Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

OMS – Nova onda de Covid está varrendo o mundo (lá vem ‘Eles’ de novo)

A OMS diz que os casos de infecção pela Covid-19 aumentaram 38%, mas as mortes caíram 50% no último mês, disse o órgão de saúde da ONU. Mais de 1,4 milhões de “novos casos de Covid-19” e mais de 1.800 mortes [letalidade de 0,128%, mais baixa que a gripe sazonal) atribuídas à doença foram registrados em todo o mundo entre 31 de julho e 27 de agosto, informou esta sexta-feira a Organização Mundial de Saúde.

Nova onda de Covid está varrendo o mundo – OMS (lá vem ‘Eles’ de novo)

Fonte: Rússia Today

Os números representam um aumento de 38% no número de casos e uma diminuição de 50% no número de mortes em relação ao período anterior de 28 dias, informou a OMS no seu boletim semanal .

A Coreia do Sul teve o maior número de novos casos (1.296.710) e mortes (596), disse a OMS. A Itália teve quase 27 mil novos casos, seguida pelo Reino Unido com 26 mil.

O maior aumento de novos casos ocorreu no Mediterrâneo Oriental (+113%), Pacífico Ocidental (+52%) e na Região Europeia (+39%), enquanto África (-76%) e Sudeste Asiático (-48% ) viu um declínio. 

A OMS atribui o aumento de casos à “nova variante Eris” do novo coronavírus, que é hoje a mais difundida, tendo sido encontrada em 26% das sequências durante a segunda semana de agosto. A variante ‘Arturo’ foi encontrada em 22,7% das sequências em 109 países, enquanto a variante ‘Kraken’ foi relatada por 124 países, mas “parece” estar diminuindo.

Segundo a OMS, ocorreram mais de 770 milhões de casos de Covid-19 e mais de 6,9 ​​milhões de mortes pelo vírus desde o início da pandemia.

Embora a OMS tenha declarado o fim da “emergência sanitária global” em Maio, a organização lembrou aos Estados-membros que “mantivessem, e não desmantelassem, as suas infra-estruturas anti-Covid-19”, instando-os a manter em vigor os sistemas de “exame precoce”, alerta, vigilância e notificação, rastreamento de variantes, assistência clínica precoce [e] reforços de vacinação para grupos de alto risco.” 

O boletim de sexta-feira foi a última atualização semanal da OMS, que pretende fazer a transição da resposta de emergência para a “prevenção, controle e gestão” de longo prazo da Covid-19. As atualizações serão mensais a partir de agora, com a próxima prevista para o final de setembro.

O novo coronavírus, mais tarde apelidado de SARS-CoV-2, foi detectado pela primeira vez em Wuhan, China, no final de 2019. A sua origem exata e a forma como veio a afetar os seres humanos permanecem desconhecidas. 

A OMS apelidou a doença causada pelo vírus de Covid-19 e declarou-a uma pandemia em Março de 2020. Muitos países tentaram lidar com o vírus “confinando” as suas populações e obrigando a utilização de máscaras faciais e aceitação de vacinação forçada, ao mesmo tempo que reprimiam qualquer pessoa que criticasse a eficácia destas medidas, até mesmo ganhadores do Prêmio Nobel….


Estamos executando o nosso blog com as doações de nossos leitores. Como a receita de anúncios foi  “cancelada” há bastante tempo, agora você não é apenas um leitor, mas uma parte integrante do processo que constrói este site. Obrigado pelo seu apoio, ele é muito importante. Disponibilizamos o mecanismo Pay Pal, nossa conta na Caixa Econômica Federal AGENCIA: 1803 – CONTA: 000780744759-2, Operação 1288, pelo PIX-CPF 211.365.990-53 (CEF)”.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *