Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Aumento ‘Misterioso no Número de pessoas Mortas’ em toda Europa

Atualmente, os países europeus estão enfrentando um aumento na taxa de mortalidade incomumente alta, e as mortes por coronavírus não são a razão direta desse aumento segundo os governos.  Conhecido como “mortalidade excessiva”, as pessoas estão morrendo a uma taxa incomumente alta na Holanda, Alemanha, Espanha, Portugal e Grã-Bretanha.

Cientistas e especialistas em dados estão intrigados com o crescente aumento no número de pessoas mortas registradas na Europa.

Fonte: Remix.news

Desde abril, a taxa de mortalidade aumentou acentuadamente na Europa em uma média de 11%. O que intriga os especialistas é que essas mortes não estariam diretamente relacionadas à pandemia de coronavírus.

Na Holanda, de acordo com o Volkskrant, um dos principais jornais do país, centenas de pessoas estão morrendo a cada semana em números acima do que o normal. Isso significa que, desde a primavera, cerca de 5.000 mortes a mais estão sendo registradas em comparação com o período anterior ao coronavírus. 

Os cientistas estão intrigados com o motivo, mas as agências de saúde holandesas se [adivinhem] recusam a divulgar dados por trás da causa do aumento das mortes devido ao que as agências dizem estar relacionado a “preocupações com a privacidade”.

Alguns criticaram essa abordagem, com a popular comentarista holandesa Eva Vlaardingerbroek dizendo que as questões de privacidade da saúde foram universalmente desrespeitadas e suspensas quando o governo holandês decidiu verificar o status de vacinação de todos para as pessoas poderem entrar em restaurantes e estabelecimentos comerciais.

No entanto, o excesso no número de pessoas mortas é ainda pior em outros lugares, com o jornal alemão Die Welt, o mais vendido, relatando que a situação é especialmente drástica na Espanha. Em julho de 2022, a Espanha registrou quase 10.000 mortes a mais do que no mesmo mês de 2019, enquanto na Alemanha, a taxa de mortalidade crescente não foi tão dramática, mas ainda preocupante.

Até certo ponto, o aumento do número de mortos na Espanha pode ser atribuído às infecções por coronavírus, mas apenas 1.872 mortes foram atribuídas ao Covid-19, e outro quinto foi devido às temperaturas extremas neste verão, segundo as estatísticas analisadas pelo Carlos III Health Institute, especializado em monitorar danos causados ??pelo calor.

“Centenas de mortes em excesso por semana e ninguém sabe por quê.” Todo mundo sabe o porquê, mas o governo holandês está retendo os registros de vacinação por causa de – você adivinhou – “razões de PRIVACIDADE”.

No entanto, muitas das mortes não podem ser contabilizadas, fato reconhecido pelo governo espanhol, que ordenou uma investigação detalhada com os resultados esperados daqui seis meses. Alguns especialistas dizem que já está claro que a pesquisa não deve se concentrar no Covid-19 ou no calor.

“Nem o Covid nem as ondas de calor explicam o que está acontecendo aqui”, disse Salvador Peiró, chefe de pesquisa da Fundação de Pesquisa em Saúde e Biomédica da Comunidade Valenciana.

Peiró diz que o número crescente de mortos é “incompreensível”, sobretudo porque ele vê muitos idosos e doentes crônicos entre os falecidos. Apesar desse grupo ser ‘altamente vacinado‘ em média, eles ainda eram os indivíduos com maior risco de morrer de Covid-19.

“Acreditávamos que o coronavírus já havia pegado os mais fracos, mas agora esses idosos estão morrendo a taxas muito altas”, disse Peiró.

Na Grã-Bretanha, até 1.000 pessoas estão morrendo a cada semana a mais do que a média dos anos anteriores, mas especialistas em saúde aqui, que são conhecidos por sua experiência em analisar dados de saúde, estão mais adiantados na determinação das razões por trás do aumento substancial de mortes.

A autoridade britânica de estatísticas nacionais (ONS) publicou um relatório intitulado “Efeitos diretos e indiretos na saúde do Covid-19 na Inglaterra” no início de agosto, que ganhou as manchetes internacionais. 

Os autores examinaram como o sistema de saúde respondeu à pandemia e determinaram que havia uma conexão entre os bloqueios e o medo do Covid-19, resultando em redução drástica no diagnóstico de outras doenças. Em outras palavras, as pessoas estavam com muito medo de serem examinadas em um hospital ou por um médico, ou devido à crise de saúde, e não foram diagnosticadas devido aos pacientes com Covid-19 que receberam prioridade.

O relatório, que examinou a taxa de diagnósticos durante a pandemia, determinou que até 141.000 casos de doenças cardíacas, 26.000 derrames e 60.000 casos de diabetes não foram detectados. Ao mesmo tempo, os autores observam que houve um aumento dramático nas doenças mentais e no alcoolismo.

Se as descobertas do relatório ecoarem em outros lugares, mostrará evidências convincentes de que os tirânicos bloqueios por si só tiveram um efeito deletério na saúde pública e podem ser responsáveis ??por dezenas de milhares de mortes em toda a Europa.

Quanto à Alemanha, 85.285 pessoas morreram apenas em julho, o que representa um aumento de 12% em relação à média de julho para os anos de 2018 a 2021, segundo o Departamento Federal de Estatística (Destatis). Em uma semana de julho, as mortes foram 24% maiores.

No entanto, cientistas e estatísticos na Alemanha também não podem atribuir uma razão por trás do rápido aumento do número dos mortos, pois os dados por trás das mortes [adivinhem…] também não estão disponíveis ao público.

Nota de Thoth: “VACINAS” mRNA, alguém lembrará delas? . . .


“Precisamos URGENTEMENTE do seu apoio para continuar nosso trabalho baseado em pesquisa independente e investigativa sobre as ameaças do Estado [Deep State] Profundo, et caterva, que a humanidade enfrenta. Sua contribuição, por menor que seja, nos ajuda a nos mantermos à tona. Considere apoiar o nosso trabalho. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal  AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (Caixa)”. para remessas do exterior via IBAN código: BR23 0036 0305 0180 3780 7447 592P 1


{Nota de Thoth: Em breve haverá um novo papa, será um francês, e será o ÚLTIMO  . . .  A estrondosa queda da “Estátua de Nabucodonosor“, com o fim do Hospício e os psicopatas da civilização ocidental e a própria destruição da região da cidade de Roma [incluso a cloaca do Vaticano] estão bem próximos de acontecer. O Hospício Ocidental, o circo do G-7 [do qual dois marionetes já caíram, Mario Draghi e Boris Johnson], os ditos “Países de Primeiro Mundo” vão fazer face ao seu carma “liberal“}


Saiba mais, leitura adicional:

Permitida a reprodução, desde que mantido no formato original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *