais Secretos me encorajam a sair das sombras porque é hora de compartilhar minha história com vocês.

[MS] Onde as pessoas podem aprender mais sobre seus projetos e obras cinematográficas?

 [JC] Você pode ver meus filmes no Vimeo sob demanda

Você encontrará South Shore Origin Docu-Film baseado em eventos reais misturados, uma referência aos arquivos X da série de TV. Eu fiz uma mistura de documentários e filmes de ficção para trazer minhas revelações discretamente.  South Shore Origin parte 2 deve ser lançado em 2022 com você Michael, que me deu a grande honra de tocar nele.

 E o último dos mais importantes Revelations Starseed Exclusive Worldwide Release Today

 Nos quais faço revelações sobre minha vida, tudo é verdade. Este documentário acompanha os 15 vídeos sobre minha vida e se aprofunda em minhas divulgações. É muito importante que você assista a esses 15 vídeos gratuitos antes de assistir ao Revelations Starseed. Você pode encontrá-los no YouTube digitando Connection Alien ou no vimeo.  Obrigado por dedicar seu tempo para ouvir minha história.

Michael Salla, Ph.D.

Artigos relacionados:


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


Parece duvidoso se, de fato, a política de “Botas no rosto” pode continuar indefinidamente. Minha própria convicção é que a oligarquia governante encontrará maneiras menos árduas e perdulárias de governar e de satisfazer sua ânsia de poder, e essas formas serão semelhantes às que descrevi em Admirável Mundo Novo [uma verdadeira profecia publicada em 1932]. Na próxima geração, acredito que os governantes do mundo descobrirão que o condicionamento INFANTIL e a narco-hipnose são mais eficientes, como instrumentos de governo, do que prisões e campos de concentração, e que o desejo de poder pode ser completamente satisfeito “SUGERINDO” às pessoas para que “AMEM A SUA SERVIDÃO” ao invés de açoita-los e chuta-los até obter sua obediência“. – Carta de Aldous Huxley  EM 1949 para George Orwell autor do livro “1984”


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.