Entre ou
Cadastre-se

Compartilhe
Receba nosso conteúdo

Bancos dos Rothschild lutando por Clientes da concorrência – Bloomberg 

]As filiais suíça e francesa da família Rothschild estão lutando pelo domínio na indústria de gestão de fortunas, o que está causando tensão e provocando especulações de uma fusão que teria um impacto significativo no cenário financeiro global, escreveu a Bloomberg esta semana. O banco privado suíço, Edmond de Rothschild Group, e o seu irmão menor francês, Rothschild & Co., são os únicos bancos remanescentes com ligações à família cujo nome tem sido sinônimo de exploração da riqueza e do poder político há mais de dois séculos.  

As sucursais suíça e francesa dos Rothschilds estão usando o nome da família numa tentativa de controlar o mercado global de Gestão de Fortunas  

Fonte: Rússia Today

A poderosa e bilionária família Rothschild emergiu do gueto judeu de Frankfurt no século XVIII para se tornar uma das dinastias financeiras mais ricas e poderosas do mundo, que financiou guerras e impérios e ajudou a moldar a história econômica e política da Europa.  

Moses Amschel Bauer foi um cambista, um usurário emprestador de dinheiro itinerante e ourives de origem judeu Khazar e o grande “patriarca” da Família Rothschild. Depois de algumas andanças pela Europa Ocidental, decidiu por fim assentar praça na cidade de Frankfurt, na Alemanha, onde seu primeiro filho Mayer Amschel Rothschild viria a nascer. Com capital modesto montou o seu negócio de comércio de moedas, medalhas e tecidos.

Sobre a porta da sua loja, na Judenstrasse (Rua dos Judeus), ele colocou um grande escudo vermelho [Roth schild – Escudo Vermelho], com uma águia, o brasão da cidade de Frankfurt, que adotou como novo sobrenome em troca do original judeu para disfarçar a sua origem. Foi deste brasão que seu filho tomou mais tarde o seu sobrenome adotado, que ficaria posteriormente famoso como o nome da mais importante dinastia bancária e financeira do mundo.

Após décadas de operação em segmentos relativamente diferentes, as sucursais suíças e francesas das casas bancárias Rothschild visam agora os mesmos clientes ricos. As probabilidades de uma fusão dentro da renomada família estão agora aumentando, à medida que ambos os bancos lutam por uma fatia maior da indústria global de gestão de fortunas, avaliada em $ 250 Trilhões de dólares, afirmou o veículo. 

“Eles agora têm como alvo clientes semelhantes”, disse Christoph Kunzle, professor de gestão de patrimônio na Universidade de Ciências Aplicadas de Zurique. “É muito competitivo e o seu nome bicentenário é um grande trunfo que ambos estão tentando aproveitar.”   

O Rothschild & Co., com sede em Paris, dirigido por Alexandre de Rothschild, o descendente de sétima geração de 43 anos, é o menor dos dois bancos. O banco tinha mais de 102 bilhões de euros (110 bilhões de dólares) em ativos sob gestão em meados de 2023. No entanto, tem vindo a crescer rapidamente, abrindo mais escritórios no mesmo segmento, rivalizando com o seu par suíço.   

Uma expansão agressiva ocorre num momento em que a casa Edmond de Rothschild, com sede na Suíça, liderada pela Baronesa Ariane de Rothschild, enfrenta um negócio estagnado, afirma o artigo. No final de 2022, os ativos sob gestão do banco caíram para 158 bilhões de francos suíços (179 bilhões de dólares), contra 178 bilhões no ano anterior.  

Entretanto, ao longo dos últimos anos, a empresa com sede em Paris abriu escritórios de gestão de fortunas na Itália, no Luxemburgo, no Reino Unido e até fez algumas aquisições na Suíça, o quintal da Ariane. Os especialistas também apontam para a confusão entre os clientes, uma vez que duas empresas Rothschild separadas estão mudando-se para os territórios uma da outra.  

“Entre os consumidores há definitivamente confusão entre os dois”, disse Declan Ahern, diretor de estratégia e avaliações da Brand Finance.  

Mayer Amschel Bauer (Rothschild), o judeu khazar que deu início a um império financeiro que perdura até os nossos dias e que criou a ordem dos Illuminati, junto com mais doze amigos, em 1773, em Ingolstadt na Alemanha

Os especialistas dizem que uma fusão entre as duas casas daria [mais] peso ao império Rothschild numa economia globalizada, onde as linhas entre tradição e inovação são cada vez mais confusas. Os dois bancos são demasiado pequenos quando comparados com gigantes da indústria como o Morgan Stanley e o UBS Group AG ou mesmo os bancos privados suíços Julius Baer e Banque Pictet.  

“Há uma necessidade de consolidação, nomeadamente para os pequenos gestores de patrimônio devido ao aumento dos custos e da regulamentação”, disse Nicolas Payen, analista da Kepler Cheuvreux. “Uma regra para a indústria agora é que eles precisam de tamanho e escala.”  

A ideia de unir forças já foi proposta pela filial francesa no passado, mas rejeitada pelo lado suíço. A Baronesa Ariane rejeitou repetidamente a medida, embora alguns dos seus banqueiros privados de alto escalão acreditassem que uma reaproximação faria sentido. O CEO do banco suíço, de 58 anos, está agora de olho numa expansão a curto prazo no Oriente Médio Oriente, rico em petróleo, e no muito promissor mercado asiático.

“Por um lado, há uma lógica econômica, por outro, há o orgulho pessoal”, disse Philippe Pelé-Clamour, professor adjunto da escola de negócios HEC Paris.

Ele acredita que o período de “egos e disputas” é relativamente curto tendo como pano de fundo a sua história de mais de 200 anos, iniciada em Frankfurt e prevê que uma fusão dos dois ramos poderá ocorrer dentro de uma geração.

RELACIONADOS:


Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás.Apocalipse 2:9

“E ouvireis falar de GUERRAS e de rumores de GUERRAS; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim.  Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá FOMES, PESTES e TERREMOTOS, em vários lugares. Mas todas estas coisas são [APENAS] o princípio de dores.  –  Apocalipse 13:16

⁹ Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não o são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo. – Apocalipse 3:9


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *