Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Queda de avião na Rússia deixa 10 mortos; Yevgeny Prigozhin, do Grupo Wagner, estava na lista de passageiros

Jato executivo caiu perto de Moscou nesta quarta-feira (23). Até a última atualização desta reportagem, não se sabia se chefe de grupo mercenário realmente havia embarcado. A Rússia afirmou que dez pessoas morreram depois que um jato executivo caiu perto de Moscou nesta quarta-feira (23). O nome do líder do Grupo Wagner, Yevgeny Prigozhin, aparece na lista de passageiros, mas não se sabe se ele realmente embarcou. A informação foi inicialmente publicada pela agência Tass, ligada ao governo russo.

Queda de avião na Rússia deixa 10 mortos; Yevgeny Prigozhin, do Grupo Wagner, estava na lista de passageiros

Fonte: Globo-G1 – Zero Hedge

A bordo, estavam sete passageiros e três membros da tripulação. Até a última atualização desta reportagem, oito corpos haviam sido encontrados no local da queda, nenhum com identificação, de acordo a outra agência russa, a RIA. A operação de resgate também não havia sido concluída.

{Fontes da mídia russa confirmam agora que ele estava a bordo do avião abatido e é dado como morto.}

Fabricada pela Embraer, a aeronave tinha como destino São Petesburgo, sede do Grupo Wagner (veja, mais abaixo, vídeo com o trajeto do avião e o mapa da região da queda).

A agência de notícias Associated Press analisou dados de rastreamento de um jato particular registrado no nome do Grupo Wagner, formado mercenários e ex-soldados de elite altamente qualificados chefiados por Prigozhin, oligarca ligado ao Kremlin. O avião decolou da região de Moscou, e o sinal desapareceu minutos depois, sobre uma região rural.

BREAKING —Um jato russo frequentemente usado por Prigozhin caiu, segundo relatos de telegramas pró-Wagner. Vários relatos da mídia russa dizem que todas as 10 pessoas a bordo morreram. O jato acidentado pertencia a Prigozhin, mas ele geralmente voava em outro avião – disse uma fonte a Readovka O avião que caiu na região de Tver é uma das aeronaves de Prigozhin. Ele geralmente voava em outro avião, com o número RA-02878, disse uma fonte a Readovka. Ainda não se sabe se o empresário estava na aeronave caída”.

Em uma imagem de destroços em chamas postada por uma conta pró-Grupo Wagner no Telegram, é possível parte da numeração na fuselagem. As informações correspondem às do jato do Wagner identificadas pela Associated Press.

Prigozhin, de 62 anos, lidera um exército de mercenários que atuou em diversas guerras, inclusive na atual invasão do território ucraniano pela Rússia. Linha auxiliar da Rússia, o Wagner liderou as forças russas no ataque à cidade de Bakhmut, a batalha mais longa e sangrenta da guerra até agora.

Em junho, no entanto o Wagner entrou em campanha para destituir o ministro de Defesa russo, num desentendimento que se intensificou após Prigozhin acusar o governo russo de promover um ataque contra acampamentos da organização.

Os integrantes do Wagner assumiram o controle da cidade de Rostov-on-Don, no sul da Rússia, e derrubaram vários helicópteros militares russos. Os mercenários chegaram a avançar em direção a Moscou, ação considerada “traição” pelo presidente Vladimir Putin.

A revolta terminou com um acordo no qual o governo russo afirmou que, para evitar derramamento de sangue, Prigozhin e alguns de seus combatentes deveriam seguir em direção a Belarus. Se isso ocorresse, o líder não seria processado por rebelião armada.

Nesta segunda-feira (21), Prighozin publicou no Telegram um vídeo em que ele aparecia na África. Foi o primeiro vídeo que divulgado por ele desde que ocorreram os desentendimentos com o exército russo.

O Grupo Wagner foi fundado em 2014 e é composto por mercenários. Eles eram ex-soldados de elite altamente qualificados chefiados por Yevgeny Prigozhin, oligarca ligado ao Kremlin que pode estar entre os mortos de acidente aéreo desta quarta.

Acredita-se que Prigozhin expandiu o Wagner, recrutando prisioneiros, civis russos e estrangeiros. Segundo estimativas, o grupo pode ter mais de 20 mil soldados lutando na Ucrânia. Por ter ligação com o Kremlin, o grupo esteve envolvido em uma ampla gama de tarefas em conflitos e guerras civis.

Uma das primeiras missões do Grupo Wagner realizou foi na península da Crimeia, quando mercenários com uniformes sem identificação ajudaram forças separatistas apoiadas pela Rússia a tomar a região. A empresa paramilitar chegou a ser alvo de sanções dos Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia (UE).

Em fevereiro de 2022, após a invasão da Ucrânia pela Rússia, o governo Putin usou os mercenários no conflito. Contudo, contou cada vez mais com eles em batalhas importantes, como nas cidades de Bakhmut. O Grupo Wagner já atuou na África para aumentar a segurança para mineradoras russas. Também há conhecimento sobre a presença de combatentes do Grupo Wagner na Síria.

O acidente levou à especulação imediata de que o avião privado poderia ter sido abatido por ordem de Putin  (ou pessoas no comando militar colocaram uma bomba?… ou uma sofisticada operação de inteligência ocidental?). De acordo com o correspondente do FT em Moscou :

“Canais ligados a Wagner dizem que a defesa aérea russa *derrubou o avião* – o mesmo jato particular que Prigozhin usa regularmente.”

O Kremlin emitiu rapidamente a confirmação de que a aeronave pertencia de facto ao controverso líder Wagner, que liderou um motim contra o Ministério da Defesa de 23 a 24 de Junho. Por notícias oficiais da Rússia

Fontes oficiais russas estão confirmando, incluindo RT …

KOMMERSANT: PRIGOZHIN MORREU NO ACIDENTE DE AVIÃO NA TVER DA RÚSSIA, DIZ A AGÊNCIA FEDERAL DE TRANSPORTE AÉREO DA RÚSSIA

Abaixo está outro vídeo que circula amplamente sobre o que se supõe ser o avião do chefe Wagner caindo. Uma nuvem de fumaça é vista pairando no ar enquanto a aeronave despenca, sugerindo fortemente que um míssil o derrubou ou uma bomba detonou no ar .

O meio de comunicação estatal RT escreve em uma atualização: Um jato particular viajando de Moscou para São Petersburgo caiu na quarta-feira na região de Tver, na Rússia. O Ministério de Emergências da Rússia disse que todas as 10 pessoas a bordo morreram. Desde então, a Rosaviation disse que Evgeny Prigozhin, chefe da Companhia Militar Privada Wagner, estava listado entre os passageiros .

E declarações adicionais estão surgindo:

Ex-conselheiro de Putin, Sergei Markov: “O assassinato de Prigozhin é a principal conquista da Ucrânia e todos os inimigos da Rússia se alegrarão” – Al Jazeera

Mas então novamente…

Há relatos emergentes de que os serviços de segurança da Rússia estão a investigar se o jato de Prigozhin caiu devido a um ataque terrorista. Este é um bom momento para relembrar as palavras de Joe Biden sobre Yevgeny Prigozhin, emitidas em 13 de julho de 2023: “Se eu fosse ele, teria cuidado com o que como.

Em desenvolvimento…


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *