browser icon
Você está usando uma versão insegura do seu navegador web. Por favor atualize seu navegado!
Usando um navegador desatualizado torna seu computador inseguro. Para mais segurança, velocidade, uma experiência mais agradável, atualize o seu navegador hoje ou tente um novo navegador.

Seres humanos sem ALMA – Portais Orgânicos (5)

Posted by on 05/11/2018

“Uma porcentagem considerável das pessoas que encontramos na rua são pessoas que estão completamente vazias por dentro, ou seja, elas já estão mortas. É afortunado para nós que não as vejamos e não as conheçamos. 

Se soubéssemos dessas muitas pessoas que estão realmente mortas e quais são essas pessoas sem alma que governam nossas vidas, deveríamos ficar bravos e horrorizados “.  –  G.I. Gurdjieff 

“Você precisa entender, a maioria dessas pessoas não está preparada para ser desconectada. E muitos deles estão tão acostumados, tão irremediavelmente dependentes do sistema, que vão lutar para protegê-lo”…  –  Morpheus em “The Matrix

Tradução, edição e imagens: Thoth3126@protonmail.ch

PORTAIS ORGÂNICOS – SERES HUMANOS SEM ALMA

Por Bernhard Guenther  – Fonte: https://veilofreality.com/

Estes são momentos interessantes. Por um lado, há mudanças acontecendo em uma escala global que não podem ser realmente ignoradas por muito mais tempo. Por outro lado, a maioria da população parece viver suas vidas como se tudo fosse exatamente como sempre foi e sempre será, encerrado em uma visão de túnel de interesse meramente egoísta, pessoal e material.


Mouravieff descreve a situação para o buscador, mas apenas sugere a atividade do Sistema de Controle da matrix quando menciona as influências da “Lei Geral” o sistema de controle da Matrix (“A”). Os Cassiopeans disseram, na sessão citada acima, “o Sistema de Controle procurará inserir ainda mais “unidades POs na vida dessa pessoa. “Nós também vimos como o papel natural do Portal Orgânico foi cooptado pelos seres reptilianos 4D STS. 

Isso implicaria que os problemas decorrentes de diferentes concepções do real sejam usados, ampliados e alimentados nas proporções mais selvagens imagináveis ​​pelas atividades conscientes dos Controladores da Matrix, na medida em que procuram alimentar-se e impedir que o buscador trilhe a sua senda evolutiva.

O homem pré-adâmico PO não pode estar sujeito a conflitos internos ou domésticos desse tipo. Ele raramente recebe influências “B”. Se ele percebe vagamente sua existência, eles só aparecem como uma curiosidade para seus olhos e não têm o poder de incomodá-lo até as profundezas de sua psique. Nele, o centro sexual reina supremo, seja por sua ação direta que assume a forma de amor carnal [isto é, por causa da reprodução], ou por uma ação indireta e “psicológica” da psique a que sua Personalidade envia. 

Como o homem adâmico, sua Personalidade contém três centros inferiores, mas isso é tudo. Igualmente subdesenvolvido e desequilibrado, mas protegido dos problemas provocados pelas influências do “B”, esta Personalidade vive e age obediente aos comandos do centro sexual. Nada dentro dele resiste ao último, que é conhecido em linguagem contemporânea como temperamento.

Na arena da vida exterior da sociedade humana, dominada pelas influências do “A”, o homem adâmico que atravessou o Primeiro Limiar revela-se mais fraco do que a sua contraparte pré-adâmica; e quanto maior a força que ele adquire durante o seu progresso na Escadaria da Ascenção, maior é a sua fraqueza diante da vida. [Gnose, Livro III pp. 132-133]

Este último comentário dá outra pista. O ser pré-adâmico está em seu ambiente de uma maneira que um ser adâmico não esta. O mundo com suas influências “A” possui grande atração . A atividade do centro sexual busca gratificação em um mundo cada vez mais carregado e corrompido pela licensiosidade, pedofilia, homossexualismo, transgênero, etc… sexualmente através de mídia e exibições abertas de imagens sexuais. O “eu” do corpo pode existir felizmente no nível de uma existência animal básica governada pelos centros inferiores, mas o desenvolvimento do  real no processo de ativação dos centros superiores não pode. 

E, ao longo de tudo, o ser sem alma PO não se sente desconfortável, a menos que tenham sido apanhados na lavagem cerebral das religiões, etc., destinados a controlar a alma. Vemos também que o portal orgânico não reagirá às “influências B” (que são evidências de uma realidade maior ou espiritual) quando elas se intrometerem em sua vida diária, mas preferencialmente buscam desprezá-las e evitá-las.

Depois de um certo período de tempo, percebemos que havia algo muito mais profundo do que apenas mentirosos, ganância, roubo e corrupção espiritual em geral, na seara dos movimentos da Nova Era.
[…]
Então, nos mudamos para outra área de estudo: Cleckley. E ele realmente fala sobre alguns psicopatas que nunca saíram “da linha” em termos sociais. Eles são médicos bem sucedidos, advogados, policiais, políticos, filósofos, escritores, artistas, até psiquiatras … [para não esquecer principalmente os políticos e grandes “líderes”  (a maioria psicopatas sanguinários, como , Lenin, Hitler, Stalin, Mao Tsé, George Bush -pai e filho-, et catervamundiais]

O que agora suspeitamos é que existe uma “camada de cebola” ainda mais secreta sobre este assunto: o Portal Orgânico efetivo e eficiente. A Máscara PERFEITA da sanidade.  Mas mais do que isso: uma máscara perfeita da (IN) Consciência.

Se aceitarmos, como Mouravieff descreve, que o Portal Orgânico tem a possibilidade de avançar em sua própria evolução durante o próximo ciclo, passando de pré-adâmico para adâmico, e se também admitimos que o ciclo atual está se aproximando do seu fim, lá esta a seguinte possibilidade. Estamos vivendo no período em que um certo número de POs conseguiram uma imitação do ser de alma que é tão realista, tão desenvolvido, que eles só podem voltar como seres adâmicos. Eles não podem evoluir mais para dentro desses corpos.

Isso obriga o Buscador a desenvolver seu discernimento, para refiná-lo continuamente, a fim de “ver” graus de manipulação mais finos e mais finos acontecendo ao nosso redor e para nós. Ele irá aquecer o cadinho para temperaturas mais altas e elevadas, criando, por sua vez, as condições da sua libertação do sistema de controle.

[Neste momento atual de transição, no final do Grande Ciclo, torna-se importante que o homem adamámico desperte e se envolva conscientemente no trabalho esotérico através de esforços conscientes, para se alinhar com o Plano Divino e corrigir o “erro” da ignorância e apatia. Ao mesmo tempo, se o homem adâmico se desenvolve como deveria (fundindo o centro magnético para estabelecer o “eu” real permanente), o homem pré-adâmico tomará o lugar do homem adâmico, concedendo-lhe a possibilidade de evolução esotérica. Se o homem adâmico não o fizer, “o Dilúvio do Fogo nos espera”, como Mouravieff apontou, o caminho para a Entropia, o lado sombrio do Criador, do não-Ser, como mencionado no início deste post. A escolha a ser feita esta em cada um de nós. Ninguém pode fazer o trabalho por outro, nem nenhum “salvador” surgirá para fazer por voce.]





Resumindo



Vamos juntar os vários tópicos e tecer uma tapeçaria que ilustra a nossa situação atual.

Ao “ir para a matéria”, isto é, desejando experimentar a fisicalidade, nossa unidade de consciência caiu do seu estado de “graça”, isto é, uma existência de STO 3D em um estado 4D alinhado com 4D STO em um mundo 3D STS já povoado com uma raça antropóide que serviu como portais orgânicos, a ponte que liga a 2ª Densidade à 3ª Densidade. 

Tendo caído e, assim, perdendo a consciência de sua conexão com os centros superiores, com a consciência divina, a raça da alma não era de nenhuma maneira diferente da raça antropoide quando vista do exterior. Ele diferiu apenas em ter o potencial de se reconectar com os centros superiores, desenvolvendo seus centros magnéticos mais elevados. O DNA que sentou esses centros superiores foi queimado – desconectado e disperso na estrutura celular. No entanto, a capacidade de recuperá-lo permanece latente no ser humano com alma.

Este mundo de  Densidade em STS, no qual o homem-mulher Adâmicos “acordaram” não era seu habitat natural. É o mundo dos antropóides, os fantoches feitos de carne, os mortos EM CONSCIÊNCIA. É uma “fazenda” para criar “gado” e controlada pelos seres reptilianos de 4D STS para fornecer sua alimentação (Ver filme “Júpiter Ascending”). É o mundo que apenas usufrui dos prazeres da carne usando os três centros inferiores e um centro sexual limitado a um papel de procriação através do desejo carnal. 

É um mundo patriarcal em desequilíbrio que sufoca e corrompe o sagrado feminino, organizado com base na fome, no sexo sem amor (promíscuo, pervertido e corrompido), na carência, no ódio, na diferença e no medo, energias que alimentam os criadores do sistema de controle.

A raça com alma veio a este mundo e tornou-se parte disso, cruzando-se com a raça nativa antropoide até que a associação genética se misturou completamente. Agora, as duas raças estão tão misturadas que podem ser encontradas na mesma família.



Mais do que isso, os modelos que nos ensinaram e somos forçados a internalizar e obedecer são baseados no habitante antropoide “natural” desse reino, o Portal Orgânico. Assim, as explicações materiais são a norma (não existe espírito). A vida interior do Portal Orgânico, cortada dos centros superiores, e foco materialista é a “norma”.



Devemos nos surpreender que vivamos em um mundo que é cada vez mais “mecânico”, que trata os indivíduos como “unidades” de produção, onde a “criatividade” é a replicação de idéias existentes como em uma linha de produção, onde “franquia” e ” marcas” são tão importantes no mundo econômico, onde a democracia é um teste de múltipla e manipulada escolha a cada poucos anos, em vez de a entrada criativa dos indivíduos na organização de suas vidas, onde as pessoas que “vêem” e contatam outros seres, outros mundos, são enviadas para campos de prisioneiros como um ser “mentalmente perturbado”, onde a cultura consiste em cópias sem fim do mesmo produto com pequenas modificações para enganar o consumidor de que é algo “novo” e “revolucionário”. E assim por diante, ad nauseam…

E tudo é organizado para impedir que você avance, para distraí-lo, para mantê-lo preocupado com um marido, esposa, mãe, pai, filha ou filho, amantes, que está além da sua capacidade de “salva-los” porque ele ou ela não pode ser “salvo” – são fundamentalmente diferentes de você, eles não têm o DNA e nem vontade que permitiria que uma alma “assente” para permitir uma compreensão da possibilidade da existência de uma vida superior. Pior ainda, eles estão drenando você da sua energia vital e, assim, negando-lhe qualquer chance de desenvolver os seus centros magnéticos superiores, com o destino final desta energia sendo alimentar os seres reptilianos 4D STS. Ele alimenta e mantém a Matrix de controle. Nessas interações, você não é mais que uma bateria e os portais orgânicos em sua vida são os “tubos de alimentação” que vampirizam sua energia vital.

Você precisa dessa energia para avançar. É sua, e é seu direito reivindicar e rete-la para sua própria elevação. Mas para fazê-lo, você deve parar esta “dança da morte” com os portais orgânicos em sua vida.



Num sentido muito real e importante, determinar a natureza de nossos relacionamentos é o próprio processo de discernir a influência “A” e as influências “B”. É o trabalho mais importante que podemos fazer. Não podemos fazer nada mais sem fazer isso primeiro. Você não pode ser “injustamente enganchado”. Você não pode servir a dois mestres ao mesmo tempo.

Em vez de rotular definitivamente os casos mais sutis de POs, talvez seja melhor se concentrar em identificar dentro de nós a quantidade de energia que está sendo drenada em qualquer interação.  Isso pode ser feito, eu acho. E esta é a distinção crucial que precisa ser feita, ter discernimento.

Quando discernimos que a nossa energia está sendo drenada em uma interação pessoal… então enfrentamos uma situação muito difícil, especialmente se o PO em nossas vidas é do tipo que não é abertamente “defeituoso”, por assim dizer. Pode ser um tipo de “cachorrinho” que é muito bom ter a maior parte do tempo por perto, embora exigente e drenante.

Por exemplo: se estamos em um relacionamento onde sentimos que “precisamos fugir para recarregar” ou algo assim, mas, na maioria dos outros aspectos, as relações são satisfatórias, podemos estar envolvidos com um ser PO que é muito sutil e bom em termos de drenagem da nossa energia.

Pode demorar anos para perceber que realmente não chegamos a lugar algum em termos de crescimento espiritual, mesmo se conseguimos “manter a linha” com nossos “refúgios” regulares ou outros mecanismos de enfrentamento que desenvolvemos em nossas relações.



Estamos muito felizes em estar trabalhando para deixar a 3ª Densidade da STS do Planeta Terra para seus habitantes originais. Deve ser tão difícil para eles como é para nós continuar a coabitar o mesmo mundo com pontos de vista tão diametralmente opostos sobre o funcionamento do universo e em que direção devemos estar trabalhando. Desejamos-lhes que tudo corra bem no próximo Ciclo.



A SEPARAÇÃO já está acontecendo. À medida que o ciclo se fecha, há a oportunidade para o homem adâmico, seres humanos com alma e potencial de acesso aos centros superiores, “se formar” ou se elevar para um estado superior de Ser e consciência, ativando o DNA completo. No entanto, isso não acontece por si só, nem apenas se “banhando” no cinturão de fótons, meditando sobre Amor e Paz, enfocando os pensamentos “positivos” ou criando a realidade, seguindo os desejos do falso “eu”, a personalidade, o “A” “Influências e o mundo do portal Orgânico.

São necessários esforços conscientes, ganhando conhecimento e aplicando-o (com ATITUDE), separando a verdade das mentiras em si mesmo e no mundo, ativando os centros superiores através do trabalho esotérico, de modo que o fogo da kundalini deixe de ser vampirizado e desperdiçado, para poder se elevar e inflamar a transmutação de Chumbo em Ouro, do carvão em diamante, fundindo o Centro Magnético, o Santo Graal, o Caminho da Ascensão, que leva do amor carnal ao Amor Incondicional do Absoluto. 

Este é o trabalho a ser feito para aqueles que são chamados a despertar e há muitas e poderosas forças que não desejam que isso aconteça, usando portais orgânicos para trabalhar por elas, bem como muitas outras armadilhas e tentações, que a “Lei Geral” (ou o Sistema de Controle da Matrix) coloca no caminho do buscador para desviá-lo para não perder sua fonte de alimento. 

É uma guerra espiritual em curso e precisamos ter discernimento em nossos relacionamentos, com quem nos envolvemos, os ensinamentos “espirituais” e movimento e gurus estilo “nova era” que encontramos e assim por diante. Sem discernimento e dominando nosso “eu” inferior, nenhum progresso espiritual acontece e, finalmente, nenhuma ascensão.

O tema dos Portais Orgânicos é profundo e abrangente. Não se deve chegar a conclusões precipitadas, pressupostos ou julgamentos. Todos nós somos portais orgânicos em um grau ou outro, já que o “predador” e a matriz funcionam através de todos nós, até que façamos o esforço para adquirir autoconhecimento e trabalhar na fusão de nossos centros superiores que nos conectem ao nosso EU SUPERIOR de forma consciente, desalojando nossos programas e comportamentos mecânicos condicionados para que possamos usar nossa vontade de forma consciente e desperta. Essa é a base para o verdadeiro USO do seu livre arbítrio.

Elevar a energia Kundalini dos centros inferiores para os chakras superiores é fundamental e necessário. É SOMENTE SOZINHO E NU QUE ATINGIMOS A META. Qualquer parceiro que não ajude na sua ELEVAÇÃO de consciência pode ser APENAS um instrumento para vampirizar sua energia …

“Pense por um momento e me diga como você explicaria a contradição entre a inteligência do homem, o engenheiro e a estupidez de seus sistemas de crenças, ou a estupidez de seu comportamento contraditório. Os feiticeiros acreditam que os predadores nos deram nossos sistemas de crenças, nossas idéias de bem e maldade, nossos costumes sociais. São eles que criaram nossas esperanças e expectativas e sonhos de sucesso ou fracasso. Eles nos deram cobiça, ganância e covardia. São os predadores que nos fazem complacentes, rotineiros e egocêntricos” – Don Juan Matus

Nas palavras de Laura Knight-Jadczyk em “The Secret History of the World”:

[…] uma grande parte do nosso trabalho esotérico é aprender a libertar-nos da dinâmica de alimentação de energia inerente aos relacionamentos com Portais Orgânicos. Além disso, porque aqueles que têm os centros superiores em potencial estão sujeitos à mesma programação e são mecânicos, unidades de reação até que empreendam o trabalho para desenvolver seus centros superiores, o mesmo é válido em nossas interações e dinâmicas com eles. Nós somos todos alimentadores até que aprendamos a parar nossa alimentação para os outros e como impedir que outros se alimentem de nós. O trabalho de elevação exige enormes quantidades de energia, e essa energia é a energia da qual os outros se alimentam.

Para avançar no trabalho esotérico, é fundamental compreender essa dinâmica de alimentação subjacente; é inútil e perigoso tentar identificar e classificar os indivíduos como portais orgânicos porque todos somos POs até que escolhemos ser de outra forma. Transformar uma ferramenta para entender o verdadeiro terror da nossa situação neste mundo dos caídos em uma arma contra os indivíduos é esvaziá-lo de sua importância espiritual e torná-lo uma ferramenta de nossa escravização no mundo material, o mesmo processo que ocorreu para todas as religiões do mundo durante o curso da nossa infeliz história.

Uma verdadeira compreensão do portal orgânico e do mundo em que vivemos nos dá o conhecimento necessário para sair “vivo”, quer seja literalmente, quer seja apenas estar vivo para a nossa verdadeira natureza como almas fechadas em corpos materiais para aprender lições importantes que só este mundo tridimensional e materialista pode ensinar. Não podemos mais odiar aqueles que não têm acesso às verdades superiores por causa de quem são do que podemos odiar o gato que brinca com o gato antes de matar e comê-lo, pois ambos seguem seus instintos.


(Nota de Thoth: As possibilidades descritas neste post, são de certa forma mostradas no filme “JÚPITER ASCENDING, primeira grande produção de Hollywwod a demonstrar abertamente o fato da EXISTÊNCIA DE SERES ALIENÍGENAS GREYS E REPTILIANOS, interferindo nos assuntos humanos e associados a “deuses” que se utilizam da humanidade da Terra como um local de produção de “ALIMENTO” para os “deuses” e até literalmente falando de uma futura “Colheita”.)


Adicionado : Cotações de outras fontes relacionadas ao tópico de Portais Orgânicos.

De “As Forças Escondidas da Vida – Seleções das obras de Sri Aurobindo e da Mãe”:

“- Existem alguns seres humanos que são como vampiros. O que eles são e por que eles são assim?

Eles não são humanos; Existe apenas uma forma ou aparência humana. São encarnações de seres do mundo que estão ao lado dos físicos, seres que vivem no plano que chamamos de mundo vital. É um mundo de todos os desejos e impulsos e paixões e movimentos de violência, ganância e astúcia e todo tipo de ignorância; mas todos os dinamismos também estão lá, todas as energias da vida e todos os poderes. Os seres deste mundo têm pela sua natureza um controle estranho sobre o mundo material e podem exercer sobre ele uma influência muito sinistra.

Alguns deles são formados a partir dos restos do ser humano que persistem após a morte na atmosfera vital próxima ao plano terrestre. Seus desejos e fome dos prazeres da carne ainda flutuam ali e permanecem em forma mesmo após a dissolução do corpo; Muitas vezes eles são movidos a continuar se manifestando e se satisfazendo e o nascimento dessas criaturas do mundo vital é a conseqüência de relações sexuais promíscuas e sem AMOR. Mas estes são seres menores e, se eles podem ser muito problemáticos, ainda não é impossível lidar com eles.

Há outros, muito mais perigosos, que nunca estiveram em forma humana; nunca nasceram em um corpo humano na Trra, na maioria das vezes eles se recusam a aceitar esse modo de nascimento porque é escravidão a matéria e eles preferem permanecer em seu próprio mundo, poderosos e maliciosos, e controlar seres terrestres a partir daí. Pois, se eles não querem nascer na Terra, querem estar em contato com a natureza física, mas sem estarem vinculados por ela.

O método deles é tentar primeiro lançar sua influência sobre um homem-mulher; então eles entram lentamente em sua atmosfera e, ao final, podem obter uma posse completa dele, expulsando inteiramente a verdadeira alma e personalidade humana. Essas criaturas, quando estão em posse de um corpo terreno, podem ter a aparência humana, mas não têm natureza humana. Seu hábito é recorrer à força vital dos seres humanos; eles atacam e capturam o poder vital onde quer que possam e se alimentam disso. Se eles entrarem em sua atmosfera, você de repente sente-se deprimido e exausto; Se você está perto deles por algum tempo você fica doente; Se você mora com um deles, isso pode matá-lo.

– Mas como é que alguém pode tirar essas criaturas do ambiente quando elas estiverem lá?

O poder vital encarnado nesses seres é de um tipo muito material e é efetivo apenas a uma curta distância. Normalmente, se você não mora na mesma casa ou se você não está na mesma empresa com eles, você não entra na sua influência. Mas se você abrir algum canal de conexão ou comunicação, por meio de cartas, por exemplo, você possibilita o intercâmbio de forças e pode ser influenciado por eles mesmo de uma distância muito distante (e se for seduzido pelo mero sexo de ocasião, então voce será definitivamente cooptado, possuído).

A maneira mais sábia de lidar com esses seres é cortar toda conexão e não ter nada a ver com eles – a menos que você tenha grande conhecimento e poder oculto e tenha aprendido a se cobrir e proteger-se – mas mesmo assim é sempre uma coisa perigosa para se envolvver com eles. Esperar transformá-los, como fazem algumas pessoas, é uma ilusão vã; pois eles não querem ser transformados. Eles não têm intenção de permitir qualquer transformação e todo o esforço nessa direção é inútil.

Esses seres, quando no corpo humano, geralmente não são conscientes do que eles realmente são. Às vezes eles têm um vago sentimento de que eles não são bastante humanos da maneira comum. Mas ainda existem casos em que são conscientes e muito conscientes; não só eles sabem que eles não pertencem à humanidade, mas sabem o que são, atuam nesse conhecimento e perseguem deliberadamente seus fins. Os seres do mundo vital são poderosos por sua própria natureza; Quando eles aumentam o conhecimento, eles tornam-se duplamente perigosos.

Não há nada a ser feito com essas criaturas; você deve evitar ter relações com eles, a menos que você tenha o poder de esmagar e destruí-los. Se você for forçado a entrar em contato com eles, cuidado com o feitiço que eles podem lançar. Esses seres vitais, quando se manifestam no plano físico, sempre têm um grande poder hipnótico; pois o centro de sua consciência está no mundo vital e não no material e eles não são velados e aniquilados pela consciência material como são os seres humanos. “

– Sri Aurobindo, As Forças Escondidas da Vida – A Ioga Integral

Rudolf Steiner comentou em 1923:

“Dr. Rudolf Steiner: Aquela garotinha LK na primeira série deve ter algo realmente muito errado por dentro. Não podemos fazer muito. Tais casos estão aumentando em que as crianças nascem com uma forma humana, mas não são realmente seres humanos em relação ao seu ser mais elevado; Em vez disso, eles estão cheios (possuídos) de seres que não pertencem à classe humana. Muitas pessoas nasceram desde os anos noventa sem um EU interno (sem alma), isto é, não são almas reencarnadas, mas são formas humanas preenchidas com uma espécie de demônio natural. Há um grande número de pessoas idosas que circulam, que na verdade não são seres humanos, mas são apenas naturais; Eles são seres humanos apenas em relação à sua forma. No entanto, não podemos criar uma escola para demônios.

Um professor pergunta: Mas como isso é possível?

Dr. Rudolf Steiner: O erro cósmico certamente não é impossível. As relações de indivíduos que entram em existência terrena têm sido determinadas há muito tempo. Há também gerações nas quais os indivíduos não desejam entrar na existência terrena e estarem conectados com a fisicalidade, ou imediatamente a deixam no início. Nesses casos, outros seres que não são bem adequados intervêm. Isso é algo bastante comum, que os seres humanos andam sem um eu interno; na verdade eles não são seres humanos, mas têm apenas uma forma humana. Eles são seres como os espíritos da natureza, que não reconhecemos como tal, porque eles circulam em uma forma humana. Eles também são bem diferentes dos seres humanos em relação a tudo que é espiritual.

O enigma da vida não é tão simples. Quando esse ser morre, ele retorna à natureza da qual veio. O cadáver decai, mas não há dissolução real dos corpos etéricos, e o ser natural retorna à natureza. Também é possível que algo como um autômato possa ocorrer. Existe todo o organismo humano, e pode ser possível automatizar o cérebro e desenvolver uma espécie de pseudomoralidade.

Não gosto de falar sobre essas coisas, já que muitas vezes fomos atacados mesmo sem elas. Imagine o que as pessoas diriam se ouvissem que dizemos que existem pessoas que não são seres humanos. No entanto, estes são fatos. Nossa cultura não estaria em tal declínio e nível de CORRUPÇÃO e PERMISSIVIDADE se as pessoas sentissem mais fortemente que várias pessoas estão possuindo quem, por serem completamente implacáveis, tornou-se algo que não é humano, mas em vez disso são demônios na forma humana.  – de “Reuniões de professores com Rudolf Steiner Vol. 2 “, julho de 1923


Sobre seres sem alma:

Permitida a reprodução desde que mantida a formatação original e mencione as fontes.

thoth(172x226)www.thoth3126.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.