Vídeo da Marinha dos EUA mostra OVNI mergulhando no Pacífico

O documentarista Jeremy Corbell afirma que alguns dos misteriosos OVNIs capturados em imagens granuladas e mostrados em enxame de embarcações da Marinha dos EUA podem estar vindo dos oceanos da Terra. Esses tipos de embarcações que operam tanto no ar quanto embaixo d’água com a mesma facilidade foram chamados de veículos multiambiente.  Os vídeos e imagens desses veículos incluem o vídeo UFO ‘Tic Tac’ gravado por aviadores da Marinha na costa de San Diego em novembro de 2004; os OVNIs formato ‘pirâmide’ que enxamearam o USS Russell na costa de Los Angeles em julho de 2019; e os OVNIs ‘esféricos’ e ‘bolotas’ gravados pairando sobre o USS Omaha na costa da Virgínia em março de 2019.

Edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

Vídeo supostamente filmado em navio da Marinha dos EUA mostra OVNI mergulhando no Pacífico

Fontes:  Sputnik – Exonews

Cineasta investigativo Jeremy Corbell divulgou novas imagens feitas alegadamente a bordo do navio de guerra Cruzador USS Omaha da Marinha dos EUA, mostrando o encontro próximo com um “OVNI submarino”.

A gravação mostra o objeto, descrito como um “veículo multiambiente esférico”, ou seja, capaz de se deslocar através do ar e da água, pairando e desaparecendo nas águas no oceano Pacífico. O vídeo foi compartilhado por Corbell nesta sexta-feira (14) no portal Mystery Wire.

A esfera [uma sonda?], de aproximadamente dois metros de diâmetro, teria se deslocado por cerca de uma hora ao lado do Cruzador USS Omaha. O vídeo foi feito por uma câmera de imagem térmica (FLIR) do navio que detecta e mostra sinais de calor.

Segundo a descrição do vídeo, o encontro com o objeto esférico foi filmado a partir do centro de comando do navio em 15 de julho de 2019 enquanto navegava ao largo da costa de San Diego, na Califórnia, costa Oeste dos EUA.

?A Marinha dos EUA fotografou e filmou vários OVNIs “esféricos” e veículos multiambiente avançados, aqui estão algumas dessas filmagens. Filmado no Centro de Informações de Combate do USS Omaha em 15 de julho de 2019. Não foram encontrados destroços. Nenhuma embarcação foi recuperada.

Consegue-se ouvir também dois membros da tripulação exclamando, “Uau, ele mergulhou”, no momento em que a esfera pareceu ter feito uma descida controlada para mergulhar nas águas do oceano.

De acordo com o áudio da filmagem, a tripulação do Cruzador USS Omaha iniciou de imediato as buscas, mas assim que a esfera desapareceu da tela ela também sumiu do radar e do sonar do navio. Posteriormente, a equipe não conseguiu encontrar quaisquer fragmentos ou destroços na superfície.

O documentarista Jeremy Corbell afirma que alguns dos chamados Objetos Voadores Não Identificados (OVNIs), capturados em imagens granuladas e mostrados em enxames de embarcações da Marinha dos EUA ao longo dos anos, podem estar vindo da profundezas dos oceanos da Terra.

Além disso, a possibilidade de que muitos dos objetos sejam manifestações de veículos “multiambiente”, capazes de operar tanto no ar quanto debaixo d’água, foi discutida entre oficiais da Marinha dos Estados Unidos, afirmou ele em entrevista ao Daily Star .

“Eles podem se mover de um meio [ar] para o próximo [mar] com facilidade”, disse o cineasta, acrescentando:

“Como se você tivesse uma embaixada em um país estrangeiro, é possível que haja uma congregação, base ou uma estação submarina ou um local subaquático, onde OVNIs podem estar transitando uma vez que estão aqui, de onde quer que venham. Essa é uma possibilidade de que os OVNIs estejam transitando de um lugar baseado sob a água”.

O documentarista de mídia mista baseado em Los Angeles acredita que esta teoria de uma base subaquática em potencial pode ser verdadeira em relação aos agora famosos “OVNIs tic-tac” e outras “embarcações” enigmáticas capturadas em imagens “enxameando” os navios da Marinha dos EUA durante anos.

O cineasta, que em 2015 lançou sua série de filmes investigativos intitulada “Crenças Extraordinárias apresentadas por Jeremy Kenyon Lockyer Corbell”, chegou às manchetes após lançar o agora famoso vídeo “pirâmide OVNI”, aparentemente feito pela equipe do USS Russell ao largo de San Diego em julho de 2019.

Além disso, ele fez imagens públicas de um objeto aparentemente pairando sobre o USS Omaha antes do mesmo “submergir nas águas do oceano” no mesmo mês. Corbell publicou as imagens, confirmadas pelo Pentágono como genuínas, em seu site extraordináriobeliefs.com. A filmagem ecoa vídeos igualmente autênticos de encontros por caças USS Nimitz em 2004, bem como avistamentos de naves não identificadas em 2015.

Chamados de “vídeos de OVNIs do Pentágono”, os visuais são gravações de exibições de instrumentação da cabine dos caças da Marinha dos Estados Unidos baseados nos porta-aviões USS Nimitz e USS Theodore Roosevelt em 2004, 2014 e 2015, que vazaram para o público. Os três vídeos granulados em preto e branco criaram furor na mídia em 2017.

Em setembro de 2019, um porta-voz do Pentágono confirmou que os vídeos foram feitos por aviadores navais e eram “parte de uma questão maior de um número maior de incursões de campo de treinamento por fenômenos aéreos não identificados nos últimos anos”Posteriormente, o Departamento de Defesa dos EUA lançou formalmente os vídeos em 2020.

Aparentemente alimentando as reivindicações atuais de Jeremy Corbell está o fato de que todos os vídeos de OVNIs que vazaram, confirmados como genuínos pelo Pentágono, ocorreram no mar.

O cineasta se refere ao encontro do porta aviões USS Nimitz, onde o comandante David Fravor, um piloto de caça do grupo de ataque, testemunhou pela primeira vez o chamado objeto em forma de “tic-tac” pairando sobre uma “perturbação do oceano” ou “água fervente” no dia 14 Novembro de 2004.

“Havia um objeto embaixo d’água e parecia ter a forma de uma cruz. E foi logo abaixo da água onde os OVNIs tic-tac estavam descendo, e eles estavam caindo de mais de 80.000 pés, todo o caminho até o nível do mar em menos de um segundo sem um estrondo sônico ”, disse Corbell.

Ele cita testemunhas do encontro aparentemente descrevendo a “embarcação” descendo e “atracando”.

“Eles estavam se encaixando de alguma forma , talvez com o que quer que estivesse acontecendo na água ou embaixo d’água”, aponta o artista.

Segundo ele, outras explicações também foram oferecidas por autoridades na tentativa de saber de onde vêm os misteriosos objetos, com a possibilidade de virem de “outro planeta”.

“Essa é uma das opções que está definitivamente em cima da mesa. Mas, o mais importante, havia essa implicação de que poderia haver uma base ou local submarina como uma embaixada para que eles pudessem ir e talvez abastecer suas naves … quem sabe estou especulando de brincadeira, mas não tenho ideia”, concluiu Corbell.


Nosso trabalho no Blog é anônimo e não visa lucro, no entanto temos despesas fixas para mantê-lo funcionando e assim continuar a disseminar informação alternativa de fontes confiáveis. Desde modo solicitamos a colaboração mais efetiva de nossos leitores que possam contribuir com doação de qualquer valor ao mesmo tempo que agradecemos a todos que já contribuíram, pois sua ajuda manteve o blog ativo. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal AGENCIA: 1803 – CONTA: 00001756-6 – TIPO: 013 [poupança] e pelo PIX 211.365.990-53 (Caixa). 


“Quando o conhecimento científico e a tecnologia aplicada atingirem um nível crítico de avanço, sem estarem informados por verdades espirituais e guiados pela  autoridade moral , esta civilização planetária deixará de existir [em bases falsas]. Uma vez que certos limites sejam ultrapassados em áreas proibidas de perigosas pesquisas científicas e desenvolvimento tecnológico, o destino da raça humana será abruptamente e para sempre alterado. – Grupo de Pesquisa de Convergência Cósmica (Fonte: HUGE Changes Coming To Planet Earth )


Muito mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nosso conteúdo

Junte-se a 4.329 outros assinantes

compartilhe

Últimas Publicações

Indicações Thoth