browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

O Perigoso Caminho para o Despertar da Consciência Espiritual (1)

Posted by on 18/02/2020

Capítulo I – O Sistema de Controle da “Matrix” Hiperdimensional: À medida que as energias cósmicas que atingem nosso planeta se tornam cada vez mais infundidas com a expressão contrastante das frequências de luz e escuridão durante este Tempo de transição, muitos de nós (quer estejamos conscientes ou não dessa elevação em vibrações contrastantes) estamos experimentando avarias e avanços em um ritmo acelerado. Estamos sendo empurrados para despertar – para nos alinharmos com a força [energia] divina. Esse processo está trazendo à tona qualquer coisa que não seja da mesma frequência que nosso espírito está “baixando” para ser transmutado.

Tradução, edição e imagens:  Thoth3126@protonmail.ch

O perigoso caminho para o despertar da Consciência Espiritual

Fonte:  https://veilofreality.com/2017/01/29/the-perilous-path-towards-awakening/

As expressões entre [ ] são de autoria do tradutor.

Por Bernhard Guenther

Capítulo I – O Sistema de Controle da “Matrix” Hiperdimensional

 Muitas coisas estão ocorrendo e mudando em níveis multidimensionais que estão fora da nossa consciência de massa. As fortes correntes dessas ondas de energias cósmicas estão nos pressionando a fazer face ao fluxo de transformação e informação.

De uma perspectiva hiperdimensional, as forças ocultas anti-divinas [das trevas] estão operando em excesso, tentando prender o maior número possível de seres humanos em uma prisão de frequência (que será aumentada com o surgimento da agenda do Transhumanismo / IA [Transgênero], que permite a ocorrência de “arrebatamento de almas”) de modo a neutralizar a “Força Divina do Despertar” e, assim, garantir que eles não percam sua fonte de “alimento”.

 

No entanto, esse aumento de atrito e sofrimento tem uma função de ensino – como parte da evolução da consciência – e serve como catalisador e oportunidade para a iniciação alquímica interna para aquelas pessoas que têm a capacidade de semente da alma de realmente começar a questionar tudo o que já fizeram, acreditam, foi ensinado pela [manipulada] cultura oficial. 

Mais importante ainda, ele pode ativar um envolvimento em práticas sinceras de auto-trabalho, disciplina e incorporação (crescimento / integração da alma). nem todo mundo está aqui para “despertar” neste ciclo atual  (e não há julgamento em torno disso), pois também estamos no meio de uma divisão entre a linha do  tempo e a realidade . Afinal, este é o apocalipse, que significa “desvelar”, “revelação”, e não “destruição” (e “oculto”, na verdade, significa “oculto”, não sabido, nada inerentemente relacionado à intenção “má”).


Capítulo I – O sistema de controle de “Matrix” hiperdimensional 

Qualquer pessoa que esteja familiarizada com o meu trabalho sabe que eu escrevo e falo muito sobre o Sistema de Controle de Matrizes Hiperdimensionais (HMCS), ou seja, as forças hostis ocultas não físicas e seus mecanismos que visam nos manter espiritualmente adormecidos [e fisicamente controlados]. Para recapitular esse fenômeno em poucas palavras: a humanidade não está no topo da “cadeia alimentar” e a humanidade não está no controle de suas decisões soberanas em uma escala ‘macro’. A ideia de “livre arbítrio” é, em muitos aspectos, uma ilusão. A maior parte do que você vê no cenário mundial é manipulada e projetada para criar essa frequência “alimentar” de medo e reatividade alimentados pela escassez … para manter a humanidade em uma prisão de frequência, governada por forças que operam fora da nossa percepção dos cinco sentidos. 

Essas forças trabalham através de nós / de outras pessoas (inclusive e especialmente através da elite / controladores em um nível 3D, quem eles usam como portais / fantoches / marionetes para cumprir sua agenda) e nos distraem projetando as sombras da consciência de separação nos cenários do palco do mundo (dividir e conquistar) e no culto oficial à elementos externos. O “governo” (ou qualquer crença numa autoridade externa) também é uma criação “arcôntica”; a base perfeita para manter as pessoas presas em um ciclo interminável de conflitos entre si, garantindo que continuemos divididos e sem poder, de modo a produzir todos os “conflitos” e descontentamentos necessários para mante-los muito bem alimentados pelas energias dissonantes que produzimos de ódio, raiva, egoísmo, ganância, muito medo, discórdia, etc.

“Existem seres nos reinos espirituais para os quais a energia da ansiedade e o medo que emanam dos seres humanos oferecem “alimento” muito bem vindo. Quando os humanos não têm ansiedade e medo, essas criaturas morrem de fome. As pessoas que ainda não estão suficientemente convencidas dessa afirmação podem entender que ela é apenas comparativamente. Mas para aqueles que estão familiarizados com esse fenômeno, ele é uma realidade. Se o medo e a ansiedade irradiam das pessoas e elas entram em pânico, essas criaturas encontram nutrição bem-vinda e se tornam cada vez mais poderosas. Esses seres são hostis à humanidade.

Tudo o que se alimenta de sentimentos negativos, de ansiedade, medo, superstição, desespero ou dúvida, são na realidade forças hostis em mundos supersensíveis, lançando ataques cruéis aos seres humanos enquanto estão sendo alimentados. Portanto, é necessário, acima de tudo, que a pessoa que entre no mundo espiritual supere o medo, sentimentos de desamparo, desespero e ansiedade. Mas esses são exatamente os sentimentos que pertencem à cultura e ao materialismo contemporâneos; por afastar as pessoas do mundo espiritual e uma das outras, dividindo-nos é especialmente adequado para evocar desesperança e medo do desconhecido nas pessoas, convocando assim as forças hostis acima mencionadas contra elas. ” – Rudolf Steiner [Fonte (em alemão): Rudolf Steiner – Die Erkenntnis der Seele und des Geistes – Berlim, 1907]

No entanto, esse é um “conceito” realmente difícil de entender e aceitar pela maioria das pessoas, e muitas vezes é ridicularizado [pelos mais ignorantes e controlados] como “ficção científica”, “absurdo de conspiração” ou “ilusão mental / psicológica”, porque ainda está longe e fora de suas crenças e visão de realidade condicionadas (uma perspectiva que é inserida em nossas mentes pela mesma “força”). E, apesar do ceticismo cínico, todas as antigas escolas de mistérios, verdadeiros ideais xamânicos e ensinamentos esotéricos (muitos dos quais foram suprimidos e / ou distorcidos ao longo de milhares de anos por razões óbvias, especialmente por “sociedades secretas”) transmitiram essa verdade para ‘aqueles com olhos para ver e ouvidos para ouvir ‘, usando sua própria linguagem e simbolismo, seja “A Lei Geral” (Cristianismo Esotérico), Arcontes (Gnósticos), “Senhores do Destino” (Hermetismo), Predador / Aviadores – “O tópico de todos os tópicos ”(xamanismo, Castãneda), Fenômeno OVNI e forças alienígenas  que modificaram geneticamente os seres humanos – desvalorizando nossa raça do projeto original – eons atrás.

Isso não é um “conto de fadas” nem “superstição”. Toda a nossa civilização (moderna) é, em grande parte, um produto dessa “força” … nossa sociedade é uma construção “alienígena” que fomos levados a aceitar como decorrentes da “natureza humana”  – uma condição na qual a patologia e psicopatia se tornou normalizado.

Não espere que esse conhecimento e verdade lhe sejam trazidos via Mídia Social, TED, Oprah, a lista de best-sellers de NY, a “ciência” do establishment científico, muito menos qualquer político, religioso ou guru espiritual no estilo de celebridade … e também não acredite em mim …. Descubra por si mesmo! Mas sugiro que você não ridicularize / julgue – ou tenha uma “opinião” sobre algo até que você tenha sincera e honestamente pesquisado sobre tudo … o que, nesse caso, também implica um trabalho autônomo esotérico sincero para perceber essas forças diretamente, para “ver o invisível” além das aparências [do mundo das celebridades, “influencers” que pululam nas “mídias – para ZUMBIS – sociais”]… e, finalmente, libertar-se de sua influência, tocando em sua própria conexão incorporada ao Divino e ao seu próprio Espírito interior, isto é, a ativação do DNA para se reconectar com seu projeto original da Criação antes da nossa modificação evolutiva coletiva (em andamento ACELERADO).

“Estamos dormindo – em um estado de sonho e SONO PROFUNDO – e, erroneamente, pensamos que estamos “acordados”. Um dos aspectos fundamentais da categoria ontológica da ignorância é ter a ignorância da própria ignorância; ele não apenas não sabe, ele não sabe que não sabe. Estamos em uma espécie de prisão, mas não sabemos disso. Este BIP (Prisão de Ferro Negro, ou seja, matriz hiperdimensional) é uma vasta forma de vida complexa que se protege induzindo a aceitação de uma alucinação negativa dela própria. 

A oclusão é auto-perpetuadora; isso nos faz desconhecer isso. Deveríamos combatê-lo em termos de fagócitos, mas a própria valência da estase (BIP) nos distorce em micro extensões próprias; é exatamente por isso que é tão perigoso. Essa é a coisa mais terrível que faz: estender seu pensamento androide cada vez mais extensivamente. Exerce um poder terrível e sutil, e mais e mais pessoas caem em seu campo (poder), por meio do qual “crescem” .

Esta é realmente uma forma de vida sinistra. Primeiro, ele toma poder sobre nós, reduzindo-nos a meros escravos, e depois nos faz esquecer nosso estado anterior, e ser incapaz de ver ou pensar direito, e não saber que não podemos ver ou pensar direito, e finalmente se torna invisível para nós em razão do que nos fez. Não podemos nem monitorar nossa própria deformidade, nossa própria deficiência. Estando sem psique própria, mata as psiques autênticas daquelas criaturas trancadas no sistema e as substitui por uma microforma espúria de sua própria psique morta. A própria doutrina de combater o “mundo hostil e seu poder” foi em grande parte materializada e posta a serviço do Império. O BIP distorce cada novo esforço de liberdade no molde de mais tirania. O Império é apenas um fantasma, persistente porque estamos dormindo.

Enquanto a raiz da maldade estiver oculta, ela será muito mais forte. Mas quando é reconhecida, é dissolvida. Quando é revelada, o mal perece…. É poderoso porque não o reconhecemos. O bombardeio de pseudo-realidades começa a produzir humanos inautênticos [zumbis] muito rapidamente. O sistema nos escraviza, mas, por outro lado, está tentando nos ensinar a abandonar sua escravidão. O poder mais alto da compaixão [amor elevado e impessoal] é o único poder capaz de resolver a descoberta da saída do labirinto.

A verdadeira medida de um homem não é sua inteligência ou quão alto ele se eleva neste “establishment” esquisito. Não, a verdadeira medida de um homem é esta: com que rapidez ele pode responder às necessidades dos outros e quanto de si mesmo pode dar. Se o paradoxo final do labirinto é que a única maneira de escapar é voluntariamente voltar (para dentro), então talvez estejamos aqui voluntariamente; voltamos. Anamnese foi a perda de amnésia. Você se lembrou de suas origens, e elas estão além das estrelas.

“Devido à falta de um estado de consciência superior, o planeta Terra é um pequeno inferno, onde, pela graça divina ou mal infernal, o indivíduo não percebe nem avalia a sua condição precária ou a nebulosidade de sua consciência. Como verdadeiros loucos, cada “homo sapiens”, como Don Quixote, o nobre castelhano, bate contra seu próprio moinho de vento. Assim, batalha após batalha, a juventude se perde, as ilusões morrem, a pureza murcha e os últimos vislumbres de lucidez desaparecem gradualmente e a volta ao túmulo é a consequência.

Se fôssemos deuses perversos ou despojadores imorais, não poderíamos inventar um método melhor para fazer um grupo de escravos trabalhar pacifica e cordeiramente do que fazê-los acreditar, por meio da hipnose coletiva, que são “livres”, felizes e importantes. Teríamos então robôs perfeitos que trabalhariam incansavelmente, produzindo o que desejamos. Além disso, esses robôs fabricariam e se manteriam.  Pode-se argumentar que sapiens, ao contrário de outras espécies, semeia, produz e trabalha apenas para si e não para outros seres. Isso vale para os produtos e materiais que o homo sapiens usa para sua própria manutenção. Nenhuma espécie não humana rouba o produto material dos esforços dos sapiens, a não ser àqueles que nos controlam e manipulam mentalmente.

Por outro lado, esse não é o caso dos frutos sutis produzidos pelo sistema nervoso humano na vida cotidiana. Este fruto é colhido rapidamente por certos seres que estão muito mais altos na escala evolutiva do que o ser humano; verdadeiros deuses do espaço, que lucram com os esforços humanos, mas, por sua vez, cumprem certas funções cósmicas e ocupam uma posição importante na economia universal. Esses seres foram mencionados anteriormente: eles são os Arcontes do Destino [ou os Anjos – Fallen Angels – Caídos].

Todos os habitantes da Terra estão sob o domínio de um ou mais desses “deuses”, que regulam, moldam e dirigem o destino da humanidade. Mas isso não acontece com o destino do estudante do esotérico e do oculto, que CONQUISTA a sua autonomia vital em um determinado momento, liberando-se do mandato, manipulação e controle dos arcontes.

Os Arcontes do Destino [ou os Anjos – Fallen Angels – Caídos] são seres aterrorizantes, não porque são maus, mas devido à sua severidade fria e inexorável na manipulação do homem e da mulher. Se estabelecêssemos um símbolo para esses seres, sem dúvida eles seriam retratados com um chicote nas mãos, um cinto de cerdas ou arame com os quais castigam a humanidade para garantir seu progresso, embora essa evolução possa ser imperceptível durante nosso tempo terrestre. Por exemplo, esses “juízes oculto”s provocam impiedosamente uma guerra mundial na qual milhões de pessoas morrem.

O homo Sapiens, em sua extrema luta pela existência e em suas diversas relações com os ambientes naturais e sociais que o cercam, experimenta inevitavelmente todos os tipos de tribulações, sofrimentos, enganos e outras experiências “a que se submeteu”, agradáveis ​​e desagradáveis. Como conseqüência, seus sistemas emocional e nervoso desenvolveu certos elementos corporificados, extremamente poderosos, que abandonam o corpo humano na forma de vibrações (tudo vibra; a matéria é apenas energia vibratória). Essas vibrações são transmitidas através de antenas incorporadas na unidade biológica, sintonizadas com a frequência dos Arcontes [ou os Anjos – Fallen Angels – Caídos], que então colhem esse poder e o utilizam para propósitos que não podemos divulgar, afirmando novamente que eles cumprem uma função cósmica .

É assim que o homem – mulher sapiens são involuntariamente despojados do produto mais nobre que produzem; o destilado final da experiência humana, o caldo em que reside o sangue, a alma e a própria vida do indivíduo. O indivíduo viveu para isso, sofreu, amou, gozou, trabalhou, construiu coisas, foi à guerra, estudou, investigou, apenas para preparar o caldo de ouro de sua vida. Devemos entender que o “computador central” só existe em relação aos Arcontes do Destino [ou os Anjos – Fallen Angels – Caídos] como um instrumento para controlar a evolução do homo sapiens.

O objeto da vida (da perspectiva dos Arcontes [ou os Anjos – Fallen Angels – Caídos]), a razão pela qual o sapiens foi criado [por meio de modificação / engenharia genética], não é para ele desfrutar a vida no jardim do Senhor, mas sim ser um peão em suas vinhas, um trabalhador [escravo mental] tão perfeito que pode agir como cultivador e comida ao mesmo tempo, sem se aperceber desse fato.

Se o homem pudesse impedir que seu “caldo de ouro” fosse roubado, com esse produto vital, ele poderia se tornar igual aos “deuses” que o criaram, evoluindo rapidamente, integrando dentro de si os produtos do laboratório químico de seu corpo físico. É exatamente isso que é feito pelo estudante de hermetismo, que é temporariamente libertado das garras dos Arcontes do Destino [ou os Anjos – Fallen Angels – Caídos]. Esse indivíduo, em virtude de sua compreensão e responsabilidade, não precisa de um superintendente com chicote na mão para obrigá-lo a evoluir através do sofrimento, pois ele assume a responsabilidade por sua própria evolução e a toma em suas próprias mãos e, se julga necessário, se submete ao mesmo sofrimento temporário para alcançar a felicidade eterna. Isso contrasta com a pessoa profana ou mundana [a imensa massa de zumbis] que escolhe prazeres passageiros às custas do próprio sofrimento eterno.

Chega de revelar segredos escondidos dos homo sapiens. Vamos espalhar um manto de silêncio sobre esse assunto, a fim de cumprir o mandato da Esfinge esotérica que exige silêncio. A fala e o silêncio são duas espadas, que devem ser manuseadas com habilidade sublime para não perturbar a harmonia universal. Aqueles que têm “olhos para ver” [e OUVIDOS para ouvir] entenderão tudo o que não está declarado na palavra escrita, mas na linguagem enigmática do iniciado. Para aqueles que não estão nesse estado, é melhor que eles não entendam nada e continuem a dormir tranqüilamente. Por fim, os Arcontes [ou os Anjos – Fallen Angels – Caídos] não correm o risco de uma colheita ruim devido a uma possível rebelião do homo sapiens. O homo sapien é cego demais para ver onde o perigo é realmente encontrado.

É triste observar a tremenda limitação dos humanos, que se fecham no pequeno mundo de conceitos estereotipados, de conhecimento memorizado, de imitação e de mecanismos de compensação e defesa, de lutar pela aceitação, de ser vítima das circunstâncias. Sua deficiência mental o impede de perceber quão pequeno é o cubículo mental que o aprisiona. E, assim, com uma mentalidade previamente estabelecida sob controle, ele aceita, condena ou tolera sem se preocupar em analisar de maneira inteligente as situações com as quais ele se confronta”.

– John Baines, o homem estelar

Se você não está familiarizado com este tópico (e / ou é novo no site), aqui estão alguns indicadores iniciais:


“A sabedoria (Sophia) clama lá fora; pelas ruas levanta a sua voz. Nas esquinas movimentadas ela brada; nas entradas das portas e nas cidades profere as suas palavras:  Até quando vocês, inexperientes, irão contentar-se com a sua inexperiência? Vocês, zombadores, até quando terão prazer na zombaria? E vocês, tolos, até quando desprezarão o conhecimento? Atentai para a minha repreensão; pois eis que vos derramarei abundantemente do meu espírito e vos farei saber [o conhecimento] as minhas palavras. – Provérbios 1:20-23



Mais informações, leitura adicional:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

www.thoth3126.com.br

One Response to O Perigoso Caminho para o Despertar da Consciência Espiritual (1)

  1. Yehudi

    Seus conteúdos trazidos são de importância inimaginável, por favor, nunca pare.

    Gratidão !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.